Eu não deixei de viver depois que tive filhos

É perfeitamente possível ter uma vida prazerosa e divertida mesmo depois de ter um ou muitos filhos!

3,483 views   |   31 shares
  • Apesar de tantas críticas e dedos apontados, eu não deixei de viver depois de ter meus filhos. E não me arrependo das minhas decisões em trazer 6 filhos para nossa família, dos nascimentos serem próximos ou de ter tido 5 meninas. Isso é algo muito pessoal e sei que a maioria pensa diferente, mas há vida sim, durante ou depois de ter um filho ou meia dúzia.

  • Não deixei de ser feliz

  • Sentir alegria é uma questão de escolha. O ser humano é capaz de ter vários sentimentos durante um mesmo dia, que dirá no decorrer de uma vida inteira. Porém, a essência pode ser escolhida e ao optar por ser feliz eu tentei curtir muito cada ocasião com meus filhos ou longe deles. Momentos passam rapidamente e viver de verdade cada um deles traz muita alegria. Passando por dificuldades ou não, situações inesperadas ou preocupantes, a opção de ser feliz pode transformar a experiência da maternidade em algo maravilhoso, o tempo todo.

  • Não deixei de sair em família

  • Arrumar as crianças para passear quando são pequenas pode ser um desafio e estar com todas as tarefas prontas para dar uma volta é algo quase impossível. Deixar a casa, as tarefas e sair com as crianças do jeito que estão acontece mais frequentemente do que se imagina. E é divertido do mesmo jeito.

  • Leia: 5 dicas de passeios baratos para fazer com a família

  • Não deixei de sair para namorar

  • Deixar um bebê que ainda mama no peito para ir ao cinema pode ser difícil da primeira vez. Ele não vai morrer de fome ou chorar demais por sentir falta da mãe por pouco mais de duas horas. Mesmo com as crianças já crescidas, sair ao menos uma vez na semana para rir com quem se ama é ótimo para manter o equilíbrio familiar e traz sentimentos maravilhosos ao casal, além de ser um exemplo vivo aos filhos.

  • Leia: 7 ideias para ter encontros adoráveis que farão sua esposa sorrir

  • Não deixei de fazer o que eu gosto

  • Cada pessoa tem preferências únicas. Seja ela fazer artesanatos, sair com as amigas, buscar informações dos antepassados, praticar algum esporte, tocar um instrumento musical, ler, não importa qual seja, é possível conciliar com os outros papéis de mãe, esposa e profissional. Encontrar um tempo para esta preferência e se dedicar durante aquele curto período é tão benéfico quanto tirar férias uma vez ao ano. E todas as outras tarefas se tornarão mais prazerosas.

  • Advertisement
  • Não deixei de visitar meus parentes

  • Nada melhor que colo de mãe, ainda que você já seja mãe também. E mesmo que estejam longe, viajar com as crianças será uma grande aventura para eles e também para os pais. O amor familiar é fortalecido ao mesmo tempo que o amor por nossos pais e outros parentes é renovado. As crianças criam um vínculo afetivo com avós, tios e primos. É possível encontrar tempo para estas oportunidades únicas nas fases de crescimento das crianças.

  • Leia: 5 brincadeiras para divertir a família dentro do carro

  • Não deixei de crescer

  • Seja profissionalmente, nos estudos ou como pessoa, o crescimento faz parte da vida e é ótimo olhar para trás e ver o quanto moldamos nosso próprio caráter. Conciliar a maternidade com a profissão é possível e ocorre com a maior parte das mães hoje em dia. A mesma coisa com os estudos. Houve uma época em que eu estudava pela manhã, trabalhava à tarde e à noite, nos intervalos pegava filhos na escola, deixava o almoço pronto antes de ir para o curso, e quando chegava do trabalho havia louça na pia me esperando. Por muitas vezes eu tive vontade de jogar tudo para cima e desistir, mas hoje sou feliz por não ter cedido. Concluí o curso, as crianças continuaram tendo suas vidas e ao lembrar daquele tempo desafiador me sinto orgulhosa por ter conseguido.

  • Leia: Como balancear o tempo entre trabalho e família

  • Uma vida agradável e satisfatória depende das escolhas que fazemos antes. Ao buscar realizar os próprios sonhos e vivenciar cada momento, sentimentos de conquista acompanharão a rotina. Reconhecer que existem momentos em que nem tudo é como planejado e conseguir lidar com eles também faz parte de uma vida equilibrada.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

Eu não deixei de viver depois que tive filhos

É perfeitamente possível ter uma vida prazerosa e divertida mesmo depois de ter um ou muitos filhos!
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr