4 dicas para ter um filho bilíngue

As vantagens são muito interessantes para os filhos que aprendem um segundo idioma desde cedo, começando dentro de casa.

1,641 views   |   19 shares
  • No mundo de hoje ter dois idiomas no currículo faz uma diferença muito grande em todas as áreas da vida. Portas são abertas e oportunidades são mais interessantes. E quando a pessoa aprende os dois idiomas desde seu nascimento, o entendimento e a vantagem podem ser ainda maiores.

  • Não é necessário estar residindo em um outro país para criar filhos bilíngues. Mas algumas coisas certamente precisarão mudar na residência e na rotina familiar. Estas dicas auxiliarão a entender como os pais podem promover um ensino bilíngue dentro de seu lar.

  • 1. Acordo familiar

  • Ao decidir que a família será bilíngue é muito importante que todos concordem. Os pais podem conversar sobre sua decisão de ensinar seu filho e ambos trabalharem para isso. Quando decidirem e idealizarem juntos e continuarem ao longo dos anos o benefício será imenso para a criança que aprende os dois idiomas.

  • 2. Plano

  • Esta é a melhor dica e a mais trabalhosa. Mesmo que os pais não sejam instrutores de idiomas eles podem elaborar um bom plano que favorecerá o filho no aprendizado. Algumas diretrizes se baseiam em decidir até que nível os pais desejam que o filho fique, o que farão para que o ensino seja eficaz e o método que utilizarão. Enquanto pequenos, eles podem aprender muitos substantivos nos dois idiomas. Jogos e outras brincadeiras podem ser feitas para que eles aprendam brincando. Dizer o nome das coisas nos dois idiomas também é divertido. Frases devem ser formadas e usadas para as conversas ao menos por 30% do tempo que ele esteja acordado. Tudo isso pode ser planejado e aplicado de forma segura. Investimentos podem ser feitos com leitura bilíngue e outros recursos a fim de incentivar o aprendizado ainda mais.

  • 3. Comprometimento

  • Crucial para o sucesso, não desistir do planejado requer muito esforço e paciência. Nem sempre os resultados virão rapidamente ou da maneira esperada. Talvez a criança bloqueie um dos idiomas e recuse os ensinamentos e conversações do outro. Muitas pessoas de fora, inclusive parentes próximos, reclamarão e recriminarão, especialmente quando não conhecem o segundo idioma e a criança tenta se comunicar com eles. Optar por olhar para a frente e insistir nos sonhos sempre é o melhor a fazer, além de ser um ótimo exemplo para o pequeno.

  • Advertisement
  • 4. Escola de idiomas

  • Nem sempre é fácil ser professor do filho. Mesmo porque alguém precisa trazer o sustento para casa. Como complemento ao ensino no lar, esperar até uma certa idade e matricular o filho em uma escola de idiomas também será benéfico. Esse passo acrescentará entendimento e aprendizado, mas não substitui o ensino no lar no cotidiano. Pais que conversam entre si e com o filho em outro idioma oferecem maiores oportunidades para a criança.

  • As vantagens de uma criança crescer em um ambiente bilíngue e aprender com isso vão além de um segundo idioma. Segundo este artigo elas aprimoram o sistema executivo do cérebro, responsável pelas habilidades mentais como resolver um problema matemático, ler um livro ou ainda dirigir um carro, mantém o cérebro mais focado, retardando o envelhecimento precoce e ainda aprimoram valores relativos à cultura.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.

4 dicas para ter um filho bilíngue

As vantagens são muito interessantes para os filhos que aprendem um segundo idioma desde cedo, começando dentro de casa.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr