Como fazer seu filho adolescente te amar (mesmo que ele não admita)

Eles só precisam ser amados por seus pais, a quem possam respeitar e se espelhar.

1,147 views   |   8 shares
  • Mães e pais sabem quando um filho entra na adolescência. Ele não deixa os pais o acompanharem mais até a porta da escola, não vão a almoços e encontros familiares, fazem de conta que não os ouvem ou respondem de forma agressiva às perguntas.

  • Normalmente há sofrimento por parte dos pais, o que é compreensível. Afinal, aonde foi parar aquela criança alegre e carinhosa?

  • Especialistas indicam que, durante a adolescência, filhos passam por muitas alterações. A maior de todas é a hormonal, e eles acabam dizendo e fazendo coisas que nunca imaginaram que fariam. E para se envolver em coisas não muito sadias para eles basta um convite. Por isso, a criação desde a tenra infância, a confiança e amor dos pais são muito importantes para que ele não faça nada que vá se arrepender depois.

  • Promover a confiança no relacionamento entre pais e o filho adolescente é muito importante. Se ele sente o amor e preocupação, fica mais forte em suas próprias decisões e suas opiniões não fugirão do que é melhor para ele, como descrito neste artigo.

  • Algumas sugestões práticas do que pais podem fazer para que seus filhos confiem neles e os amem estão abaixo:

  • Não insistir nas perguntas

  • Basta uma vez. Se o filho ouviu e não respondeu pode ser por inúmeros motivos: mau humor, deduzir que o pai já sabe a resposta e achar melhor não responder, estar concentrado com outra coisa, como um estudo, considerar que a resposta pode ser dada mais tarde, classificar a pergunta como "boba" ou simplesmente não estar a fim de responder. Os pais podem entender isso como afronta, falta de respeito, humilhação e perder a calma. Gritar ou obrigar o filho a responder, ameaçando castigos, não é a solução. O melhor é aguardar, com paciência, analisar a própria pergunta e ver se ele já não tinha dado a resposta antes ou se ela é óbvia.

  • Não fuçar em suas coisas

  • Isso só o espantará e ele perderá a confiança cada vez mais.

  • Não investigar a vida dele sondando os amigos

  • Advertisement
  • Para eles, isso é alta traição.

  • Deixar que aprendam com seus próprios erros

  • Algo dolorido para os pais, porém necessário para o crescimento dos filhos.

  • Proporcionar boa educação na infância

  • Aquilo que eles aprendem e vivem no lar desde pequenos sempre ficará em suas mentes. Deslizes até podem ser cometidos, mas eles sabem o que é certo. Educar não é só ensinar, mas viver os ensinamentos passados aos filhos. Só assim haverá credibilidade.

  • Amar incondicionalmente

  • Eles sentem e sabem que são amados. Não necessitam de beijos e abraços, mas de vez em quando adoram uma demonstração de carinho desde que longe dos amigos e de qualquer outra pessoa. Eles sentem o amor no olhar, no respeito, na preocupação, no incentivo e no cuidado.

  • Não perder o posto

  • O adolescente não quer dominar o mundo começando por sua própria casa. Pode até parecer isso, mas não é a realidade. Ordens para manter as regras de casa precisam ser dadas e quem faz isso são os pais. Ele não pode simplesmente fazer tudo o que quer, mesmo que demonstre isso. Ele ainda precisa de pais que o guiem, para que seu crescimento seja saudável.

  • Repreender o erro, amar o errante

  • É difícil, mas não impossível, separar o erro da pessoa que o cometeu. Eles poderão cometer deslizes incompreensíveis para os pais que o ensinaram. Mas escolheram aprender por si mesmos quebrando aquela regra. Não aceitar o erro é importante, falar uma vez sobre isso é o suficiente e continuar amando é primordial. As consequências do ato impensado precisam ser tomadas por ele, e isso pode ser muito doloroso aos pais, mas faz parte do crescimento. Assumir ou pagar por seus erros tem efeito inverso e a estrutura do relacionamento fica abalada bem como o entendimento e crescimento do adolescente.

  • Ficar atento aos sinais

  • Mudanças bruscas no comportamento indicam que algo não vai bem. É nesse momento que a confiança entre filho e pais é posta à prova. Se existe realmente essa abertura entre eles, ao ver a preocupação dos pais o filho falará de seus problemas, muitas vezes com a cabeça baixa, mas na intenção de que o amor entre eles seja maior e exista o perdão. Estes sinais são muito claros para pais que interagem sempre com os filhos, têm conversas casuais, abordam assuntos importantes à idade, brincam e se divertem juntos.

  • Advertisement
  • Filhos adolescentes amarão seus pais ao terem a liberdade para seu próprio desenvolvimento e saberem que podem contar com eles sempre. Relacionamentos nunca são fáceis, mas quando os pais investem seu tempo com dedicação, na medida em que eles realmente necessitam, eles crescerão e se tornarão adultos fortes e corajosos, bons cidadãos, ambientados em ótimos valores familiares. E provavelmente só reconhecerão que amam seus pais quando realmente se tornarem adultos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

Como fazer seu filho adolescente te amar (mesmo que ele não admita)

Eles só precisam ser amados por seus pais, a quem possam respeitar e se espelhar.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr