Felicidade conjugal: A palavra e a flecha lançada não voltam atrás

Através de palavras doces e suaves um relacionamento pode ser edificado, porém, se fizer mal uso de sua boca usando palavras ofensivas você poderá destruir sua vida conjugal. Veja algumas dicas para ajudá-lo.

4,693 views   |   19 shares
  • Todos nós seres humanos somos recheados de sentimentos que nos trazem diversas emoções, algumas vezes ficamos felizes e animados e em outras ocasiões tristes e nervosos. No entanto, durante toda nossa vida precisamos aprender a controlar essas emoções para o nosso próprio bem e também para a felicidade de nosso próximo.

  • Na vida conjugal, as boas emoções devem ser demonstradas com palavras (como EU TE AMO) ou atos, mas as emoções ruins precisam ser muito bem controladas em um grande exercício.

    • Pense na diferença entre uma frase amável e uma frase dita em um momento de nervosismo. Que tipo de emoções elas provocam nas pessoas que as ouvem? Que tipo de consequências cada uma delas pode trazer? Enquanto uma edifica e aumenta os bons sentimentos, a outra pode até mesmo acabar com uma relação.

    • Sabendo e pensando sobre essas diferenças faça aquele famoso exercício quando estiver em meio a uma discussão ou até passando por alguma fase difícil: saia do ambiente, respire e conte até cem, se for preciso. Pense nas consequências que poderão vir caso você decida partir para uma discussão.

    • Lembre-se sempre como Cristo agiria se estivesse naquela mesma situação. Que ações ou palavras Ele diria? O que Ele gostaria que você fizesse?

    • Se sentir necessidade peça ajuda ao seu cônjuge para que ele lhe alerte quando, por algum momento, ele se sentir magoado com alguma palavra que você possa ter dito. Combinem isso antecipadamente para que não pareça uma ofensa naquele momento.

    • Mantenha sempre em seu vocabulário palavras de amor e gratidão ao seu cônjuge. Estas são palavras que ajudam a edificar um relacionamento. Relembre a ele todos os dias seus sentimentos. Isso pode parecer difícil no começo caso não tenha esse hábito, mas com um pouquinho por dia você notará a diferença em breve.

    • Tome a decisão de agir de forma diferente com respostas brandas e de um jeito mais calmo. Lembre-se dessa decisão todos os dias em suas orações diárias. Isso lhe ajudará muito no momento oportuno.

  • O poeta Heinrich Heine, conhecido como o último romântico, disse certa vez uma frase que afirma uma grande verdade: "A flecha deixa de pertencer ao arqueiro, quando abandona o arco; e a palavra já não pertence a quem a profere, uma vez que passe pelos lábios".

  • Não esqueça que através de seus lábios você poderá acalentar a vida de seu cônjuge ou simplesmente fará com que os sentimentos nutridos possam desmoronar. Use-a com moderação.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.

Felicidade conjugal: A palavra e a flecha lançada não voltam atrás

Através de palavras doces e suaves um relacionamento pode ser edificado, porém, se fizer mal uso de sua boca usando palavras ofensivas você poderá destruir sua vida conjugal. Veja algumas dicas para ajudá-lo.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr