Estudo revela: os homens estão menos férteis devido a este hábito comum

A qualidade e a quantidade de espermatozoides foram reduzidas.

30,966 views   |   176 shares
  • Uma pesquisa feita pelo Fertility Medical Group e publicado no International Brazilian Journal of Urology, traz um resultado alarmante: os homens são cada vez menos férteis e a culpa é do estilo de vida atual.

  • O estudo analisou 2.300 homens em dois períodos diferentes: entre 2000 e 2002 e entre 2010 e 2012. Nos dois períodos houve problemas de fertilidade, no entanto, a queda entre um período e outro foi bastante acentuada:

  • Entre 2000 e 2002 - A contagem de esperma foi em média 183 milhões, sendo que a contagem de espermatozoides por mililitros de esperma foi de 61 milhões.

  • Entre 2010 e 2012 - A contagem de esperma foi em média de 82,2 milhões, sendo que a contagem de espermatozoides por mililitros de esperma foi de 27 milhões.

  • Ainda um outro dado mostrou alterações significativas: existe uma margem de viabilidade do espermatozoide. Em ambos os períodos o número de espermatozoides viáveis foi baixo. Sendo que no primeiro período o índice foi de 4,6%, na década seguinte caiu para 2,7%.

  • Em relação aos problemas dos participantes, apurou-se que o número de indivíduos com oligozoospermia (baixo número de espermatozoides) era de 16% no primeiro período e de 30% no segundo período. Já o número dos participantes azoospérmicos (sem espermatozoides) cresceu de 5% para 8,5%.

  • Uma queda não apenas expressiva, mas que indica que algo muito errado está acontecendo com os homens na atualidade.

  • Qual a causa na queda da fertilidade masculina?

  • Segundo o Dr. Edson Borges, diretor do Centro de Fertilização Assistida Fertility, o modo de vida atual e a contaminação ambiental têm afetado a função testicular na produção de espermatozoides.

  • O modo de vida atual com altos níveis de estresse, o uso de substâncias como tabaco e álcool, o sedentarismo, dormir pouco, carnes processadas e uso de soja na alimentação e até o hábito de colocar o celular no bolso são alguns dos vilões apontados por especialistas.

  • O celular pode ser o fator mais determinante, já que seu uso se intensificou nos últimos anos. Segundo artigo publicado na revista Veja, a exposição do sêmen ao smartphone pode "machucar" a maneira como seu esperma se move e reduzir a quantidade de espermatozoides. A revista ainda cita uma revisão de estudos feitos na Inglaterra onde apurou-se que a radiação e o calor emitidos pelos celulares podem danificar o DNA do esperma, aumentar o calor da bolsa escrotal e dificultar a produção de espermatozóides.

  • Advertisement
  • O que os homens podem fazer?

  • Alguns fatores são mais difíceis de controlar como a poluição ambiental, mas ainda é possível fazer algo. O Dr. Edson Borges aconselha os homens a melhorarem sua qualidade de vida, alimentando-se bem, dormindo o suficiente, evitar álcool, tabaco e drogas e exercitando-se regularmente. Também estudos sugerem que comer mais peixe, não ingerir soja e derivados e fugir do estresse são altamente recomendáveis.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

Estudo revela: os homens estão menos férteis devido a este hábito comum

A qualidade e a quantidade de espermatozoides foram reduzidas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr