A importância do diálogo entre pais e filhos

A maneira que reagimos diante dos problemas demonstra o tipo de pessoa que somos, e nossos filhos estarão sempre nos observando, seja nos pontos mais fortes e nos fracos também.

12,922 views   |   119 shares
  • Um dos grandes desafios da atualidade para as famílias é se manterem unidas, embora haja tantas outras coisas que as afastam. Percebe-se que não só os filhos, mas os pais também estão se ausentando de seus lares, às vezes eles até estão dentro de suas casas, mas suas mentes e corações estão focados em qualquer outro lugar do mundo que não seja o seu lar.

  • Recentemente, uma menina de 8 anos participou de uma entrevista de rádio. O radialista perguntou para a menina: "O que você gostaria de ser?"

  • A menina respondeu: "O celular da minha mãe."

  • O radialista perguntou: "E por quê?

  • A menina respondeu: "Porque ela nunca está irritada com o celular. Se eu peço para sair com ela, ela sempre está cansada, mas se ela sai, o celular vai junto. Se eu tenho pesadelos à noite, ela não me deixa deitar do lado dela, mas o celular fica à noite toda com ela. Ela não conversa comigo durante o almoço, mas com o celular, sempre."

  • Leia: Conflito familiar: Quando o pai é ausente

  • A história acima pode chocar muitas pessoas, no entanto, é o que vem acontecendo dentro de muitos lares e pode se considerar um problema universal a falta de comunicação de pais e filhos. Considera-se que hoje a mãe e o pai exercem o mesmo papel e as mesmas responsabilidades dentro do lar e na vida dos filhos e cabe aos dois, juntos, superarem os desafios de sua família.

  • Muitos pais buscam ajuda para resolver os conflitos com seus filhos, alguns reclamam que os filhos estão ausentes, outros dizem que os filhos são brutos e até agressivos, mas é preciso que os pais façam uma análise de como estão exercendo suas responsabilidades de provedores dentro de seus lares. E, quando se fala em provedor, não se deve pensar somente na parte financeira, mas na parte educacional de ensinar o respeito, a comunicação, a honestidade e o amor mútuo. Orientar os filhos e direcioná-los sempre foi e será responsabilidade dos pais. Os filhos só irão respeitar os pais e ouvi-los, se os pais ensinarem através do seu próprio exemplo esses valores a eles.

  • Há pais que procuram fazer o melhor para os filhos, vivem tudo o que ensinam, entretanto, os filhos ainda assim, se rebelam com sua família, causando-lhes uma tristeza profunda e sentimento de culpa. Esses pais tentam ajudar os filhos, buscam uma boa conversa, mas, os filhos rebeldes não estão dispostos a conversarem e há aqueles que, envolvidos com bebidas e drogas, acabam por agredir seus pais. Quando surgir esse tipo de situação os pais precisam abandonar a discussão e buscarem ajuda o mais depressa possível. Coisas piores podem surgir quando menos se espera neste tipo de situação.

  • Advertisement
  • Os pais precisam saber identificar uma boa conversa, uma discussão com oposição de ideias de uma briga. Não adianta tentar impor as coisas aos filhos, os pais precisam ensinar e o ensino só vem através da gentileza e do exemplo. Quando os pais desistem de uma briga, não quer dizer que estejam desistindo dos filhos, ao contrário, esses pais são sábios e amam sua família.

  • Leia: 9 dicas bem-humoradas para desenvolver uma boa comunicação com as crianças

  • Saber a diferença da boa conversa, de uma discussão de ideias opostas e de uma briga é o que permite aos pais identificarem o tipo de ajuda que os filhos precisam. E são elas:

  • Boa conversa

  • A boa conversa vem cheia de novidades. Os filhos se empolgam em contar aos pais como enfrentaram os desafios do dia, falam de seus amigos, como se saíram com o novo paquera. Eles nunca sentem vergonha ou medo de dizer aos pais como se sentem sobre tudo o que os cercam, porque enxergam nos pais seus melhores confidentes e amigos.

  • Discussão/oposição de ideias

  • Os filhos têm suas próprias personalidades, características e com isso formam uma opinião própria diante de tudo que os rodeiam. Eles não precisam concordar com os pais em tudo, porque nem sempre os adultos estão certos. Todos os seres humanos acabam por cometer equívocos. Mas, isso não quer dizer que os filhos não tenham que respeitar os pais. Eles precisam enxergar nos pais pessoas capazes de reconhecer seus erros e prontas para perdoar ou ser perdoadas, só assim, quando eles cometerem seus próprios erros, poderão encontrar nos pais apoio e forças para assumir suas próprias responsabilidades.

  • Brigas

  • Quando uma casa é cercada de brigas, o amor e o respeito enfraquecem. As brigas só demonstram a fraqueza e ausência da gentileza dentro deste lar. As brigas surgem por diversos motivos: comunicação distorcida, falta de comunicação, dependência de substâncias químicas e a falta de respeito.

  • Todos os pais precisam ter cuidado na infância e na adolescência dos filhos, especialmente em situações que surjam conflitos, para que esses filhos não presenciem brigas. As crianças podem se calar naquele momento, mas na sua vida adulta tornam-se adultos violentos. Já os adolescentes podem adotar a violência como parte do seu caráter e irão agir com estupidez e brutalidade diante da sociedade e da própria família.

  • Advertisement
  • Também há pais que foram sempre bons e os filhos por um problema mental ou da própria índole acabam por agredir os pais; para esses o melhor a fazer é procurar uma ajuda especializada e só assim ambos encontrarão a ajuda que precisam.

  • Leia também: Como conversar com sua filha adolescente

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.

A importância do diálogo entre pais e filhos

A maneira que reagimos diante dos problemas demonstra o tipo de pessoa que somos, e nossos filhos estarão sempre nos observando, seja nos pontos mais fortes e nos fracos também.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr