Como acabar com a solidão no casamento

É importante refletir sobre algumas atitudes que podem transformar uma relação distante e reaproximar os cônjuges.

12,516 views   |   62 shares
  • Uma reclamação, infelizmente, comum que observo nos conflitos dos casais é o distanciamento entre os cônjuges. Dois estranhos vivendo sob o mesmo teto, comendo na mesma mesa e dormindo na mesma cama. Não há diálogo, não há afeto, não há qualquer tipo de entendimento; criam uma rotina desconfortável e, muitas vezes, insustentável.

  • O primeiro passo

  • Quando o casal passa a viver como estranhos precisam tomar providências urgentes. Conforme o artigo "Como estar sempre próximo de seu cônjuge" de Chris Ayres: "Sabemos que para um casamento ser bem-sucedido, ambos precisam estar engajados e serem responsáveis por fazerem sua parte". Mas alguém tem que dar o primeiro passo para a aproximação, assim, acredito que o cônjuge que mais tem se incomodado com a situação seja o mais indicado para isso.

  • Nesse sentido, convido você a pensar em ações que poderiam fazer com que sua vida conjugal se torne mais agradável:

  • 1- Encare as razões

  • Você poderia estar pensando no que os afastou dessa forma. O que aconteceu? Em que parte do caminho vocês se perderam? Essa reflexão pode ser muito importante para indicar por onde começar a resolver esse problema. É natural que você se depare com muitas atitudes suas que corroboraram para esse afastamento, afinal os conflitos no casamento são construídos pelos dois. Assumir que você também errou é uma forma muito inteligente de encarar as próprias responsabilidades.

  • 2- Inicie a reaproximação

  • Claro que para chegar a essa situação a comunicação de vocês já está bloqueada há algum tempo, então não se pode esperar que vocês recomecem a conversar facilmente ou simplesmente queiram estar juntos. É preciso estabelecer novos canais saudáveis de reaproximação e isso requer empenho e paciência. Pequenos exercícios podem ajudar muito. Comece por abordar banalidades, fale pouco, mas repetidas vezes de coisas diferentes. Faça mais perguntas do que afirmações, assim você incentiva seu cônjuge a falar também e não desanime com as respostas em monossílabos. Promova situações em que possam estar juntos, buscando uma maior proximidade física também.

  • 3- Hora de conversar

  • Quando você perceber que já existe um espaço confortável para uma conversação proveitosa, então escolha um momento oportuno. A melhor forma de lidar com o afastamento é chamar o cônjuge para uma conversa sem ressentimentos e com o coração aberto para o que possa vir, ou seja, para ouvir o que ele tem a dizer. É preciso se preparar para esse momento e ter disposição sincera para compreender as razões do outro. Pode ser que o que você ouça machuque ainda mais você, mas também existem grandes chances de você se surpreender positivamente com o que seu cônjuge tem a dizer. Pense que, de repente, pode ser isso que ele deseja, mas não sabe como fazer e assim essa conversa talvez seja um marco para a reaproximação entre vocês.

  • Advertisement
  • O importante é não se acomodar, não aceitar crenças do tipo: "casamento é assim mesmo", "não se pode ter tudo" ou "melhor se acostumar". Casamento é união baseada em amor, respeito e amizade; solidão não se enquadra nisso e precisa ser abolida pela reaproximação dos cônjuges. Não se intimide e busque ajuda se necessário.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Como acabar com a solidão no casamento

É importante refletir sobre algumas atitudes que podem transformar uma relação distante e reaproximar os cônjuges.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr