Como evitar confusões

Manter a calma nem sempre é fácil, mas aprender a evitar confusões é muito saudável, para tanto algumas reflexões podem ajudar.

Suely Buriasco

Mar 28, 2013   |   164 views   |   67 shares
  • Existem pessoas que não perdem a oportunidade de criar intrigas e promover a balbúrdia, mas, felizmente, existem também as pacificadoras que já entenderam o quanto é benéfico viver em paz. Entretanto, mesmo para essas últimas é difícil livrar-se totalmente das confusões, mantendo o padrão da calma.

    Se você está sempre tentando evitar problemas, procura viver em harmonia com seus semelhantes e mesmo assim parece que os embaraços vêm em sua direção, algumas reflexões podem lhe ajudar:

    1- Aceitação

    Cada ser humano é uma cabeça pensante, ou seja, não há ninguém que pense exatamente como outro; portanto, é normal que haja afinidades e discordâncias nos relacionamentos. Aceite que as pessoas tenham ideias diferentes de você e se manifestem contra as suas concepções e não faça disso um motivo para sentir-se ofendido.

    2- Conflitos

    Das discordâncias surgem os conflitos que por si só não são negativos nem positivos, o que determinará isso é a maneira como as pessoas envolvidas lidam com a situação. Você não conseguirá ser uma pessoa atuante na vida sem enfrentar situações conflituosas, mas pode administrar isso com bom senso e respeito.

    3- Conversa

    O diálogo franco tem ótimos resultados quando o que se busca é o entendimento, mas para representar realmente uma conversa é preciso que as pessoas falem claramente e escutem atenciosamente. Pela conversa é possível resolver conflitos e desentendimentos, basta agir com transparência e respeito, pedindo que o outro proceda da mesma forma.

    4- Distância

    Caso a pessoa continue a criar intrigas, frustrando todas as suas tentativas de concórdia, o melhor mesmo é tomar distância dela. Caso você não tenha como evitar a sua presença, lance mão da distância emocional, assim você estará se resguardando. Ignorar provocações é possível desde que você se posicione de forma compreensiva quanto ao nível de consciência da pessoa. Compreenda as pessoas encrenqueiras, mas mantenha a maior distância possível delas.

    5- Perdão

    Cultivar emoções negativas está longe de ser a solução; independente de qual postura você adquira em relação à pessoa, esqueça as mágoas. Rancor e raiva bloqueiam o discernimento e provocam estresse perigoso para a sua saúde; claro que isso só piorará as coisas para você. Assim, se você tentou resolver o conflito pacificamente sem resultado, se foi ofendido ou prejudicado, perdoe e siga seu próprio caminho sem se contaminar com palavras ou atitudes dessa pessoa. Só o perdão pode isolá-lo totalmente dessa influência perniciosa.

    Para evitar confusão demonstre clareza e respeito; haja com autenticidade e coerência!

Escritora, educadora e consultora; especialista em MEDIAO DE CONFLITOS e MEDIAO CORPORATIVA. Dois livros publicados: Uma fnix em Praga e Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois. www.suelyburiasco.com.br

Website: http://www.suelyburiasco.com.br