Começar bem a vida a dois: Quem casa quer casa

Estar com a família toda reunida é muito bom. Mas iniciar a vida a dois na sua casinha é melhor ainda.

1,852 views   |   18 shares
  • Depois do casamento existe aquele momento em que o marido e a esposa precisam ter para se acostumar com o novo ambiente. Mesmo depois de anos de namoro, quando as escovas de dente finalmente se juntam, a história é outra. E as diferenças vão aparecer, já que, querendo ou não, cada um teve uma educação e traz os seus próprios costumes para dentro do casamento. É necessário um tempo de adaptação para que as informações de cada um possam se fundir. Se os recém-casados estiverem na sua casa, mesmo que alugada, não terá o risco de segundas opiniões interferirem no relacionamento.

  • Essa máxima é verdadeira: quem casa quer casa. Por mais que o relacionamento entre genros, noras, sogros, filhos e pais seja o melhor possível, a partir do momento em que todos estão morando debaixo do mesmo teto a possibilidade de atritos acontecerem é grande. Não que isso seja uma regra, mas pode acontecer sim. Claro que nem sempre é possível ter uma casa própria logo no início do casamento. Por conta disso, alguns casais decidem morar com os pais ou sogros. Quando essa decisão é tomada em conjunto (casal e pais/sogros), a possibilidade de dar certo é maior. Principalmente se existem um planejamento e uma data marcada para deixar a casa que não é sua e ir para a própria.

  • Leia mais: Coisas a considerar ao construir uma casa

  • Como tudo na vida, sempre existe o lado positivo e o negativo de dividir a casa com um familiar. A parte boa é fugir do aluguel e conseguir economizar mais para a tão sonhada casa própria. Dividir as despesas e os afazeres domésticos é algo crucial e que mostra que o bom senso faz parte da vida do novo casal. A parte chata é que para um início de casamento, a intimidade e privacidade vão estar um tanto quanto abaladas. Não apenas a dos recém-casados, mas dos proprietários da residência também. A boa convivência é a palavra de ordem para essas situações e estar disposto a ceder e a compreender uma ou outra diferença também faz parte do "pacote".

  • Adiar o casamento talvez não seja uma alternativa. Colocar o orçamento na ponta do lápis e verificar a possibilidade de começar a vida independente dos pais pode ser uma opção para se pensar em primeiro lugar. A casinha nos fundos da casa do sogro ou o quarto que está sobrando na casa dos pais pode se mostrar uma boa saída que depois poderá se transformar em um grande problema familiar. O barato sai caro, já ouviu falar desse ditado também?

  • Advertisement
  • O casamento é movido por muitas conquistas. A casa própria pode ser uma delas. Não há nada mais satisfatório do que perceber que os esforços entre marido e esposa estão surtindo efeito e resultando em algo físico, como um lar. Então, não se acostume em pagar um aluguel ou se acomode na casa de outra pessoa. Veja as possibilidades que vocês têm, planeje, converse com alguém que possa orientá-los com financiamentos, por exemplo, e vá em busca de algo que os faça sentir que o dinheiro suado da família está sendo bem aplicado.

  • Leia também: Economia traz a realização de sonhos de compra

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.

Começar bem a vida a dois: Quem casa quer casa

Estar com a família toda reunida é muito bom. Mas iniciar a vida a dois na sua casinha é melhor ainda.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr