Como superar o ciúme

"O ciumento passa a vida a procurar um segredo, cuja descoberta lhe destruiria a felicidade.

Lidiane Franqui

Apr 08, 2014   |   568 views   |   293 shares
  • Em medidas razoáveis, o ciúme pode não causar problemas. Muitas pessoas até acreditam que quem ama sente ciúme. Porém, o que acontece é que o sentimento de zelo e cuidado está longe de ser considerado ciúme, pois este é o resultado da posse que um indivíduo tem pelo outro. A posse é uma ilusão e por isso causa dores e destrói relacionamentos. Ela atrapalha a relação entre duas pessoas, pois impede que o respeito e a confiança façam parte da convivência. Por tudo isso é de grande importância evitar o ciúme. Ele é destruidor, adoece a emoção dos envolvidos e em alguns casos pode até levar à tragédia. E como dizia Osho, “o homem ciumento vive num inferno”.

    Quando o amor é estimulado, o respeito e a confiança passam a fazer parte da vida do casal. Evitar o ciúme é papel de todos, pois ele sempre surge nos momentos mais diversos e basta um estímulo para que ele tome espaço e ganhe força. É possível evitar que isso aconteça, mas tem que existir força de vontade e uma consciência apurada. Que tal deixar de defender que ciúme é bom e tirá-lo das suas relações? O cuidado faz bem, o ciúme traz infelicidade. Veja como fechar as portas para o ciúme e não cair nas suas armadilhas.

  • Ninguém é de ninguém

    É de grande importância entender isso. Os indivíduos se relacionam para compartilhar experiências e, juntos, aprender a desenvolver as virtudes e vivenciar o amor. Ao se relacionar, ninguém passa a ser de ninguém. O outro é uma pessoa única e merece ser respeitada no seu espaço e nas suas escolhas. Quando alguém acredita que tem a posse de outra pessoa, ela passa a acorrentá-la em sentimentos ruins. A cumplicidade desaparece e a harmonia também. Veja o outro como parceiro e não como propriedade. Tendo essa consciência será mais fácil combater que o ciúme envolva o relacionamento e consiga destruí-lo.

  • Confie

    Se você escolheu alguém para amar e conviver, comece confiando nele. Quando existe confiança, o ciúme não tem onde se instalar.

  • Mantenha o diálogo

    Sempre que houver alguma dúvida, converse. Onde existe o diálogo, existe confiança. Ele também desfaz qualquer mal-entendido e aumenta a cumplicidade.

  • Não dê ouvidos às fofocas

    Fofoca é um comportamento que prejudica todo tipo de relação. Elas potencializam as ilusões provocadas pelo ciúme. Fuja delas e procure antes de tudo o diálogo.

    As dicas apresentadas são de grande ajuda para quem deseja “prevenir” este mal. Mas também ajuda quem já sofre com as consequências dele. Segundo a psicóloga Marina Vasconcelos, “é preciso reaprender a relacionar-se sem o controle e libertar-se da angústia da dúvida para experimentar o prazer de um relacionamento saudável, onde ambos possam compartilhar momentos de tranquilidade, sem ter que abrir mão de sua individualidade ao mesmo tempo.” Afinal, tudo que se espera de uma relação é paz e harmonia.

Lidiane Franqui é autora e criadora do Blog Lidiane Franqui e autora do livro "Ser feliz é possível". Ama escrever e acredita que a felicidade é construção de cada um.

 

Website: http://www.lidianefranqui.com

Tell us your opinion

 

Thanks for subscribing to our email list. Please enjoy our latest articles