10 coisas que você deve fazer para se preparar para o parto normal

O parto normal é mais natural do que se pensa. Alguns preparos importantes tornarão a experiência vitoriosa.

17,238 views   |   45 shares
  • Dar à luz ainda é um dos acontecimentos mais desafiadores para as mulheres, especialmente às que ainda não têm filhos. O preparo antecipado ameniza o receio e o estresse, ajudando a transformar o momento em uma experiência vitoriosa.

  • Optar pelo parto normal nem sempre é suficiente para que ele ocorra. Há casos onde a segurança da mãe e da criança são determinantes para optar por uma cirurgia. Nessas horas decisivas, a competência do profissional e o entendimento da mãe valem muito para o sucesso.

  • Aqui estão 10 coisas que ajudam às mães a se prepararem para o parto normal:

  • 1. Alimentação saudável

  • Deixar de ingerir alimentos processados e substituir por opções mais naturais e nutritivas, preservam a saúde da mãe, ajudam no fortalecimento do bebê e evitam doenças na gestação e no pós-parto, permitindo um parto normal mais eficazmente.

  • Leia: Alimentação na gravidez - O que você não deve ingerir

  • 2. Alimentação adequada antes do parto

  • Jejuns prolongados antes de partos não são adequados. Enquanto a mãe estiver em trabalho de parto (em casa) convém alimentar-se dos seguintes alimentos que tem digestão rápida:

    • Arroz, torradas integrais

    • Maçã, banana, pera

    • Carnes brancas e leves (peixe, frango ou peru)

    • Cenoura e abóbora cozidas

  • Chegando ao hospital a mãe não se alimentará mais até o bebê nascer.

  • 3. Exercícios regulares

  • Praticar exercícios é sempre saudável e necessário à boa saúde. No entanto, durante a gestação eles têm a função de também aliviar as dores e desconfortos causados pelas alterações no organismo. Além de facilitar o desempenho na hora da força para o bebê nascer.

  • Leia: 6 exercícios com instruções para fazer durante a gravidez

  • 4. Exercícios fortalecedores

  • Estar com a musculatura fortalecida para um parto normal auxilia bastante. Estes e outros exercícios poderão ser realizados com autorização do médico que acompanha o pré-natal.

    • Com as costas encostadas a uma parede, sentada no chão, junte os pés e empurre as pernas com os cotovelos. Apenas empurre, diferenciando o exercício das famosas borboletas dos tempos de balé.

    • Encostada à parede, pés separados para manter o equilíbrio, deslize até que as coxas estejam em paralelo com o chão. Volte para a posição inicial.

    • Em posição de gatinha (mãos e joelhos no chão, cabeça no mesmo ângulo que as costas), encolha a barriga e arqueie as costas para cima. Permaneça por alguns segundos e volte devagar.

  • Advertisement
  • 5. Relaxamento do períneo

  • A contração e o relaxamento da musculatura do períneo são realizados por movimentos internos, como se fosse prender a urina. O conhecimento de como relaxar o períneo ajuda na hora do parto normal, pois quanto mais relaxada a musculatura, menor a dor.

  • 6. Fazer a força certa

  • Para este treinamento o melhor é encher o peito de ar, não soltar e empurrar o ar para baixo. Treinar em frente a um espelho ajuda a saber se está correto ou não, pois se o ar ficar preso no pescoço e o rosto vermelho, a força está errada. Quando a parte central da barriga estiver para dentro, como se o umbigo sumisse, a força estará correta.

  • 7. Escolha da maternidade e obstetra

  • É importante saber se o profissional aceita realizar partos normais e se a maternidade está preparada para isso.

  • 8. Conhecer o parto normal

  • Estudar a respeito, obter informações de mães e profissionais é bom para que a gestante saiba o que acontecerá, o que ela pode fazer para ajudar, quais os procedimentos de praxe e tirar outras dúvidas. Assim, o medo será substituído pela preparação.

  • 9. Conhecer os sinais do trabalho de parto

  • Eles são variados e nem todos ocorrem em todas as gestações. Podem ser a baixa do ventre (a barriga desce), contrações frequentes indolores ou com dor, queda do tampão, entre outras. Saber quais medidas devem ser tomadas e a hora de ir para o hospital diminui o tempo de internação, jejum e outros aborrecimentos.

  • 10. Preparar-se psicologicamente

  • Esta vida é repleta de desafios. O parto comumente é associado à dor extrema, reclusão e outros itens negativos. Se fosse assim, mães só teriam um filho. A dor é recompensada pela conquista de ter conseguido dar à luz e pelo bebê totalmente dependente que foi gerado e que é amado desde sempre. O sentimento pós-parto é indescritível! Pensar positivo e ter coragem transformam um momento de medo em energia para continuar.

  • Leia: 6 coisas que você jamais deve dizer a uma mulher que vai tentar um parto normal

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

10 coisas que você deve fazer para se preparar para o parto normal

O parto normal é mais natural do que se pensa. Alguns preparos importantes tornarão a experiência vitoriosa.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr