Como um sapo me ensinou que bom humor traz bons resultados

Pois bem, e como ser chamada a atenção não é legal e ninguém gosta, e minha mãe sabendo disso, tratou logo de fazer o sapo dizer o que eu precisava aprender.

1,966 views   |   shares
  • Chego em casa do trabalho, minha mãe e meu pai estão sentados na sala, me olhando com cara de suspense... Olho para eles. Eles olham para mim. Então, me preparo pra receber a notícia ruim!

  • A minha mãe falou:

  • Você viu quem estava no portão hoje cedo?

  • Não! - eu respondi, já que na hora que eu saí não tinha ninguém na rua.

  • Você não viu mesmo? - ela insistiu.

  • Não, mãe. Quem estava no portão?

  • Como não viu? Ele ainda falou: (aqui ela fez uma voz bem grossa) Cadê a Daíse? Eu vim aqui porque ela precisa arrumar a bagunça dela!

  • Mãe, quem era? - eu disse, sem achar graça.

  • E foi nessa hora, que ela me deu a pior notícia do mundo:

  • Um SAPO!!!! Um sapo cururu!!!!!

  • O meu pai contou que a minha mãe tentou empurrar o sapo para o outro lado da rua. Mas a minha mãe falou que quanto mais água ela jogava no sapo, mas ele pulava para perto dela. Ela ficou com medo e começou a gritar. Chamou a minha irmã para ajudar, mas a minha irmã ficou com medo. Minha vizinha apareceu quando ouviu os gritos e ficou com medo também!

  • O meu pai acha que o sapo ficou irritado com tanta gritaria e resolveu ir embora sozinho!

  • Agora, eu estava aqui pensando: se eu tivesse visto o sapo e ele tivesse falado comigo com a voz que a minha mãe imitou: eu teria infartado!

  • Sapo já é feio, falando grosso então...

  • Mas, depois de darmos muitas risadas com essa história, no meio dela minha mãe abordou um assunto chato: a minha desorganização! Não tem jeito, não tenho a habilidade, nem o dom que ela tem de conseguir deixar tudo no lugar, em seu devido lugar. E detalhe: sem etiquetas! E ela lembra exatamente onde é o lugar de cada coisa! É muito talento, que eu preciso desenvolver!

  • Pois bem, e como ser chamada a atenção não é legal e ninguém gosta, e minha mãe sabendo disso, tratou logo de vir com uma piada para acalmar os ânimos e dar uma bela lição, sem me magoar ou chatear.

  • Tanto é que depois do puxãozinho de orelha, tratei logo de fazer uma faxina nas minhas coisas, enquanto eu ria sozinha, toda vez que eu me lembrava da minha mãe fazendo a voz do sapo.

  • Essa é a dica: para tratar de assuntos chatos, inicie a conversa com bom humor. Sempre!

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Daíse Lima mora e escreve de Campinas. Não só de Campinas, mas em qualquer lugar em que estiver: no caderno que carrega na bolsa, na folha de papel amassado que estava no chão, no ônibus lotado, no papel higiênico...

Visite seu blog na URL abaixo.

 

Website: http://espiculaderodinha.blogspot.com/

Como um sapo me ensinou que bom humor traz bons resultados

Pois bem, e como ser chamada a atenção não é legal e ninguém gosta, e minha mãe sabendo disso, tratou logo de fazer o sapo dizer o que eu precisava aprender.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr