9 dicas para lidar com um cônjuge perfeccionista

9 dicas para aprender a como lidar com a mania de perfeição no casamento e transformá-la em benefício para a vida a dois.

Chris Ayres

Oct 02, 2012   |   15 views   |   0 shares
  • No Sermão da Montanha, Jesus Cristo ensinou: “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.” Buscar a perfeição, ser melhor a cada dia, desenvolver mais caridade, amor, excelência nas coisas que fazemos, inclui ter amor por Deus, por si mesmo e pelo próximo, e isto significa ter paciência, respeitar a si e ao outro.

    Buscar a perfeição e evolução constantes como pessoa e espírito filho de Deus significa manter altos padrões e viver com honra. Buscar a perfeição é diferente de ser perfeccionista. Perfeccionismo é a recusa de aceitar qualquer padrão que não seja o perfeito, em si mesmo primeiramente, e nos outros.

    Algumas situações onde uma pessoa venha a desenvolver perfeccionismo:

    • O perfeccionismo em crianças é diferente e pode ser resultado de superdotação se aparecer bem cedo.

    • Quando o perfeccionismo aparecer mais tarde na infância, pode ser o resultado de pais perfeccionistas que exigem demais de seus filhos.

    • Filhos de pais problemáticos, que possuem vícios como alcoolismo por exemplo, podem se tornar super responsáveis e perfeccionistas no sentido de intolerar qualquer fraqueza nos outros e em si mesmo.

    • Crianças e adolescentes com TDAH podem desenvolver o perfeccionismo devido à pressão para que consigam focar ou refazer tarefas do dia a dia, por isso é importante um diagnóstico correto de TDAH para que seja estimulada de acordo.

    • Se um adolescente começa a ser muito crítico de si mesmo perante às pressões da sociedade para que escolha a profissão, amigos, moda, vida amorosa, é hora de intervir imediatamente mesmo antes de ajuda profissional, se for o caso.

    Já um adulto perfeccionista pode apresentar algumas características como intolerância; autoritarismo; necessidade de competição ao extremo; covardia ou medo, por não querer tentar algo diferente por medo de falhar; achar constantemente falhas em si mesmo e nos outros; manias; dificuldade em pedir ajuda quando precisa; orgulho; rebater elogios ou diminuir a si mesmo quando os recebe; insatisfação; infelicidade ou negativismo que leva a ficar ofendido ou resentido com facilidade.

    Se passar despercebido, o perfeccionismo pode progredir a problemas de ordem psiquiátrica como desordens obssessivo-compulsivas, transtornos alimentares, ou até suicídio. Um adulto perfeccionista pode se tornar um chefe exigentes ao extremo, um cônjuge controlador, um indivíduo solitário e anti-social.

    Para quem vive essa situação, sabe que não é uma situação fácil de lidar, principalmente num casamento onde duas pessoas que possuem duas perspectivas diferentes de vida tentam progredir juntas.

    Há, porém, como fazer a situação mais tolerável seguindo essas dicas:

    Seja paciente

    Perfeccionistas podem parecer mais neuróticos e ansiosos em coisas simples. Muitas vezes você pode achar que está sendo perseguido com tamanha implicância. Um detalhe sem importância pode se transformar numa briga homérica. Aprenda como deixar pra lá e propor talvez conversar sobre o problema mais tarde, pedindo um tempo para se acalmarem. Evite levar críticas para o lado pessoal e observe que isso é um problema da pessoa.

    Use a empatia

    Tente se colocar no lugar do perfeccionista. Cultive a compaixão. Quando você tenta entender o comportamento de alguém, você recarrega sua dose de paciência e, nesse caso, percebe que o perfeccionista está lidando com medo de fracassar e criticismo exagerado.

    Escolha suas batalhas e ajude-o a ver o que é realmente importante

    Ajude-o a perceber que, se ele quiser implicar por qualquer coisinha, isso levará o casal a mais desentendimentos, e um casamento com muitos desentendimentos é logo um casamento com problemas. Mas, faça um esforço extra em perceber que seu cônjuge precisa de ajuda.

    Coloque a situação em perspectiva

    Não deixe que isso cause tensão ou conflito. Foque no que há de positivo em seu casamento e dê o exemplo de aceitação e amor. Veja o lado positivo do perfeccionismo para seu próprio progresso e procure aprender com os detalhes.

    Converse

    Lembre o perfeccionista que perfeccionismo é uma escolha. A partir do momento que ele conhece os sintomas do perfeccionismo ou busca entender o porque de seus atos e pensamentos como um, ele tem a responsabilidade de ser mais tolerante e paciente, buscar ajuda e exercitar o autocontrole. Isso pode ser difícil para um perfeccionista entender, especialmente se ele for autoritário e não respeitar o que outros dizem. Mas, plante a semente de que ele precisa pesquisar sobre o assunto e buscar autocontrole para ser feliz.

    Tire-o da rotina

    Há muitos perfeccionistas que acham a vida sem graça, principalmente a relação, e tendem a serem críticos com o que possuem, já que não podem ir ou fazer nada diferente. Ajude-o a transferir sua energia a passeios com a família, ter um hobby, abraçar uma causa, servir num projeto de caridade. Isso tudo o fará amar outras coisas e desviar o foco de algumas, conhecer outras causas e ver que a dele não é tão ruim assim.

    Faça um acordo

    Muitas vezes quem vive com um perfeccionista acaba largando mão de vez, pois, incomodado com as cobranças, passa a lutar, mesmo inconscientemente, contra elas. Reconheça que há muitas coisas que você pode melhorar em atitudes no dia a dia para viver melhor. Não precisa ser perfeito, mas pode andar uma segunda milha e ser melhor em algo que normalmente não importaria a você.

    Tenha bom humor

    Exemplo: É sua parte fazer a cama de manhã quando acordam. Seu cônjuge perfeccionista quer a cama feita perfeitamente assim que vocês acordam às 6 da manhã, antes de ambos saírem para o trabalho. Diga que a cama estará feita antes de você sair, mas que não estará perfeita, mas bem feita. Lembre-o que, se ele quiser melhor, ele pode ajudá-lo, que você faz uma parte, e ele faz a outra. Isso fará que a situação seja resolvida de forma assertiva e com bom humor. Afinal, você já está indo além e fazendo a cama.

    Adote áreas privativas

    Considere ter um espaço onde suas coisas possam estar como você quer. Seja uma mesa, um quartinho dos fundos, ou um escritório ou garagem. O perfeccionista vai concordar, principalmente se ele não precisar ver ou limpar a área.

    O perfeccionismo deve ser visto com cautela, mas otimismo. Ajude-o a balancear a necessidade de perfeição.

    Leve em conta os pontos positivos do perfeccionismo como por exemplo, uma rotina saudável para os filhos organizada com esmero. Dedique-se a ajudá-lo a enxergar-se como pessoa única merecedora de seu amor e carinho. Colabore e faça sua parte, e você verá que a harmonia poderá lhe trazer satisfação e até muitas vantagens na relação a dois.

Chris Ayres é Gerente Geral Internacional do site Familia.com.br, acredita que a palavra tem força para mudar o mundo, que há uma mensagem divina desde o nascer ao pôr-do-sol, e que a família é o centro de tudo e, principalmente, quem somos.

Para contatá-la, visite sua fanpage.

  • Uma criança cega ensina sua classe sobre as cores das flores (VÍDEO)

  • Como agir quando se perde a carteira com "tudo" dentro

  • Como ajudar um amigo a ver a realidade de uma situação

  • 3 formas de romper um histórico de chantagem emocional

  • O poder de sua atitude perante os problemas

  • 6 atitudes para desarmar a raiva

  • 4 atitudes para tirar proveito e aprender com as adversidades

  • Então você "pisou na bola". E agora? Decisões que afetam sua vida inteira

  • Mantendo a esperança perante a tragédia

  • Tire esse olhar triste do rosto: Como superar a tristeza