Como montar o quarto do seu futuro bebê

Organizar o quarto do nosso filho que está para nascer é delicioso. Aqui vão algumas dicas de como arrumar este cômodo sem se perder no meio do caminho.

40,824 views   |   51 shares
  • Nós mamães nos preparamos para todo o necessário em se tratando do novo bebê que está para nascer. Parece que já viemos ao mundo programadas para nos preocupar com os mínimos detalhes, realizar as mesmas tarefas um milhão de vezes e sempre achar que poderíamos ter feito melhor. Quando é a primeira gravidez então... procuramos por todas as informações existentes sobre como receber da melhor forma possível aquele ser que estamos gestando. Porém, a inexperiência pode nos pregar peças. Para que você não erre na hora de montar o quarto do bebê, preste atenção às dicas a seguir. Espero que sejam úteis.

  • 1. Quais os móveis necessários

  • Antes de escolher os móveis que quer colocar no quarto do bebê, há duas perguntas que você precisa responder: qual o tamanho do cômodo e quanto você pode gastar. Os móveis mais necessários são berço, poltrona de amamentação e trocador. Se o cômodo não tiver armários, será preciso comprar uma cômoda também. Há móveis de todos os tamanhos e preços.

  • Berço

  • indico comprar um berço um pouco maior que o padrão, se couber no quarto, pois o bebê não vai deixar de usá-lo antes dos dois aninhos de idade. Já tive um com medidas padrão em MDF e não valeu a pena, pois não dá a segurança necessária para acomodar um bebê maiorzinho. Troquei por outro com medidas maiores, de madeira maciça e não me arrependo de ter pago um pouco mais, pois posso regular a altura do colchão e sua estrutura impede creptações.

  • Poltrona de amamentação

  • essa poltrona precisa ser, acima de tudo, confortável para a mãe. Afinal, você vai passar muito tempo nela amamentando e ninando seu bebê. Para escolhê-la, sente-se nela e deixe-se estar por algum tempo. Aquelas cujo encosto fica a um ângulo de cerca de 90º com o assento são péssimas, pois você não conseguirá relaxar a coluna. Já as que permitem que você se movimente para frente e para trás, por terem molas no apoio do assento ou das costas, são as mais confortáveis. Não se esqueça de comprar um apoio para pés também, porque suas pernas precisam ficar elevadas para que você relaxe melhor.

  • Trocador

  • eu não indico trocadores acoplados ao berço ou à comoda, pois não são seguros – o bebê pode cair ou se machucar seriamente ao bater as perninhas e as mãos na superfície rígida próxima à almofada onde está deitado. Existem banheiras que vêm com trocadores anexos – você pode deixá-las no quarto ou no banheiro da criança. Acho essa solução bem interessante, pois assim que você acaba de banhar o bebê já pode trocá-lo no mesmo local, evitando correntes de ar. Mas uma cama de solteiro (se couber no quarto do bebê) é o ideal. Ela é relativamente grande, o que evita acidentes – mas lembre-se: os bebês, por mais novos que sejam, não devem ficar desamparados em locais altos – e facilita as trocas.

  • Advertisement
  • Cômoda

  • este móvel só é necessário se você não tiver onde guardar as roupinhas do bebê. Muitas pessoas também usam a cômoda para guardar fraldas, algodão e outros materiais de higiene, mas você pode usar um pequeno criado-mudo que esteja sem uso para essa finalidade. Basta pintá-lo na cor que combina com os outros móveis do quarto.

  • 2. Arrumando as roupinhas

  • Procure sempre separar as roupas por tamanho, colocando aquelas que estão sendo usadas no momento em prateleiras ou gavetas com mais fácil acesso. Separe-as também por tipo de peça, assim você poderá pegá-las rapidamente quando necessário. Evite comprar muitas peças do mesmo tamanho, pois os bebês crescem muito rapidamente e você pode perder roupas que ainda nem foram usadas. Uma dica bem legal é doar as roupinhas e sapatinhos que não servem mais no seu bebê para pessoas que precisam. Você faz uma boa ação e abre espaço no armário para novas peças.

  • 3. Organizando os itens de higiene do bebê

  • Troca

  • fraldas, algodão, lenços umedecidos, cotonetes, água morna, pomadas e outros itens que você utiliza a cada troca de fraldas podem ser alocados em uma pequena caixa ou bandeja (escolha as inquebráveis, pois acidentes acontecem) que deve estar à mão na hora do uso – um criado-mudo, uma mesinha ou a cômoda são os locais mais indicados, desde que fiquem bem próximos ao trocador.

  • Banho

  • antes de banhar seu bebê, você deve separar tudo que irá usar. Para guardar shampoo, sabonete e brinquedinhos de banheira, existem soluções bem interessantes em lojas para crianças, como recipientes em forma de bichos com ventosas para grudar no box e sacolinhas de neoprene com separações para cada item, que podem ser penduradas na própria banheira. Facilita sua vida e dá um charme ao local do banho.

  • 4. Medicamentos do bebê

  • Nunca deixe medicamentos ao alcance de crianças, bebês e animais. Sempre ouvimos isso, mas já vi famílias que acham que só porque o bebê é pequeno, ainda podem deixar os remédios em qualquer lugar, pois ele não irá pegar. Ledo engano. Ele pode esbarrar o pé ou a mão no frasco de remédio e derrubá-lo no chão. Uma vez quebrado, ele pode passar os dedinhos pelo líquido e pelos cacos de vidro e ingeri-los. Por isso, se seu filho necessita de algum medicamento e este precisa ficar à mão, guarde-o em um local alto e vedado (o mesmo vale para os remédios guardados nos demais cômodos da casa).

  • 5. Roupas de cama e de banho

  • Separe um lugar no armário do quarto do bebê para guardar essas peças, pois elas não devem se misturar às do restante da família (o sabão usado para lavá-las é mais forte do que o que se utiliza para limpar as coisas do bebê e pode causar alergias em sua pele).

  • Advertisement
  • Protetores de berço e edredons

  • procure comprar pelo menos dois jogos, pois enquanto lava um, você pode colocar o outro para uso.

  • Lençóis e mantas

  • tenha pelo menos quatro de cada, pois o bebê pode se sujar de xixi ou cocô enquanto dorme e você terá que trocá-los mais vezes do que imagina.

  • Toalhas de banho

  • não há necessidade de comprar muitas toalhas, mas procure por aquelas que são de tamanho maior e que sejam de boa qualidade, pois vão durar muito mais tempo que as para recém-nascidos. Enquanto seu bebê é pequenino, você pode utilizar fraldas de algodão de tamanho grande para forrar as toalhas, assim ficarão mais macias ao contato com a pele sensível do seu filho.

  • 6. Decoração

  • Para mim não bastou comprar os móveis, as roupinhas e os sapatinhos dos meus filhos enquanto estava grávida. Queria também transformar seus quartos em espaços com “cara de bebê”. Para não gastar muito, optei por comprar adesivos de parede. O resultado ficou ótimo e não me custou quase nada. Há muitas empresas, com sites próprios, que vendem adesivos de todo tipo e tamanho. São super fáceis de colar na parede e, se um dia você quiser retirá-los, eles saem sem levar a tinta junto. Outra opção que indico é o papel de parede. Fica parecendo um quarto de cinema, mas você vai gastar um pouco mais, pois deve utilizar mão de obra especializada para colocação. Se você não quiser mexer nas paredes, pode utilizar tapetes de E.V.A. para enfeitar o chão do quarto. Não use tapetes de tecido, pois podem causar alergias respiratórias no bebê. Outra coisa interessante é pendurar na porta do quarto do bebê o mesmo enfeite que usou maternidade. Fica bem simpático.

  • 7. Janelas

  • Evite usar cortinas de tecido. Por mais belas que fiquem, elas são um verdadeiro ninho de poeira. Se você precisa de algo que para escurecer o quarto, pesquise empresas que fazem cortinas com tecido emborrachado em forma de rolô. Um pano com álcool pode ser passado diariamente, assim sua cortina estará sempre limpa. Estas mesmas lojas oferecem a opção de blackouts emborrachados, para quem não dispõe de veneziana.

  • Parabéns pelo seu bebê e pelo trabalho que está tendo para deixar seu quarto lindo e aconchegante. Espero que este artigo tenha sido útil e que você e toda a sua família gostem do resultado final.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

Como montar o quarto do seu futuro bebê

Organizar o quarto do nosso filho que está para nascer é delicioso. Aqui vão algumas dicas de como arrumar este cômodo sem se perder no meio do caminho.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr