10 coisas que você deve “fingir que não viu” no seu casamento

Tem uma frase que diz: "No namoro, mantenha os olhos bem abertos; no casamento, feche-os um pouco". Isso é crucial para que o casamento dê certo.

80,672 views   |   461 shares
  • Quando a gente casa, a ideia é ser feliz e ter um relacionamento que dure para sempre. Infelizmente, na prática, nem sempre é isso o que acontece. E é assustador o número de separações, de mais de 50% de divórcios, em muitos países do mundo, conforme revelam certos estudos.

  • O que leva muitos casamentos a naufragarem é o egoísmo, além de outras tantas coisas que são detectadas pelos estudiosos.

  • Como fazer o casamento dar certo?

  • Veja um estudo muito reverberado na Internet, originalmente publicado no site Atlantic, chamado "Mestres do Amor", e também aqui no site, um artigo de Karin Cristina Guedes de Oliveira, chamado "Ciência comprova: As relações que duram mais, dependem de 2 coisas básicas".

  • A conclusão de décadas de observações, e depois de mais de cento e vinte casais terem sido analisados num "Big Brother", onde ficaram confinados e foram observadas as atitudes corriqueiras dos cônjuges no dia a dia, como a maneira de agir com o outro na hora do almoço, como um respondia ao outro, a maneira de conversarem, de ouvirem um ao outro, etc.,o resultado do estudo não surpreende: os casais onde os cônjuges eram generosos e bondosos um com o outro, são os casamentos mais felizes e duradouros, enquanto os casais onde há agressividade e falta de paciência, os casamentos não perduram por muito tempo.

  • Nem tudo deve ser levado a ferro e fogo no relacionamento

  • Muitas coisas no casamento devem ser relevadas, aceitas com paciência, perguntas devem ser respondidas com calma e bondade, e mesmo coisas sérias precisam ser tratadas com generosidade e respeito por ambos.

  • Então, precisamos ser mentirosos, falsos e dissimulados no casamento, para que dê certo? Precisamos fingir não perceber se somos traídos de forma clara, por exemplo?

  • Não é nada disso.

  • Os estudos mostram que são nas pequenas coisas que a maioria dos casamentos naufraga, e não em coisas grandes e dramáticas, como numa traição continuada de um dos dois cônjuges. Eu disse "traição continuada", porque muitos casamentos sobrevivem a um caso fortuito, ou a uma escorregada de uma das partes, mas dificilmente sobrevive a uma "traição continuada", ou ao fim do amor de parte de um dos cônjuges, ou se um dos dois se apaixona por uma terceira pessoa.

  • Advertisement
  • Conheço casos de homens e mulheres que não toleraram e nem foram capazes de perdoar uma única traição, assim como conheço muitos casos de casamentos que sobreviveram a isso e estão firmes. Isso pode parecer para alguns que os casais que superaram uma traição apenas se toleram, mas não é verdade: muitos casamentos superaram mesmo e voltaram a ser felizes.

  • Só tem um detalhe importante nisso tudo: existe um axioma que diz que "Se uma coisa aconteceu uma vez, é bem provável que nunca mais aconteça; Se já aconteceu duas vezes, é provável que se repita, e se já aconteceu três vezes, vai acontecer de novo". Portanto, devagar com o andor os que pensam que podem "pular a cerca" impunemente, pois quase sempre a casa cai quando uma traição continuada é descoberta e o casamento vai para o espaço, sem possibilidade de um reatamento.

  • 10 coisas que você precisa "fingir que não vê", no seu relacionamento

  • Vamos tentar, então, alistar 10 coisas que são importantes que os dois cônjuges "finjam que não veem", ou melhor, que vejam "com bondade e generosidade":

  • 1. Fingir que não percebeu a agressividade no falar do outro

  • Geralmente, não é "o que" falamos, mas sim "a maneira que falamos" as coisas que causam desentendimentos e brigas. Saber falar ou responder com jeito e paciência é uma arte a ser desenvolvida por todos nós, se queremos conviver com outras pessoas. Um dos dois, ou os dois parceiros precisam aprender a relevar quando um dos dois está sem paciência e fala com agressividade, e não responder da mesma maneira. Tem um sábio provérbio que diz que "A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita (provoca) a ira.(Prov. 15:1)

  • 2. Fingir que não vê pequenas coisas fora de lugar

  • É impressionante a quantidade de brigas ou mesmo separações que começam por coisas tão banais e insignificantes, como: tubo de pasta de dente mal apertado, toalha no chão, tampa do vaso sem levantar, comida com pouco ou muito sal, um arroz queimado, feijão meio duro, e tantas outras coisinhas que se tornam monstruosas se não houver boa vontade, bondade e generosidade de ambos os cônjuges.

  • 3. Fingir que não percebeu o bafinho ou cheiro de suor

  • Quando acordamos, nosso hálito não é muito agradável, geralmente. Tem pessoas que, por motivos estomacais, também tem mau hálito. Às vezes um dos dois também está com cheiro de suor, por qualquer motivo. Se você decidir falar com o outro sobre isso, seja o mais delicado possível, pois isso é uma coisa que ofende muito. Gozações também magoam. Bondade e generosidade aqui também são bem-vindas, porque dificilmente isso nunca acontecerá com os dois, em algum momento ou fase do relacionamento.

  • Advertisement
  • 4. Fingir que não vê o excesso ou a falta de peso do outro

  • Nem sempre excesso ou falta de peso é relaxo. Podem ser problemas (até sérios) de saúde, e de nada adianta o outro ficar fazendo brincadeiras com esse fato, que magoa demais, principalmente (mas não somente) as mulheres. Tem pessoas que se esforçam tanto para emagrecer ou para ganhar músculos e depois o cônjuge vem e joga um balde de água fria quando fala que o outro está gordo ou magro demais.

  • 5. Fingir que acredita que seu parceiro está com dor de cabeça ou indisposto

  • 6. Fingir que não ouve quando o cônjuge corrige o filho, mesmo que não esteja de acordo

  • Nunca tire a autoridade do seu parceiro na frente dos filhos. Em particular, depois, converse com seu parceiro, explicando porque você não concorda com a maneira que foi usada para a repreensão do filho.

  • 7. Fingir que não entendeu a provocação da nora, genro, sogra ou sogro

  • 8. Fingir que concorda com certos gastos extras do parceiro, mesmo que você fique furioso por dentro

  • Mais tarde, depois que a poeira baixar, sentem e conversem civilizadamente sobre as finanças, e façam planos e orçamentos juntos,para evitarem futuros entreveros sobre dinheiro.

  • 9. Fingir que você gostou daquele presente "maravilhoso" que você ganhou de um parente do cônjuge

  • 10. Fingir que gosta do cachorrinho ou gatinho que tanto alegra o seu cônjuge

  • a) Quando ele pula no seu colo com as patas sujas

  • b) Quando ele sobe na cama e lambe seu rosto todo

  • c) Quando você tem de limpar as perfumadas sujeiras deles

  • Está claro, depois deste artigo, que um casamento feliz não é uma coisa que acontece sem esforço, mas sim que é uma obra a quatro mãos que exige muita bondade, generosidade e paciência.

  • E muito bom humor também, porque se levarmos a vida a sério demais, não se chegará a lugar nenhum, mesmo porque (conforme alguém disse), "ninguém sairá mesmo vivo daqui".

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Casado, pai de três filhos e avô de quatro netos, estudei oratória e didática. Gosto muito de escrever. Profissionalmente, sou músico e tenho um Sebo Virtual, onde vivo com minha esposa e cercado de livros!

Website: http://blog.higinocultural.com

10 coisas que você deve “fingir que não viu” no seu casamento

Tem uma frase que diz: "No namoro, mantenha os olhos bem abertos; no casamento, feche-os um pouco". Isso é crucial para que o casamento dê certo.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr