Conversando com seu filho sobre sexo

Se você não o fizer, a mídia ou alguém o fará se é que já não o fez. Falar de sexo com os filhos parece algo muito desconcertante ou até mesmo um tabu. Seus pais já não lhe falaram quando você era criança. Você deduz então, que isso realme

803 views   |   shares
  • Se você não o fizer, a mídia ou alguém o fará se é que já não o fez.

  • Falar de sexo com os filhos parece algo muito desconcertante ou até mesmo um tabu. Seus pais já não lhe falaram quando você era criança. Você deduz então, que isso realmente não era importante, pois de um jeito ou de outro você acabou aprendendo. Isso é um erro. Estudos indicam que falar sobre sexo com os filhos vai ajudá-los a promover uma imagem correta e responsável sobre o sexo por toda a vida.

  • Segue alguns conselhos de como abordar esse assunto de forma sadia, antes que o distorçam e você precise reparar, o que dará muito mais trabalho.

  • Seja positivo

  • Normalmente, costuma-se associar o sexo a doenças venéreas, pornografia, abuso ou mesmo gravidez na adolescência. Obviamente, que isso precisa ser alertado às crianças e adolescentes, mas precisamos ter o cuidado com a imagem que essas situações carregam para o sexo. Devemos dissociar o sexo de coisas apenas nocivas e apresentá-lo como uma expressão de amor e realização perfeitamente aceitável no casamento.

  • Transmita moralidade

  • A mídia, de uma forma geral, associa o sexo com coisas imorais. A criança e o adolescente compram essa imagem até pela facilidade que ela é encontrada. Seja um exemplo no seu casamento. Demonstre, pela afinidade com seu cônjuge, uma afetividade responsável e fiel capaz de contrapor o apelo sexual pervertido que eles encontram.

  • Ensine cedo

  • Muitos pais pensam que conversar sobre sexo é só depois que os filhos se tornam adolescentes. Então, estarão prontos para “aquela conversa”. Outro erro, pois na prática, na maioria das vezes, eles casarão sem você ter tido nunca aquela conversa... A melhor idade é entre os 3 e 5 anos. Nessa idade eles percebem as diferenças entre seus órgãos genitais. Explique para eles. Claro, não precisará fazer um tratado sobre sexualidade, mas antecipe o que a internet ou a hora do recreio acabarão dizendo para eles.

  • Seja descontraído

  • As crianças são normalmente desembaraçadas e entendem as coisas assim também, sem grilos, sem atrapalho. O contrário disso, nessa situação, geralmente fica por conta dos pais. Observe que o mais importante aqui não chega a ser o conteúdo em si, mas a atitude, a forma como você se posta frente ao assunto. E não se surpreenda se eles já não souberem um pouquinho mais do você achava que saberiam.

  • Ensine os limites

  • É fundamental que a partir do momento em que os pais abrem um canal de comunicação sobre sexo que expliquem também sobre os limites associados a isso. Esclareça que a prática sexual requer maturidade e responsabilidade, algo que certamente vão precisar para conciliar bem as noções de amor e sexo dentro do casamento.

  • Advertisement
  • Não adie essa conversa. Deixe o diálogo disponível. Ensine corretamente sobre algo que vai atuar na vida deles por muito tempo e que terá uma relação positiva e feliz ou negativa e desastrosa se não for bem formada e conduzida pelos valores e conceitos corretos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Irineu dirige uma empresa de recursos humanos que presta serviços na área educacional para escolas e faculdades, em Curitiba/PR. Pratica corrida de rua, diariamente.

Conversando com seu filho sobre sexo

Se você não o fizer, a mídia ou alguém o fará se é que já não o fez. Falar de sexo com os filhos parece algo muito desconcertante ou até mesmo um tabu. Seus pais já não lhe falaram quando você era criança. Você deduz então, que isso realme
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr