7 reflexões importantes ao ensinarmos nossos filhos a tratarem seu corpo como um templo

Aprenda 7 dicas para ensinar os filhos a preservarem a saúde física, mental, espiritual de seu corpo.

1,923 views   |   1 shares
  • Tenho ficado muito assustada com o rumo que as coisas estão tomando a nossa volta. Os valores estão se perdendo, as pessoas têm feito coisas ruins como se fossem boas e, ao ver minha filha crescer, me pergunto como será seu futuro.

  • A desvalorização da mulher cresce a cada dia, as roupas diminuem e tudo isso é tido como normal. Cada vez mais adolescentes estão ficando grávidas e convenhamos que hoje em dia não se pode mais dizer que é falta de informação, na verdade creio que eles têm informação demais e maturidade de menos para lidar com esse bombardeio diário de notícias e informações desencontradas e muitas vezes irreais.

  • A moda muda a cada minuto e sempre a opinião dos outros é muito importante, muitas vezes até mais importante que o próprio bem-estar.

  • Mas há uma saída, há um refugio, há uma proteção: o lar.Sim, nossas casas, onde podemos ensinar com amor e firmeza o que é o certo e, principalmente, dar o exemplo de como se deve agir e ser. Tenho visto mães agirem como adolescentes e competirem com as filhas. O que essas mães estão ensinando?

  • Tratar o corpo como um templo não significa somente vestir-se com recato, mas portar-se com modéstia, amar e ser caridoso consigo mesmo, buscar e viver saudavelmente, respeitar as pessoas, usar a simplicidade e prestar atenção no que o Senhor espera de nós, não o mundo lá fora. É ser grato pela vida que temos, pela família que nos foi presenteada, pelo local que fomos abençoados em crescer.

  • Para nos nortearmos e conseguirmos atingir o equilíbrio aqui vão tópicos para reflexão:

  • 1- Reconhecer nosso papel

  • Reconhecer nosso importante papel como mães e pais é de vital importância para o futuro de nossos filhos. Bons pais não são aqueles que dão de tudo aos filhos, mas sim aqueles que ensinam princípios corretos e, acima de tudo, seguem princípios corretos. Como um pai desonesto pode exigir que seu filho seja honesto? Como uma mãe displicente e sem recato pode exigir que sua filha seja prudente?

  • 2- Fazer uma autoavaliação e ter coragem para agir

  • Avaliar os outros é muito fácil, mas parar e fazer uma autoanálise real requer coragem,sim, coragem para se olhar a fundo e ver claramente nossos acertos e erros; e mais coragem ainda para nos corrigir e pedir desculpas se for necessário. Sim, pais podem se desculpar com filhos sem perder a autoridade, na verdade, demonstrando assim que todos erramos e podemos nos arrepender, nos desculpar e mudar nossa atitude.

  • Advertisement
  • 3- Demonstrar nosso amor pelos filhos diariamente

  • Guiar e orientar bons filhos é fácil, mas quando eles se tornam distantes e rebeldes isso se torna mais difícil. Um simples não não irá resolver, brigar e gritar muito menos; mas quando essas situações chegam é difícil manter a calma, é difícil parar para pensar e é por isso que penso ser tão importante o "antes". O convívio no lar é muito importante para os filhos saberem o quanto são amados e importantes para nós, para que assim, quando precisarmos repreendê-los, mesmo que fiquem zangados e até não obedeçam, em seus corações eles saibam o quanto os amamos.

  • 4- Ensinar o caminho certo trilhando-o e sendo felizes por fazer o certo

  • Infelizmente não podemos proteger nossos filhos de todo o mal, mas podemos ensiná-los o caminho certo trilhando felizes esse caminho e amorosamente convidando-os a nos seguir.

  • Façamos uma prece a Deus pedindo que possamos ser melhores pais, peçamos instrução a quem tudo sabe, sejamos humildes, reconheçamos nossas falhas e ajamos para fortalecer nosso lar, nosso cantinho, nosso refúgio.

  • 5- Ser "sempre" bonzinhos não resolve, temos que impor limites

  • Mesmo que ouçamos que "é normal" tal atitude ou usar certa roupa, não tenhamos o receio de dizer não, de orientar e impor limites, os jovens esperam por limites, eles precisam. Se tentarmos ser sempre bonzinhos para que tudo fique bem estaremos deixando nossa autoridade de lado junto com nossas convicções e noção de certo e errado e, principalmente, os filhos verão e sentirão isso como falta de amor e preocupação. Eles querem fazer coisas erradas e ficam bravos se não deixamos, mas se deixarmos tudo eles ficam mais rebeldes e dizem que não os amamos. Ficamos muitas vezes sem entender, pois "fazemos tudo o que eles que querem", como pode não estar bom? Realmente é difícil entender, mas muitas vezes eles esperam que digamos não, que amorosamente expliquemos que aquilo não é bom e que os amamos demais para deixá-los fazer algo que irá os prejudicar.

  • 6- Ensinar os filhos desde pequenos; mas se eles já são grandes, corrija-se e aja agora

  • Nossos filhos só entenderão o quanto seu corpo é sagrado e que eles devem respeitar a si mesmos e se amar se os ensinarmos desde pequenos em nosso lar.

  • Se seus filhos estão grandes e você sente que falhou, não importa o quanto tenhamos falhado até hoje, o que importa é reconhecermos nossos erros e mudarmos e a partir de hoje sermos melhores, sim melhores pais. Isso não irá garantir que tudo dará sempre certo, mas que estaremos fazendo a nossa parte, a nossa "boa" parte e assim estaremos aprendendo e melhorando a cada dia. Com certeza nossos filhos verão isso e mesmo que não digam, valorizarão nosso esforço. E mesmo que falhem, saberão que os amamos e que lutamos por seu bem sempre. Filhos que se sentem amados têm mais facilidade em voltar a trilhar o caminho certo.

  • Advertisement
  • 7- Fazê-los sentir nosso amor através de preocupação e carinho

  • O amor é o mais importante. Demonstrações de carinho e afeto em nosso lar são essenciais. Ser firmes e impor limites é importante, pois é a mais pura demonstração de amor. Quem ama protege e isso entendemos sem precisar de palavras, simplesmente sentimos, principalmente filhos adolescentes.

  • Conclusão: Temos que demonstrar que fazer o certo traz felicidade e paz

  • Ensinemos sendo felizes em nosso lar, sendo felizes em fazer o certo, para que assim eles vejam que vale a pena fazer o bem e se respeitar. Se fizermos tudo certo, mas vivermos amargurados e irritados eles acharão que os amigos deles que fazem tudo errado e vivem “aparentemente” bem é que são felizes de verdade e tenderão a segui-los, por isso é muito importante sermos felizes fazendo o certo. Sei que não é fácil, mas realmente isso merece nosso esforço. Desligar-nos dos problemas e mostrar que estamos felizes por termos uma família e filhos tão especiais, é o que esperam de nós.

  • Faço uma prece por nós, pais, para que o Senhor nos proteja e guie na difícil responsabilidade de criar nossos filhos e sei que Ele nos orientará se O buscarmos de todo coração e fizermos a nossa parte.

  • Agindo desta forma, estaremos ensinando nossos filhos a respeitarem e amarem a si mesmos, seus corpos, suas capacidades, a serem pacientes com suas imperfeições, e a serem felizes.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Tatiane Bellini mora em Porto Ferreira Sp Brasil.

7 reflexões importantes ao ensinarmos nossos filhos a tratarem seu corpo como um templo

Aprenda 7 dicas para ensinar os filhos a preservarem a saúde física, mental, espiritual de seu corpo.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr