Como ensinar os filhos a desenvolver a virtude da caridade

Dicas para ajudar os filhos a vencerem hábitos egoístas ao propor o exercício da caridade por meio de atividades simples que poderão ser realizadas por toda família.

Marilia Condé Aguilar

Feb 15, 2013   |   275 views   |   3 shares
  • Jesus Cristo foi o exemplo perfeito de caridade. Durante seu ministério estava constantemente fazendo o bem, demonstrando amor por todas as pessoas, ajudando os pobres, doentes e todos aqueles que passavam por aflições.

    Sua maior expressão de amor foi dar a própria vida em benefício da humanidade. (João 15:13)

    O Apóstolo Paulo, em sua epístola ao povo de Corinto, ensinou: “Ainda que eu tenha o dom de profecia, saiba todos os mistérios e todo o conhecimento e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei.” (I Coríntios 13:2).

    A única forma de aprendermos sobre a caridade é praticando atos de bondade para com as pessoas a nossa volta. Portanto, a única forma de ensinar a virtude da caridade a nossos filhos é lhes dar a oportunidade de experimentar a alegria que decorre do serviço ao próximo.

    Para isso, considere as seguintes sugestões:

    1) Ensinando crianças pequenas

    • Ajude-a compreender que quando ela compartilha suas coisas, faz outras pessoas felizes, o Pai Celestial feliz e o papai e a mamãe também! Expresse sua satisfação com sorrisos e elogios toda vez que ela compartilhar algo com alguém.

    • Explique que ela pode compartilhar a comida, seus lápis de cor, seus brinquedos e seus livros com a família e os amiguinhos. Se a criança se mostrar relutante, simplesmente mude o foco sem forçá-la a compartilhar e retome o assunto mais tarde.

    • Aproveite datas comemorativas e faça uma atividade especial para confeccionar e compartilhar cartões. Recorte pedaços de cartolina que poderão ser decorados com desenhos ou colagens feitos pelas crianças. Escreva uma pequena mensagem e incentive a criança a dar o cartão para as pessoas da família, professores ou vizinhos.

    • Envolva a criança na atividade de separar as roupas e sapatos que não servem mais e explique que aquelas roupas serão enviadas para crianças que não as têm.

    Lembre-se que as crianças pequenas têm muita dificuldade em compartilhar. Tenha paciência. Isso é uma característica dessa fase que podemos ir trabalhando aos poucos para superar.

    Por outro lado, elas têm um desejo enorme de ajudar e de fazer os pais felizes!

    2) Ensinando crianças maiores e adolescentes

    • Organize uma visita a um asilo. Converse previamente com a administração da instituição para marcar uma data. Se possível, converse sobre a possibilidade de levarem bolo ou um lanchinho e envolva seus filhos em todas as etapas da preparação.

    • Se seu filho tem algum talento ou habilidade especial, incentive-o a compartilhar esse talento ensinando outra pessoa. Tocar um instrumento, bordar ou mesmo dar aulas particulares de matemática.

    • Organize um projeto para arrecadar agasalhos ou mantimentos que serão doados para uma instituição de caridade e envolva seu filho em todas as etapas do projeto: confecção dos cartazes ou folhetos, arrecadação e (a melhor parte!) a entrega do material arrecadado.

    • Faça uma Jornada do Livro: ajude seus filhos a separarem alguns livros de literatura para doação em uma biblioteca comunitária ou escreva um bilhetinho com uma pequena mensagem. Coloque dentro do livro e deixe em algum lugar público (um banco da praça, na sala de espera do hospital ou dentro do ônibus) para que um novo dono o encontre. Ficar escondido esperando que alguém “adote” o livro é muito divertido. Essa atividade é uma sugestão da Renata, da fanpage "A Jornada de Renata Quintella".

    • Se envolvam em sua comunidade: existem muitas oportunidades! Grupos de proteção aos animais, de apoio às crianças com câncer, de ajuda aos moradores de rua, de contação de histórias em hospitais... As possibilidades de ajudar são ilimitadas!

    Além de sentirem a alegria que é ajudar sem esperar nada em troca, a autoestima de seu filho será grandemente fortalecida quando sentir que pode fazer algo de bom para alguém e de contribuir para a comunidade.

    Sou muito grata aos meus pais pelas inúmeras oportunidades de serviço ao próximo que me proporcionaram em minha juventude. Por me mostrarem que o mundo era bem maior do que a casa confortável em que morávamos.

    Lembro com carinho dos vários projetos de arrecadação de alimentos, das muitas visitas ao asilo pra “bater papo” com os idosos, das visitas em creches pra brincar com as crianças e ficar com os bebês no colo um pouquinho, das vezes em que fizemos chocolate quente para distribuir para as pessoas esperando na fila do hospital, entre tantos outros projetos.

    Agora, meu trabalho continua e tenho a oportunidade de ensinar meus filhos a trilhar o mesmo caminho.

    Sei que podemos servir de instrumentos nas mãos de Deus para aliviar os fardos uns dos outros. E temos a sagrada responsabilidade de ensinar nossos filhos a fazerem o mesmo.

Marilia Condé Aguilar é advogada, escritora, esposa e mãe. Adora pesquisar e está sempre em busca de soluções práticas para ajudá-la a equilibrar suas responsabilidades familiares e profissionais.

 

  • Como ajudar as crianças a aprenderem com as escrituras

  • Você está aí Deus? Como saber que Deus é real?

  • Dois garotos encontraram um casaco e um par de sapatos velhos na estrada. O que aconteceu depois mudou suas vidas para sempre (VÍDEO)

  • A mulher invisível: Você é mulher e sente que ninguém se importa ou reconhece o que você faz? Então assista isso (VÍDEO)

  • 7 razões simples para acreditar em Deus

  • Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus: 10 maneiras de reconhecer o poder de Deus em tempos de angústia

  • Agir conforme uma inspiração pode ser a resposta à oração de alguém

  • Será que Deus responde as orações?

  • Como ser humilde ajuda a trazer compreensão da vontade de Deus em nossas vidas

  • Encontrar a fé mais uma vez: Deus estenderá sua mão