8 coisas que eu gostaria de saber antes de ter me divorciado

Há 8 coisas que as pessoas divorciadas descobrem tarde demais.

81,842 views   |   841 shares
  • Vivemos rodeados de muitos desafios e manter a família unida é o maior de todos eles. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) cresce cada vez mais os números de divórcios no Brasil, cerca de 140 mil casamentos são cancelados por ano, e isso ocorre devido a diversos fatores como financeiros e familiares. Infelizmente, por esses motivos, muitos desistem de si mesmo, desistem do cônjuge e até mesmo dos filhos.

  • A sociedade atual tem distorcido o verdadeiro significado do casamento, essa confusão cultural pode confundir muitos sobre os propósitos de construir um lar com laços familiares.

  • O casamento não foi feito para os "curiosos e brincalhões", não se casa por curiosidade ou por brincadeira, casamento é uma ordenança sagrada e somente as pessoas preparadas devem se casar.

  • Conversei com uma amiga que esteve casada por 8 anos, mesmo divorciada, ela manteve a gentileza com seu ex-marido.

  • Certo dia, em sua casa, seu ex-marido a procurou, pedindo que ela o ajudasse a organizar suas finanças, pois era ela quem cuidava desta parte quando eram casados. Por ser pai de sua filha e por ela ainda amá-lo, ela resolveu ajudá-lo. Todavia, ele queria mais do que isso, desejava que ela tomasse conta novamente das finanças dele, revelou que apesar das mulheres com quem estava saindo, nenhuma delas poderia fazer o que só ela era capaz.

  • Um pensamento apenas passou por sua cabeça "organizar a bagunça dele", então, ela jogou os papéis na mesa e disse: "Basta! Você me obrigou a assinar o nosso divórcio, eu me casei para toda vida, mas agora eu tenho que viver todos os dias com uma escolha que não foi minha, eu estou aprendendo a viver sem meu marido e você aprenda a viver sem sua esposa".

  • Existem muitas pessoas sofrendo com o divórcio e há 8 coisas que muitas delas gostariam de ter descoberto antes se divorciarem. São elas:

  • 1. Eu também falhei

  • O divórcio nunca foi e nunca será perfeito e amigável, ele exige a realidade das coisas. Mas muitos se escondem e culpam o outro pelo fim do matrimônio. Enxergar que ambos falharam é demonstrar respeito pela relação que tiveram.

  • As divergências dentro da relação são normais e, se usadas de uma forma sábia, possibilitarão a união do casal, pois permitirão que ambos se comuniquem e que um passe a entender o desejo do outro para chegarem a solução do problema. E, se o fizerem, muitos casamentos podem ser salvos.

  • 2. Falta de maturidade

  • Muitos casais se divorciam por motivos banais, já que o cônjuge não supriu com suas expectativas, alguns acreditam que a solução está no divórcio. Decisões como essas são imaturas, porque sempre haverá diferenças e desafios nas relações, às vezes você vai se surpreender com seu parceiro e, outras, você irá se decepcionar. São por motivos como esses que os verdadeiros relacionamentos tornam-se maduros e perduram, porque os parceiros se dispõem a tolerar o ruim e amar o que é bom na relação.

  • Advertisement
  • 3. Caprichos egoístas

  • Pesquisas apontam que casais com menos de 30 anos são os que mais se divorciam, casam-se e não conseguem permanecer juntos nem por 2 anos.

  • A juventude é imatura, eles colocam as necessidades deles à frente de tudo, sendo que, as necessidades da família precisam ser a prioridade do casal, ou seja, o marido coloca as necessidades da esposa em primeiro lugar e ela fará o mesmo por ele e ambos farão juntos o mesmo por seus filhos. Assim sendo, encontrão forças para não desistirem quando sentirem o desejo de abandonar o lar para viver "falsas ilusões", eles olharão para seu lar e enxergarão as bênçãos de ter uma família.

  • 4. Perdoar mais

  • É possível analisar que as duas maiores implicações dentro das relações são a falta de tolerância e o orgulho. Eles são os principais destruidores de lares.

  • Uma hora ou outra um vai falhar, pois todos nós cometemos erros. Às vezes, o erro pode ser frequente, mas isso não quer dizer que não possa ser melhorado. Sempre há esperança para quem pode ser perdoado. A boa comunicação pode ajudar os erros a não tornarem-se repetitivos e, através do perdão, a tolerância encontra forças para sobrepujar as imperfeições. Só assim o orgulho não terá poder no coração da família.

  • 5. Não era tão importante

  • A maioria dos casais separa-se porque deu importância demais a coisas insignificantes, diante do que eles realmente tinham, sua família.

  • Sim, a família é tudo na vida do casal. Pela família se abandona ilusões, orgulho e o egoísmo. No entanto, muitos cônjuges esquecem desses princípios e por motivos triviais desfazem seus casamentos. Se eles colocassem o compromisso do matrimônio acima de tudo isso, poderiam salvar seus lares, só precisam deixar as fantasias para trás e olhar para sua família, enxergando neles o que realmente importa.

  • 6. O vazio da solidão

  • Idealizar que o casamento será perfeito é uma atitude imatura, porque casamento sempre será trabalhoso e repleto de desafios. Haverá dias em que muitos terão a sensação de que as coisas eram melhores na vida de solteiro, porém, tais sentimentos não podem falar mais alto do que o amor pela família.

  • Infelizmente, existem muitas pessoas irresponsáveis que abandonam seus lares na tentativa de recuperar o "tempo perdido". É o que eles costumam dizer, mas, eles descobrem tarde que a vida é feita de ciclos, e que quando se encerra um é para começar o outro. Não se pode resgatar o que já se fechou.

  • Advertisement
  • Então, eles precisam viver com o peso de suas escolhas. A solidão passa a ser sua companheira constante, a alegria foi embora com o lar desfeito e a tristeza faz moradia em sua vida. Somente nos laços do matrimônio é possível encontrar abraços, risos, beijos, palavras doces e apoio. O casamento é que dá sentido à família e através dele que nossa vida tornar-se-á mais completa e feliz.

  • 7. O amor não havia morrido

  • Para muitos o casamento é um acordo informal entre duas pessoas, caso não dê certo, cada um segue seu caminho. Existem muitas pessoas que se divorciam acreditando não amar mais seu parceiro, dizem não sentir mais desejo algum, para elas é o fim da relação. Engana-se quem acredita nisso, pois o amor nunca morre, ele adormece dentro de nós e para despertá-lo é preciso um esforço contínuo de escolher amar o cônjuge dia a dia. Amar é uma escolha, às vezes o que se perde na relação não é o amor, mas a comunicação e a atração, mas isso são coisas que também podem ser resgatadas se o casal empenhar-se, ambos precisam ter o mesmo objetivo para seguirem na mesma direção.

  • 8. Eu era feliz e não sabia

  • Perguntei a um homem divorciado há muitos anos, qual era seu maior arrependimento. Ele respondeu: "Perder minha família".

  • Muitas pessoas descobrem tarde demais o quanto elas foram felizes, essa verdade é descoberta após o divórcio, pois quando estavam casadas sentiam-se prisioneiras, no entanto, quando estão "livres" percebem o quanto foram tolas e mesquinhas e para muitos é tarde demais.

  • O casamento é uma união permanente e que deve perdurar para toda a vida. Ele é sagrado e, sem ele, tornamo-nos incompletos e vazios.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.

8 coisas que eu gostaria de saber antes de ter me divorciado

Há 8 coisas que as pessoas divorciadas descobrem tarde demais.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr