12 motivos legítimos pelos quais os pais mentem para seus filhos de vez em quando

Passamos nossas vidas tentando fazer e dar o melhor para os filhos, nessa jornada acertamos e erramos, mas sempre o fazemos pelo bem-estar de nossas famílias.

796 views   |   15 shares
  • A vida não é previsível e não se pode fazer cálculos sobre a quantidade de acertos e erros que cometeremos como pais, mas uma certeza carregamos dentro de nós: nossos acertos e erros são sempre direcionados ao bem-estar de nossa família.

  • Acertamos quando incutimos nos filhos alguns valores essenciais de respeito e honestidade. No entanto, erramos ao tentar incutir as famosas "mentirinhas saudáveis", e é sabido por todos que a mentira nunca será pequena e nem saudável, por isso é preciso cautela ao tentar convencer os filhos através delas a terem bom comportamento ou aceitar algo que lhe é devido. O grande problema é o que elas fazem a longo prazo, se não houver cuidado, elas podem produzir um impacto negativo sobre o caráter dos filhos.

  • Vejamos os 12 motivos legítimos pelos quais os pais mentem para seus filhos de vez em quando:

  • 1. Papai Noel e Coelho da Páscoa

  • Motivo: Querem que os filhos tenham fantasias e sonhos

  • As fantasias como papai Noel, Coelho da Páscoa são parte importante na mentalidade de uma criança e podem ser estimuladas, pois elas contribuem no desenvolvimento cognitivo.

  • Tudo o que os pais apresentam a ela torna-se novo, seja a realidade ou a fantasia e isso pode produzir nela habilidades perceptivas que enriquece seu raciocínio e lhe permite o encontro com as oportunidades e possibilidades que a vida oferece. No entanto, esclarecer o verdadeiro significado do Natal e da Páscoa é fundamental. A idade para fazê-lo é aquela na qual a criança esteja pronta para aprender.

  • 2. "Os bebês vêm da cegonha"

  • Motivo: Esclarecer ou evitar a sexualidade precoce dos filhos

  • Nem todos os pais têm preparo para falar sobre sexualidade com os filhos. Alguns se sentem constrangidos ao terem que lidar com esse tipo de assunto; já outros acreditam que quanto mais evitar o assunto, menos interesse o filho terá para iniciar sua vida sexual.

  • Os dois tipos de pais citados acima estão cometendo um grave erro, pois quanto menos a criança souber do assunto, mais cedo e casual será sua iniciação sexual, assim sendo, ela estará sujeita a uma gravidez precoce ou até mesmo às doenças sexualmente transmissíveis.

  • 3. Vacinas

  • Motivo: Evitar o sofrimento

  • Nós, pais, se pudéssemos nunca permitiríamos que aplicassem aquelas injeções doloridas em nossas crianças. Entretanto, sabemos o quanto elas são essenciais para a saúde de nossos filhos, por isso que muitos de nós escolhemos usar a famosa "mentirinha saudável", dizendo: "Não vai doer nada, é só uma injeçãozinha." A verdade é que elas doem e o grande problema é o trauma que muitas crianças adquirem não só das injeções, mas dos médicos e dentistas. E além disso, ainda resta o olhar de decepção e as palavras tristes: "Você disse que não ia doer, você mentiu para mim." Contudo, ignoramos as palavras tristes deles, porque sabemos que era necessário, pois fazemos o que for preciso para o bem-estar deles.

  • Advertisement
  • 4. "Fulano virou estrela"

  • Motivo: Medo da morte

  • Todos nós um dia teremos que deixar esta vida, e se há algo que assusta e que muitos fogem até de falar, é sobre a morte. A maior parte das pessoas evitam falar por não saberem lidar com o assunto e elas também acreditam que os filhos são incapazes de entender o que nem mesmo eles compreendem ou aceitam.

  • As perdas são parte de nossos testes terrenos. Se não falarmos com nossos filhos sobre a morte, quando tivermos deixado essa vida, eles terão mais dificuldades para lidar com a perda do que muitos de nós temos hoje.

  • 5. Engole o choro

  • Motivo: "Seja forte" ou "Se não parar de chorar, você apanha . "

  • Sim, nós pais desejamos que nossos filhos sejam fortes porque sabemos que eles terão que passar por muitas dificuldades (a vida não vai parar para eles enxugarem suas lágrimas). A vida segue e eles precisam fazer o mesmo, porém, cabe aos pais ensinar que mesmo os fortes têm o direito de chorar, mas nunca devem desistir.

  • Os pais que criam os filhos à base de violência, tendem a transformá-los em dois tipos de adultos: os medrosos e os agressivos. Sabe-se que o medo e a agressividade só levam as pessoas a tornarem-se doentes mental e espiritualmente. É isso o que os pais desejam para seu filho?

  • 6. Seu desenho está maravilhoso

  • Motivo: Fazer o filho sentir-se capaz

  • O filho chega em casa feliz e corre para o colo da mãe para mostrar seus desenhos que na verdade são rabiscos e borrões e a boa mãe diz que ficaram maravilhosos, então, ele se sente o "maior desenhista" porque a "melhor mãe do mundo" fez com que ele acreditasse.

  • É lindo! No primeiro instante, sim, mas é preciso que os pais também lembrem ao filho que ele é capaz de fazer melhor, assim o filho vai criando o desejo de melhorar sempre. Se os pais não o fazem, a criança pode tornar-se um adulto acomodado.

  • 7. O homem do saco, o Saci, Bicho-papão

  • Motivo: Fazer os filhos obedecerem

  • A criança faz xixi na cama, não consegue ficar sozinha nem no banheiro, acorda chorando na madrugada e pede para dormir com os pais. Alguns desses pais ficam zangados, no entanto, eles não percebem que o medo dos filhos é o reflexo das ameaças intencionais que eles proporcionaram a eles.

  • Os filhos devem obedecer aos pais não porque os temem, mas porque os amam e cabe aos pais ensinarem esse princípio aos filhos. Todavia, muitos pais escolhem punir os filhos desobedientes através de lendas antigas e assustadoras que provocam tormentos na cabeça da criança.

  • Advertisement
  • 8. Substituir o animal morto

  • Motivo: Poupá-lo da perda

  • Muitos pais substituem o animal morto da criança sem que ela perceba. Assim sendo, eles a poupam desde cedo da dura realidade da vida que as espera no futuro. No entanto, eles tiram dos filhos o direito de aprendizado, pois só aprendemos a lidar com as perdas se tivermos passado por elas. Por mais que os pais tentem, perder faz parte da vida, e é um aprendizado inevitável.

  • 9. Promessas não cumpridas

  • Motivo: Não decepcionar

  • Alguns pais fazem promessas instigantes para os filhos, levando-os a acreditarem e a criarem expectativas, mas, infelizmente, essas promessas vão ficando para um futuro que nunca vai existir.

  • O grande problema é que promessas não cumpridas acabam por trazer frustrações para quem tanto se empolgou pela espera. Portanto, nunca prometa aquilo que você não pode cumprir.

  • 10. Alimentação

  • Motivo: Manter o filho saudável

  • Sabemos o quanto é difícil fazer os filhos comerem verduras, legumes e outras coisas que são essências para a saúde. Devido a esse conflito, muitos pais usam da velha estratégia: "Se comer isso, você vai crescer e ser muito forte." E para aumentar o apetite dos filhos, os pais usam personagens de desenhos para as crianças se inspirarem como: Hulk, Thor, Capitão América, Barbie, Frozen.

  • Essa estratégia até que funciona, o problema é quando os filhos passam a não se aceitarem e isso reflete na vida adulta. Eles fazem diversas coisas para serem a imitação perfeita de tais personagens, e essa busca os leva para bem longe da realidade e deles mesmos.

  • 11. Vou lhe abandonar

  • Motivo: Manter bom comportamento

  • Há um número grande de pais que ao saírem com os filhos exigem deles um bom comportamento através de ameaça. Eles dizem: "Se não se comportar, eu vou lhe abandonar aqui mesmo".

  • Acredito que de todas as coisas ditas, algumas são justificáveis, no entanto, não deixam de serem mentiras. Mas, essa é uma mentira que nem se pode ser considerada saudável, pois ela é tão desumana que deve ser chamada de "mentira malévola", porque ela faz muito mal para a criança, porém, ela também faz mal aos pais, pois ela destrói tudo o que há de bom neles.

  • 12. Eu não te amo mais

  • Motivo: Manter os filhos submissos

  • Um pai e uma mãe que têm a capacidade de usar chantagens emocionais para ter os filhos sob submissão precisam de muita ajuda e há muitos profissionais qualificados para fazê-lo. Não é feio, nem vergonhoso buscar ajuda para educar os filhos, já que não há uma cartilha específica para cada família. Entretanto, usar uma das palavras mais sagradas contra um filho é um ato de covardia.

  • Advertisement
  • Os pais que dizem ao filho "eu não te amo mais" apenas porque o filho não seguiu suas regras nem sabem o que é amar verdadeiramente.

  • O amor é tão sublime que amamos os filhos quando eles nos obedecem, mas os amamos mais ainda quando eles não o fazem, porque é neste exato momento que eles mais carecem desse amor para lembrá-los de quem eles são.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.

12 motivos legítimos pelos quais os pais mentem para seus filhos de vez em quando

Passamos nossas vidas tentando fazer e dar o melhor para os filhos, nessa jornada acertamos e erramos, mas sempre o fazemos pelo bem-estar de nossas famílias.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr