7 brincadeiras para os filhos amarem as escrituras

Brincadeiras educativas e divertidas para que os filhos amem a cada dia mais as escrituras.

2,945 views   |   49 shares
  • Manter as crianças pequenas quietas enquanto é feita uma leitura de uma história da Bíblia pode ser frustrante. As palavras são diferentes das usadas hoje em dia e a atenção pode se perder rapidamente. Por outro lado, a importância dos pais no aprendizado dos filhos é enorme como mostra este artigo.

  • Algumas ideias podem ajudar no entendimento das histórias, seus personagens e ensinamentos. Elas irão promover de forma atualizada e adaptada um aprendizado mais duradouro, além de ajudar a criança a amar estas passagens.

  • Fase 1

  • Durante o primeiro aprendizado, quando ainda são bem pequenos, é preciso contar as histórias para que eles possam conhecer estas passagens tão importantes. Não precisa ser uma leitura original, há livros das histórias das escrituras disponíveis até em quadrinhos. Utilizar recursos adicionais, como este abaixo, aumenta a diversão.

  • 1. Fantoches, dedoches ou plaquinhas

  • Com estes recursos a atenção será mantida e o aprendizado também. Há fantoches disponíveis para compra, bem como dedoches já com os personagens. Eles também podem ser feitos a partir de meias ou luvas velhas, e as plaquinhas com desenhos recortados e palitos de sorvete. Há moldes disponíveis online. Contar a história desta forma fica muito mais interessante para toda a família. Objetos também podem ser usados para um melhor entendimento como fundas (história de Davi e Golias), leões de pelúcia, pedras e outros. Permitir que a criança depois assuma os fantoches e conte sua versão é divertido e educativo.

  • Fase 2

  • Quando a criança já adquiriu uma bagagem das histórias e ensinamentos das escrituras, estas brincadeiras são ótimas para que elas desenvolvam um amor maior ainda por este estudo.

  • 2. Jogo da memória

  • Este jogo pode ter cartões repetidos dos personagens, cada pessoa vira dois cartões e se eles forem iguais, a criança os guarda. Quem tiver mais cartões depois de todos terem sido virados, ganha a partida. Cada criança pode escolher um dos personagens que acertou para contar sua história. Os cartões podem ser confeccionados com modelos impressos, desenhos ou colagens.

  • Advertisement
  • 3. Arte em papel

  • Depois de ouvir uma história das escrituras, oferecer papel e lápis de cor para as crianças se torna uma ótima brincadeira e fixa o aprendizado. A criança expressa o que entendeu através do desenho e pintura, mesmo que ela ainda faça uma mão de bolinha com cinco riscos. Sua habilidade em grafar suas impressões pode não ser perfeita, isso não tem muita importância. Segundo este artigo, desenhar auxilia no desenvolvimento. Depois do desenho, se ela desejar, pode comentar e explicar o que representou no papel. Texturas e recortes também podem ser usados para esta arte.

  • Fase 3

  • Quando eles já sabem ler e tem um conhecimento mais amplo, apesar das brincadeiras anteriores ainda serem válidas, outras podem ser mais interessantes.

  • 4. Nomes dos personagens das escrituras

  • Todos se reúnem em uma roda e um dos participantes escolhe um personagem. A pessoa a seu lado esquerdo pensa em um outro nome de outro personagem que comece com a letra que o anterior terminou. E assim sucessivamente. Um exemplo: O primeiro personagem é Davi. O segundo pode ser Isaías, o terceiro Saulo e o quarto Obadias. Quando um dos participantes não conseguir pensar em ninguém, os outros podem dar dicas como referências à sua história, em qual livro é falado a respeito dele, algo que ajude a lembrar. Quando todos já tiverem falado um nome, o primeiro participante continua com a brincadeira e ela só termina quando ninguém mais conseguir lembrar de um nome de acordo com as regras.

  • 5. Mímica

  • Esta brincadeira fica mais divertida em grupos maiores, apesar de funcionar com menores também. Algumas das principais histórias das escrituras são colocadas em tiras de papel e dobradas. Um participante tira um dos títulos e o lê em segredo, tendo então 30 segundos para gesticular e ajudar as pessoas a descobrirem sobre qual história ele está representando de forma muda.

  • Advertisement
  • 6. Fica ligado

  • Vários cartões que combinam entre si são preparados em duplas. Um exemplo seria a figura de José, com seu nome, e no seu cartão correspondente uma pirâmide do Egito. Um outro seria um com "Bem-aventurados os mansos" escrito em um cartão e no outro "porque eles herdarão a terra". Funciona como um jogo de memória, sendo necessário que os cartões desvirados pelo participante combinem entre si.

  • 7. Pedra de Jerusalém

  • Os participantes ficam em uma roda e um papel amassado ou uma pequena pedra é passada de mão em mão enquanto toca uma música ou alguém de costas recita: pe-dra-de-Je-ru-sa-lém... até parar abruptamente. Quem estiver com a "pedra" responde a uma pergunta que pode ser preparada anteriormente ou feita por um dos pais ou conta uma pequena história das escrituras. Todos devem ter sua vez de participar.

  • Com estas ideias criativas e divertidas as crianças e adolescentes se divertirão muito, poderão tornar estes personagens em seus preferidos, além de poder desenvolver o desejo de ter uma vida mais agradável cumprindo com os ensinamentos aprendidos.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

7 brincadeiras para os filhos amarem as escrituras

Brincadeiras educativas e divertidas para que os filhos amem a cada dia mais as escrituras.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr