7 hábitos que transformam a vida de qualquer casal em um martírio

Não leve a vida no automático, preste atenção em seus hábitos e evite muito sofrimento.

5,431 views   |   22 shares
  • Muita gente diz que casamento é complicado. Claro que a vida em comum tem lá suas atribulações, mas o fato é que poderia ser bem mais fácil se as pessoas não complicassem tanto. Concorda?

  • Leia: 5 segredos reais da harmonia no relacionamento amoroso

  • Preste atenção nesses hábitos que, com o tempo, fulminam as possibilidades de manter um relacionamento saudável e feliz:

  • 1. Não respeitar a individualidade

  • Diferenças de temperamentos são muito comuns entre cônjuges, afinal são duas individualidades que optam por viver juntas. Sem que haja compreensão, os cônjuges passam a exigir que o outro aja à sua maneira e então duas situações conflituosas podem surgir. A primeira é quando o cônjuge se recente diante das cobranças do parceiro e passa a se negar a fazer o que o outro quer. A segunda, ainda mais perigosa, é quando um dos cônjuges anula a sua própria personalidade e passa a fazer só o que o outro gosta. Em ambos os casos, cedo ou tarde, a harmonia do casal estará comprometida.

  • 2. Não controlar as finanças

  • Questões financeiras são motivos de infindáveis discussões entre muitos casais. A falta de uma organização que satisfaça a ambos gera conflitos intensos e, não raro, fatais para a vida a dois. Basicamente isso ocorre em duas situações: quando os cônjuges são criados com status econômicos diversos e quando surgem mudanças na renda familiar. As diferentes maneiras de encarar o que seja necessário e supérfluo tomam, então, grande proporção.

  • 3. Não buscar consenso

  • Se acordos são importantes na definição de qualquer organização no casamento, o que se refere à criação dos filhos é fundamental. Quando pai e mãe não se entendem, os filhos sempre se aproveitam dessas brechas para fazer com que suas próprias vontades prevaleçam. Assim, além de corresponder à grande perigo na criação dos filhos, essa é também uma situação conflitante para o casal. Quando pai e mãe não procuram "falar a mesma língua" comprometem toda a organização familiar.

  • 4. Permitir a intervenção de familiares

  • No meu livro Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois, trato desse assunto num capítulo sob o título de "Crenças Herdadas". Entendo que as famílias de origem apenas invadem o espaço do casal quando os cônjuges permitem que a "herança" delas seja mais imperativa do que a vontade dos dois. Esta é uma questão bastante complexa, porque muitas vezes a invasão é permitida de forma inconsciente. A falta de assertividade nas definições dos papéis de cada membro da família de origem na organização da nova família é a causa de tantos problemas.

  • Advertisement
  • 5. Deixar que a rotina prevaleça

  • As responsabilidades que assolam a vida de qualquer casal, bem como as rotinas que não correspondem à vontade dos dois, costumam provocar grande afastamento entre os cônjuges. Caso esses não interfiram de maneira imediata nessa situação, podem chegar ao cúmulo de não mais se reconhecerem. Costumo dizer que relacionamentos longos deveriam ser revistos e renovados periodicamente.

  • A psicoterapeuta Silvana Rangel, especializada em relacionamentos afirma que: "O que desengata a crise é a falta de intimidade".

  • 6. Falta de diálogo sobre o relacionamento

  • A palavra discussão pode dar um sentido pejorativo, ainda mais para as pessoas que têm pavor a tão famosa DR; prefiro a palavra diálogo, que considero mais apropriada. Dialogar pressupõe falar e ouvir para que realmente haja entendimento. A falta de diálogo é o grande motivo dos fracassos no relacionamento, isso porque as pessoas não se expressam de forma a ser entendidas nem, tampouco, ouvem no sentido de compreender o outro. É pelo diálogo que se constroem acordos que garantem a satisfação de ambos.

  • 7. Discutir a relação continuamente

  • Repetir constantemente os problemas da relação fazem com que a convivência se torne insuportável; ninguém aguenta isso por muito tempo. Cobranças, mau humor e irritabilidade tornam-se constantes em casais que discutem demais. Problemas devem ser enfrentados e resolvidos, arrastá-los em discussões infrutíferas só complica qualquer situação.

  • Ter conhecimento só é útil quando usado para melhorar comportamentos. Se você diagnosticou alguns dos hábitos acima em seu relacionamento, não tarde em buscar as mudanças necessárias.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

7 hábitos que transformam a vida de qualquer casal em um martírio

Não leve a vida no automático, preste atenção em seus hábitos e evite muito sofrimento.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr