3 coisas que a mãe de primeira viagem deve saber

É seu primeiro filho? Então leia estas 3 dicas e saiba que você nunca está só nessa jornada materna. Todas passam e sentem as mesmas coisas.

1,867 views   |   10 shares
  • Durante a gestação buscar conhecimento parece ser o principal, para as mães que estão em busca de uma preparação para a chegada do seu filho. É muita coisa para assimilar, por isso este artigo vai ajudar a gestante no início dessa jornada na maternidade.

  • Alimentação da mãe do recém-nascido

  • É necessário para o desenvolvimento do recém-nascido que a mãe (lactante) se alimente adequadamente antes e depois do parto. Essa alimentação deve ser equilibrada com frutas, carboidratos, legumes, verduras e carne. A lactante não deve ficar muitas horas sem se alimentar. Tomar bastante água, além de hidratar o corpo ajuda com a produção de leite. Evite refrigerantes, chocolates, café e bebidas alcoólicas. Além de ajudar com o aumento da produção de leite aumenta a força do organismo que passou por tantas mudanças em pouco tempo.

  • A lactante precisa priorizar sua boa alimentação, é através dessa alimentação que o organismo produz força para não adoecer e também produzir o leite. Um docinho às vezes não faz mal, mas não permita que vire uma rotina.

  • Algumas mulheres observam que ocorre um aumento da fome nesse período de amamentação, o que é natural, pois o corpo está trabalhando 24 horas para produzir leite. Muitas mães ficam preocupadas com os alimentos que podem desencadear as cólicas do seu bebê. Por esse motivo é necessário cuidar da alimentação para ser o mais saudável possível e observar o bebê, se ele ficar mais agitado ou com um choro fora do normal, avalie o que comeu. E ao passar alguns dias, coma novamente para ter certeza que foi esse alimento que desencadeou o desconforto. Confie na sua observação. Muitos alimentos causam cólicas em alguns bebês e não causam em outros. Por isso é necessário experimentar os alimentos e observar a reação nos pequenos.

  • O corpo voltar ao normal

  • Durante a gestação as mulheres sabem que ocorrerão mudanças no corpo, sabem e aceitam por saber que essa mudança é inevitável para realizar esse sonho de ser mãe. É natural a mulher se preocupar com o corpo em qualquer fase da vida. O corpo sofreu mudanças diariamente por 40 semanas e ainda está alterado, na luta para dar conta da produção do leite necessário para o bebê. Esse trabalho de produzir o leite junto com uma boa alimentação já contribui para a perda de peso de uma maneira natural e assim o corpo e o metabolismo ir voltando ao normal. Mas o que pouco se fala é que ele leva um tempo para voltar ao normal, esse tempo pode levar de dez messes a um ano após o parto.

  • Advertisement
  • Tudo são fases. Após o nascimento do bebê é hora de se alimentar bem e amamentar, não é o momento de se preocupar com dieta milagrosa para perder peso rápido. A natureza é perfeita, não é à toa que uma alimentação saudável ajuda nosso corpo a produzir mais leite e assim o bebê mama mais e consequentemente a mãe perde peso também. O ideal é não se preocupar com isso nos primeiros quatro meses do bebê, já que são tantas as preocupações de uma mãe. Esse é um tempo do bebê. Preocupar-se com a boa forma não é errado, só não é o momento, pois uma dieta rigorosa que leve a uma perda de peso muito rápida pode representar um risco para o a saúde do bebê, porque pode levar à perda de toxinas que ficam armazenadas na gordura do corpo. Procure comer sempre que tiver fome.

  • Comparar o desenvolvimento da criança

  • Comparar o desenvolvimento de uma criança com a outra é normal. Todos os pais fazem isso, principalmente os de primeira viagem. Como tudo na vida tem um limite é isso que dever ser cuidado pelos pais da criança. Muitas vezes devido à ansiedade das pessoas à volta os pais iniciam as comparações. Cada criança é única. Quando digo isso pode parecer corriqueiro, mas é isso mesmo. Dentro do quadro de desenvolvimento de faixa etária das crianças há algumas atividades que elas devem estar desenvolvendo de acordo com os estudos do Ministério da Saúde. Esse guia de acompanhamento do desenvolvimento infantil encontra-se nas carteiras de vacinação de cada criança e deve ser avaliado com coerência. Se por algum motivo notar que a criança apresenta um atraso, leve-a ao médico. As crianças que realizam atividades antes de outras, não é sinal de mais inteligência, QI mais elevado. Para diagnosticar a criança com um retardo ou QI elevado é necessário levar em conta vários fatores. Tenha em mente que o desenvolvimento humano depende de várias coisas. Não force a criança para aprender nada que ela não esteja madura. Forçar um amadurecimento é fazer com que ela pule etapas. Exemplo: Cada criança tem o seu tempo para largar a fralda. Se uma pesquisa informa que 90% das crianças com uma faixa etária X não usam fraldas e a sua ainda usa talvez ela não esteja madura para esse momento. O ideal é esperar para não ser uma experiência traumática.

  • Brinque bastante com a criança. O contato com o pai e a mãe é o melhor estímulo que existe.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Sempre atenta a buscar o que tiver de melhor para o enriquecimento pessoal e familiar, ama viajar e trocar informações por isso está sempre estudando.

3 coisas que a mãe de primeira viagem deve saber

É seu primeiro filho? Então leia estas 3 dicas e saiba que você nunca está só nessa jornada materna. Todas passam e sentem as mesmas coisas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr