Como se livrar do vício do cigarro

Dois dias sem fumar e você já consegue sentir os benefícios que o seu corpo ganha quando decide pôr fim ao vício. Veja como parar.

Caroline Canazart

Oct 10, 2012   |   192 views   |   6 shares
  • Ter o desejo de parar de fumar já é um passo para quem está pensando em deixar o cigarro de lado. Mas só isso, infelizmente, não adianta. Em muitos casos, além da força de vontade, o fumante precisará da ajuda da família, de um especialista e até de medicação para chegar ao objetivo. Tudo porque a nicotina é a substância que produz a dependência química mais forte de todas as drogas.

    Um cigarro tem mais de 4.700 substâncias tóxicas que prejudicam a saúde. Elas não afetam apenas o fumante, mas também todas as pessoas que inalam a fumaça. Isso significa que sua esposa ou seu marido, seus filhos, amigos e todos os que não fumam - mas que estão no mesmo ambiente que você - também são prejudicados com substâncias radioativas como o polônio 210 e o cádmio, produto utilizado nas baterias dos carros. Além disso, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) diz que os fumantes têm:

    • 10 vezes maior chance de ter câncer de pulmão;

    • 5 vezes maior chance de sofrer um infarto;

    • 5 vezes maior chance de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar;

    • 2 vezes maior chance de sofrer derrame cerebral.

    As mulheres que fumam e tomam anticoncepcional precisam ter uma atenção ainda maior, já que junto com o cigarro, a medicação aumenta em 10 vezes o risco dela sofrer derrame cerebral e infarto. As grávidas fumantes aumentam o risco de ter aborto espontâneo em 70%; de perder o bebê próximo ou após o parto em 30%; de o bebê nascer prematuro em 40%; ou ter um bebê com baixo peso em 200%.

    Isso já não é suficiente para começar hoje o processo e se tornar um ex-fumante?

    O fumante pode escolher duas formas para deixar de fumar, segundo o INCA. Uma é a parada imediata: essa deve ser sempre a primeira opção e a pessoa para de fumar de uma só vez. A outra é a parada gradual. Ela pode acontecer de duas formas, a primeira é reduzindo o número de cigarros, para isso, é só contar o número de cigarros fumados por dia e passar a fumar um número menor a cada dia. A outra forma é adiando a hora em que fuma o primeiro cigarro do dia. A pessoa vai adiando o primeiro cigarro por um número de horas predeterminado a cada dia, até chegar o dia em que não fumará nenhum cigarro. Esse processo não deve passar de duas semanas.

    O INCA dá mais algumas dicas de como começar o processo para parar de fumar:

    1. Escolha uma data para ser o primeiro dia sem cigarro

    Faça desse dia uma ocasião especial e procure programar algo que goste para fazer.

    2. Repense sua rotina

    Fazer atividades diferentes pode ajudar na hora de parar de fumar. Você pode mudar tudo que se associe ao cigarro, como a parada na lanchonete depois do trabalho. Não deixe de fazer o que gosta, mas evite situações que levem ou lembrem o cigarro, pelo menos no início do processo.

    3. Invista no preparo físico

    . Inicie atividades físicas leves, como caminhadas em parques ou algum outro exercício que goste. O importante é cuidar do corpo e da mente. Vá ao cinema, biblioteca, compre livros, visite os amigos e ocupe o seu tempo da melhor forma possível.

    4. Cuide da alimentação

    A fome tende a aumentar nesse período e é normal ter um ganho de peso. Mantenha uma dieta equilibrada e não coma mais do que estava acostumado. Para distrair a fome, chupe balas ou chicletes dietéticos. Beba sempre muito líquido, de preferência água e sucos naturais. Evite tomar café e bebidas alcoólicas. Eles podem ser um convite ao cigarro.

    5. Lidando com a vontade de fumar

    Como a nicotina é uma droga, os primeiros dias sem o cigarro são os mais difíceis. Ao parar de fumar, você pode se sentir ansioso, com dificuldade de concentração, irritado, ter dores de cabeça e sentir vontade intensa de fumar. Mas, não desanime! Tudo isso vai desaparecer no máximo em duas semanas. Se sentir muita vontade de fumar, você pode chupar gelo, escovar os dentes a toda hora, beber água gelada ou comer uma fruta. Mantenha as mãos ocupadas com um elástico, pedaço de papel, rabisque alguma coisa ou manuseie objetos pequenos. Distraia sua atenção. A vontade de fumar não dura mais do que alguns minutos.

    Veja alguns exercícios para relaxar:

    - Respiração profunda

    Respire fundo pelo nariz e vá contando até seis. Depois, deixe o ar sair lentamente pela boca até esvaziar totalmente os pulmões.

    - Relaxamento muscular

    Você pode esticar os braços e as pernas até sentir os músculos relaxarem.

    - Relaxamento mental

    Nas horas em que a vontade de fumar apertar, procure desviar o pensamento para situações boas que você tenha vivido ou queira que aconteça. Tente fechar os olhos e se lembrar de uma música de que você goste e que o acalme.

    Se por algum motivo você não conseguir se segurar e voltar a fumar, saiba que, na maioria das vezes, o fumante só deixa o cigarro a partir da terceira tentativa. Mas, isso não é motivo para desânimo. Tente mais uma vez até conseguir. Veja quais benefícios poucos minutos sem o cigarro podem trazer para a sua saúde:

    Após 20 minutos

    a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.

    Após 2 horas

    não há mais nicotina circulando no seu sangue.

    Após 8 horas

    o nível de oxigênio no sangue se normaliza.

    Após 12 a 24 horas

    seus pulmões já funcionam melhor.

    Após dois dias

    seu olfato já percebe melhor os cheiros e o seu paladar já sente melhor o sabor da comida.

    Após três semanas

    você vai notar que sua respiração se torna mais fácil e a circulação melhora.

    Após um ano

    o risco de morte por infarto já se reduziu à metade.

    Após cinco a dez anos

    o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

    O Sistema Único de Saúde (SUS) auxilia quem deseja parar de fumar. O fumante deve procurar a Secretaria Municipal de Saúde da cidade onde mora para descobrir onde é oferecido o Programa Nacional de Combate ao Tabagismo. Pode ser num posto de saúde, hospital geral, hospital universitário ou no Programa de Saúde da Família.

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento do filho. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

  • Como controlar um comportamento vicioso

  • Diga não aos vícios: Preservando o tempo em família

  • O padrão do Senhor: Dignidade x pornografia

  • Como ensinarmos nossos filhos a tratarem seu corpo como um templo

  • Parábola da mulher com o fluxo de sangue: Um modelo para a recuperação de viciados

  • Como o vício em pornografia pode destruir um casamento

  • Os sonhos de seus filhos estão virando fumaça? O que fazer se encontrar drogas no quarto de seu filho adolescente

  • 6 Maneiras de controlar a TV

  • Como é possível apenas olhar pornografia causar um vício?

  • Sexting: O que fazer se seu filho já o pratica