5 técnicas para combater o esquecimento

Recebemos e vivenciamos muitas coisas, todavia, devido ao acúmulo de informações, nosso cérebro passa a descartar parte delas, o problema é que há coisas que não deveriam ser esquecidas.

4,398 views   |   24 shares
  • Em 1974, um psicólogo conhecido como Charles Eriksen, não se enquadrava no perfil acadêmico dos anos 70, pois sua maneira de se vestir e viver a vida fugia dos padrões da sociedade daquele momento. Mas, isso não influenciava em nada sua capacidade de percepção diante das coisas.

  • Em uma tarefa de atenção visual, muito usada naquele período, onde as pessoas deveriam identificar uma letra-alvo em conjunto com várias outras letras, ele observou que as pessoas sentiam dificuldade de identificar, devido à curta distância, entre a letra-alvo e as demais letras e, quanto mais diminuíam a distância, mas aumentava a dificuldade delas. Então, ele concluiu que o segredo era concentrar na letra-alvo e esquecer o restante. E, por essa descoberta, foi possível que muitos cientistas entendessem melhor nosso cérebro.

  • Embora vivamos numa época em que haja um acúmulo de informações que nos é enviado de todas as formas durante o decorrer de nosso dia, quando chega à noite, acabamos por esquecer a maior parte delas. Nosso cérebro possui limitação no recebimento de informações, pode-se compará-lo ao disco rígido de um computador, ele retém determinadas informações e momentos, e simplesmente se livra de outros, liberando espaço para novas coisas que possam surgir. Mas, um fato importante é que nosso cérebro pode ser treinado e, se é possível esse treinamento, também é possível que possamos discipliná-lo da maneira que nos favoreça.

  • Um dos favorecimentos que nosso cérebro produz é a capacidade de criar a memória seletiva, que se usado positivamente, contribui para esquecermos as coisas ruins que nos feriram em algum momento de nossas vidas. Elas simplesmente surgem em nossa mente, eliminando coisas que desejaríamos que nunca tivessem acontecido e que poderiam levar a doenças mentais gravíssimas como um estresse pós-traumático, mal de Alzheimer e esquizofrenia, por boas lembranças. Mas quando não usado para o nosso bem, faz com que esqueçamos o que é certo, nos tirando a capacidade de ter o famoso "peso na consciência" quando agimos de uma forma incorreta, nos tornando pessoas de mal caráter e mentirosas, diante das pessoas que amamos e da sociedade. Quando surgir tais males, se faz necessário buscar ajuda familiar e profissional.

  • Leia: 10 exercícios essenciais para manter o cérebro sadio

  • Para podermos evitar o esquecimento há 5 técnicas de memorizar qualquer coisa. São elas:

  • Advertisement
  • 1. Exercício

  • Nosso corpo carece de exercícios físicos para não atrofiar, o mesmo sucede ao cérebro, quanto mais o exercitarmos - através de muitos meios como boa leitura, um idioma novo, exercícios utilizando a mão esquerda, se caso usemos somente a direita e vice-versa - melhor será. Devemos encontrar novos desafios que nos permitam abandonar nossa zona de conforto. Não se deve esquecer de duas coisas fundamentais nessa prática de se exercitar: a qualidade do sono e da alimentação. Todo preparador físico exige não só esforço físico para nos deixar maravilhosos, eles também pedem que abandonemos hábitos alimentares que prejudicam nossa saúde e que tenhamos uma boa noite de sono. Um exemplo claro: Não adianta malhar o dia inteiro na academia, e no jantar entrar na carne gordurosa, nas pizzas e lanches, todo seu esforço, terá sido em vão. O mesmo se sucede com a mente, ela deve ser alimentada de pensamentos saudáveis e também precisa se desconectar na hora do descanso para se dormir bem. Quando esses pensamentos ruins são alimentados, atormentam nossa mente e nos roubam a paz. Quando essas coisas são colocadas em prática, nos permite ter tranquilidade e mais confiança, por sabermos que possuímos uma mente saudável.

  • Leia: 11 exercícios que deixarão seu cérebro "em forma"

  • 2. Disciplina

  • Todos nós precisamos usar de disciplina para todas as coisas da vida e não seria diferente para nosso cérebro. Disciplinar o cérebro é usar o método que foi citado acima, pelo psicólogo Charles Eriksen, sobre focar no objetivo e esquecer todo o restante. Por mais atolado que estejamos de afazeres, se formos disciplinados e dermos prioridade ao que é mais importante naquele momento, provavelmente conseguiremos realizar muito mais coisas do que pensávamos que fôssemos capazes de fazê-lo.

  • 3. Organização

  • Ninguém deveria viver na bagunça. Manter as coisas organizadas contribui para se encontrar em momentos de extremo estresse que pode surgir durante o dia, evitando que nos irritemos por tão pouco. Às vezes, não amanhecemos bem, perdemos o horário do trabalho e na pressa nos perguntamos: "Onde deixei as chaves do carro?" Se deixarmos a casa bagunçada e largamos a chave em qualquer lugar, dificilmente a encontraremos no lugar que deveria estar. A organização em todos os aspectos nos permite evitar muitos males em nossas vidas, sejam eles grandes ou pequenos.

  • Advertisement
  • 4. Tempo

  • Todas as coisas em nossas vidas carecem de tempo e precisam ser feitas com dedicação. Um estudante precisa dedicar tempo para os estudos, escolher um determinado horário diariamente para se focar em seu objetivo, todavia, ele também precisa descansar, depois de tanto esforço. Caso não o faça, por mais dedicado e aplicado que ele seja, infelizmente, chegará o dia esperado, ele pode vir a sofrer do famoso "branco" na hora das provas. Algumas vezes, o que nós mais precisamos é apenas desacelerar depois de um esforço contínuo e manter a confiança de que tudo vai dar certo!

  • 5. Perdão

  • Alguns podem se perguntar: Por que o perdão? Porque muitas noites mal dormidas, muitos fracassos na vida, se resultam de nós mesmos na escolha de não perdoar ou de não dar o perdão. "O perdão faz mais bem para quem o dá do que para quem o recebe." Muitos de nós, sofremos injustiças e acabamos por cometer injustiças também, e isso rouba de nós a vontade de seguir em frente e aproveitar as oportunidades que a vida nos oferece. Quando não estamos dispostos a perdoar, seja nosso próximo ou a nós mesmos, acumulamos dentro de nós pensamentos negativos, tendemos a esquecer mais as coisas que são de valor, porque simplesmente estamos focados nas coisas que nos fizeram mal. Acabamos por perder o dia mais precioso de nossas vidas que é o "hoje" - o passado não deve roubar o presente. Somos livres para fazer nossas escolhas e que possamos escolher substituir a tristeza pela alegria, a raiva pelo perdão. E, só assim, encontraremos o sucesso almejado e a paz desejada para nossas vidas.

  • Leia também: Como dar a si mesma um dia de SPA

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.

5 técnicas para combater o esquecimento

Recebemos e vivenciamos muitas coisas, todavia, devido ao acúmulo de informações, nosso cérebro passa a descartar parte delas, o problema é que há coisas que não deveriam ser esquecidas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr