7 sinais de que você está levando seu casamento muito a sério

Nenhum casamento é fácil e nem é uma brincadeira. Também não é uma tragédia ou um bicho de 7 cabeças. E ninguém precisa ter tanto medo assim de casamento...

4,614 views   |   63 shares
  • Entre os artistas famosos, principalmente, casamento não é levado tão a sério como deveria.

  • Para muitos deles (tirando as exceções), se o casamento tiver alguma turbulência, ou se a publicidade não for favorável, ou se acontecer qualquer desentendimento, mesmo que seja banal, se divorciam. Simples assim.

  • Na vida dos "mortais comuns", porém, as coisas não são tão fáceis, porque o casamento é levado muito mais a sério, principalmente pelas mulheres, e um divórcio, além de não ser coisa simples, pode deixar muitas sequelas, tanto nos cônjuges, como nos filhos, se houver.

  • Antes de casar

  • O casamento é uma das decisões mais importantes da vida e envolve outras pessoas, como cônjuge, família do cônjuge, filhos, etc. Por causa disso, casar deveria ser uma coisa somente feita por pessoas maduras, que sabem mesmo o que estão fazendo, e não uma aventura "para ver o que vai dar".

  • Leia: 5 coisas que 90% do mundo não entende sobre o casamento

  • Estou levando meu casamento a sério?

  • Sempre é bom, para nós que já "embarcamos" no casamento, ou para aqueles que pensam em embarcar, fazer uma autoanálise para saber se estamos levando nosso casamento a sério, ou para os que ainda não casaram, se terão condições de levar a sério um relacionamento tão importante como o casamento.

  • Antes de continuar, só queria lembrar uma frase que diz para não levarmos a sério demais a vida, mesmo porque "ninguém sairá vivo daqui". É uma frase engraçada, mas que nos ajuda a colocar as coisas nas perspectivas certas, não levando a vida (e nem o casamento) a sério demais, isto é, não ficar louco e nem doente se cometer algumas falhas, e nem entrar em depressão quando alguma coisa não sai exatamente como o planejado dentro do lar.

  • 1. Estou sendo fiel?

  • Ser fiel nos atos, nas palavras e nos pensamentos não é fácil neste mundo permissivo em que vivemos, mas se quisermos que nosso casamento dure para toda esta vida (e mesmo para até depois dela, como muitas pessoas acreditam), precisamos nos esforçar. Se agora estamos sendo infiéis de alguma forma, é hora de nos arrependermos, antes que seja tarde demais.

  • Leia: Os 10 maiores obstáculos para os casais

  • Advertisement
  • 2. Perdão

  • Perdão é uma das palavras mais bonitas que existe em qualquer idioma, e seu significado é um bálsamo para os que fizeram alguma bobagem, quando a parte ofendida perdoa.

  • Num casamento, ambos devem estar sempre dispostos a ser compreensivos e a perdoar pequenas ou grandes falhas do seu cônjuge (mesmo porque ninguém é perfeito para poder exigir perfeição do outro).

  • Abnegação e perdão são indispensáveis para que os casamentos possam ir em frente, apesar dos grandes desafios que eles enfrentam.

  • 3. Colocar o casamento em primeiro lugar

  • O que é mais importante em minha vida? Meu time de futebol? Meus amigos do bar da esquina? Meu trabalho? Minha carreira? Meu carro?

  • Ser bem-sucedido na carreira não trará felicidade se no lar as coisas não andarem bem.

  • O casamento deve estar em primeiro lugar, para que os cônjuges possam ser felizes em casa e nas outras partes de sua vida. O casamento mexe muito com a parte emocional do indivíduo, e afeta todo o resto.

  • Por esta razão, precisamos ser sábios e dar ao casamento o devido valor. Isso fará com que tenhamos paz em casa, e filhos centrados emocionalmente no futuro.

  • 4. E se eu me sentir muito atraído ou me apaixonar por alguém fora do casamento?

  • Situação complicada, mas não impossível de ser resolvida. Este é o momento de lembrarmos dos inúmeros sacrifícios que nosso cônjuge já fez ao longo de toda a nossa vida de casados, tanto por nós, como por nossos filhos (se houver).

  • É o momento também de trocar de lugar com nosso cônjuge, e ver o que gostaríamos que nosso cônjuge fizesse se fosse ele que estivesse se sentindo muito atraído ou se apaixonando por outra pessoa.

  • Num mundo onde o contato entre homens casados e mulheres casadas são constantes como no emprego, nas escolas e em tantos outros locais, realmente é um desafio não se sentir atraído por alguém de fora do casamento. Nesta hora é que mostraremos o valor que damos para aquela pessoa que prometemos amar e respeitar, na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença e em todas as outras situações da nossa vida de casados.

  • E se a paixão extraconjugal desembocar mesmo numa relação mais séria, o parceiro infiel deve ter a coragem de contar ao seu cônjuge. É muito mais honesto fazer isso do que levar uma vida dupla, que provavelmente terminará muito mal. E atenção: a partir de uma estatística feita pelo Dr. Phil McGraw, e citada no artigo de Suely Buriasco

  • Advertisement
  • 9 conselhos para os infiéis e seus amantes", ..."a chance de um relacionamento nascido da infidelidade ser bem-sucedido é menos de um em cem "..._

  • Isto é, só um em cem desses relacionamentos "oficializados

  • ",será bem-sucedido

  • 5. Namorar a esposa ou marido

  • Namorar a esposa ou o marido.

  • Os entendidos em relacionamentos aconselham que os casados não se esqueçam de ter seus momentos de "namorados" e, regularmente, reservem um tempo para só os dois, seja para irem ao cinema ou mesmo para dar um passeio num parque, ou assistirem a um filme de que ambos gostem na televisão. O namoro não acaba com o casamento: este é um segredo dos casamentos bem-sucedidos!

  • 6. Cumplicidade

  • Os dois são uma"só carne", ou pelo menos deveriam ser: é o que disse o líder religioso ou o juiz que os casou. O casal deve, portanto, ter seus segredos íntimos bem guardados a 7 chaves, porque o que acontece em sua vida pessoal não interessa a ninguém de fora, nem para o amigo de futebol do marido, e nem para a amiga da esposa, do salão de beleza.

  • O que acontece no quarto, fica no quarto, para o bem dos cônjuges! A não ser, claro, que existam agressões criminosas que precisem vir à tona e serem denunciadas.

  • 7. E o que fazer com os intrometidos?

  • E o que fazer com as garotas que ficam dando em cima do marido ou os gaviões que rondam as esposas? Sim, existem muitos pervertidos que gostam muito de destruir lares, e se interessam por homens e mulheres casados!

  • Sejam curtos e grossos com tais pessoas. Não tenham dó de dar um chega pra lá em tais chupins, destruidores de esperanças e causadores de tantos sofrimentos em inúmeros casamentos que poderiam ter sido bem-sucedidos.

  • Aí estão algumas ideias e dicas. Cabe a cada um de nós segui-las ou não...

  • Aprender com os erros dos outros sempre é menos dolorido do que aprender com os próprios erros..

  • Leia: 7perguntas para fazer antes de dizer "Eu aceito"

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Casado, pai de três filhos e avô de quatro netos, estudei oratória e didática. Gosto muito de escrever. Profissionalmente, sou músico e tenho um Sebo Virtual, onde vivo com minha esposa e cercado de livros!

Website: http://blog.higinocultural.com

7 sinais de que você está levando seu casamento muito a sério

Nenhum casamento é fácil e nem é uma brincadeira. Também não é uma tragédia ou um bicho de 7 cabeças. E ninguém precisa ter tanto medo assim de casamento...
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr