6 exercícios com instruções para fazer durante a gravidez

Veja quais são os benefícios de exercitar-se durante a gravidez e quais os exercícios mais recomendados para esse período da vida da mulher.

3,010 views   |   3 shares
  • Quando questionadas sobre quais as expectativas para o seu futuro e o do bebê, as gestantes, em sua maioria, dão respostas parecidas: uma gravidez tranquila, um parto em que tudo corra bem, o nascimento de uma criança saudável e saúde e disposição para elas poderem cuidar de seu bebê. Sim, a saúde torna-se primordial nesses momentos.

  • Só expectativas, no entanto, não são suficientes para que algo aconteça de fato. Elas devem servir de impulso à ação. Já dizia Aristóteles: "Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito."

  • Hábito, eis a palavra-chave para uma vida saudável. Falo de bons hábitos, é claro! Todas as mulheres deveriam começar a se preparar muito tempo antes de engravidar, para este momento especial, praticando exercícios físicos, nutrindo seu organismo e evitando substâncias prejudiciais para si e para o futuro bebê. Infelizmente, muitos erros ainda são cometidos. Entre os mais comuns estão o sedentarismo, a má alimentação, o abuso de alcool e o tabagismo.

  • Vou falar, hoje, sobre os exercícios físicos. Segundo a coordenadora da Saúde da Mulher do Ministério da Saúde, Esther Vilela, uma mulher que nunca se exercitou antes, deve fazer exercícios leves após ficar grávida. “Não é o momento de exageros. Neste período é recomendada uma atividade leve (...) A prática moderada de exercícios físicos ajuda no desenvolvimento do bebê e mantém a forma física da gestante”. Além disso, diminui as complicações obstétricas, melhora o condicionamento físico, atua no estado psicológico e social, reduzindo significativamente o risco de depressão e estresse.

  • Veja quais são os exercícios físicos ideais para praticar durante a gestação, suas características e benefícios:

  • 1. Alongamento

    • Relaxa o estresse muscular;

    • Melhora a postura;

    • Traz flexibilidade;

    • É eficaz no controle da pressão arterial;

    • Ajuda na prevenção da pré-eclâmpsia em mulheres sedentárias;

    • Deve ser realizado antes de qualquer atividade aeróbica ou com pesos.

  • Advertisement
  • 2. Caminhada

    • É a mais indicada pelos médicos;

    • É fácil e não tem custo;

    • Fortalece a musculatura das pernas;

    • Melhora no condicionamento cardiovascular;

    • Tem baixo impacto.

  • 3. Hidroginástica

    • Evita a elevação da temperatura corporal;

    • Ajuda no relaxamento;

    • Trabalha todos os músculos;

    • Melhora o sistema cardiovascular, diminuindo o inchaço;

    • Trabalha o equilíbrio corporal, já que o peso da gestante está concentrado na barriga;

    • Envolve alongamento;

    • Tem baixo impacto;

    • Ajuda a reduzir as dores do parto.

  • 4. Pilates

    • Trabalha com o peso do próprio corpo;

    • Melhora a postura;

    • Evita dores lombares, pois fortalece, entre outros, os músculos das costas;

    • Melhora a circulação;

    • Tonifica o assoalho pélvico, dando resistência durante o período de gestação e a hora do parto, além de evitar a queda da bexiga;

    • Tem baixo impacto.

  • 5. Ioga

    • Bastante relaxante;

    • Trabalha corpo e mente;

    • Trabalha a respiração;

    • Melhora a postura;

    • Aumenta a força e a flexibilidade;

    • Fortalece o assoalho pélvico;

  • 6. Ginástica localizada ou musculação

    • Deve-se trabalhar com pesos leves;

    • Fortalece a musculatura do corpo, inclusive da pelve;

    • Melhora a resistência e aumenta a força física;

    • Poupa as articulações do sobrepeso da gestação.

  • Observações importantes

    • Pilates, Ioga e musculação são recomendados às mulheres que já os praticavam antes de engravidar, devendo ser acompanhados por profissionais experientes em trabalhar com grávidas.

    • Converse com seu médico antes de começar a se exercitar. Você precisa ter certeza de que está liberada para as atividades físicas. Em alguns casos, a mulher pode correr risco de abortar ou ter outra complicação.

    • Geralmente não se deve praticar exercícios até o terceiro mês de gravidez, fase em que o risco de aborto aumenta.

    • Exercite-se com satisfação, escolhendo o exercício que mais lhe agrada.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.

Website: http://erikastrassburger.blogspot.com.br/

6 exercícios com instruções para fazer durante a gravidez

Veja quais são os benefícios de exercitar-se durante a gravidez e quais os exercícios mais recomendados para esse período da vida da mulher.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr