Americano quase morre eletrocutado após pegar no sono com o celular carregando

Você com certeza também já deixou o celular ao lado da cama. Veja o aviso que ele deixou.

18,440 views   |   43 shares
  • Foi por pouco que Wiley Day, um americano de 32 anos, do Alabama, não perde a vida por uma imprudência que muitas pessoas cometem.

  • Como tudo aconteceu

  • No último dia 22 de março, Wiley estava conferindo as redes sociais antes de dormir, como de costume, com seu celular carregando em uma extensão ao lado da cama. Então, pegou no sono. Por algum motivo, durante a noite, a extensão ficou mais próxima ao seu corpo e o colar de metal que ele estava usando encostou no plugue do carregador, que não estava totalmente encaixado na tomada da extensão, tornando-se um condutor de eletricidade e lhe causando um terrível choque.

  • O choque foi forte o suficiente para arremessá-lo ao chão. "Foi o pior despertador que eu poderia ter na vida", ele disse ao BuzzFeed. Ele contou ao The Washington Post que a sacudida que ele sentiu foi "a coisa mais terrível, mais sombria e demoníaca que [alguém] poderia experimentar. Não tenho adjetivos suficientes para descrever".

  • Seus sentidos começaram a falhar

  • Ele disse que sentiu uma dormência no corpo por alguns instantes, como se tivesse perdido a sensibilidade no corpo inteiro. E relatou, "Acho que as pessoas pensariam que estivesse queimando, mas, no meu caso, senti muita pressão em torno do pescoço".

  • Advertisement
  • Sua visão começou a falhar e ele ficou atento aos seus batimentos cardíacos, que ressoavam em seus ouvidos.

  • Gritos desesperados

  • Wiley chamou seus familiares, que estavam em outros cômodos da casa, aos berros. Quando sua sobrinha entrou no quarto, ela encontrou-o gritando sem parar. Foi quando ele levantou-se e se deu conta de que tinha levado um choque. Sua sobrinha alertou-o sobre a fumaça que saía da extensão, então, ele percebeu como tudo aconteceu.

  • Ele se deu conta de que estava seriamente ferido

  • Na camisa de Wiley havia um buraco queimado e faltavam tiras de pele em volta de seu pescoço.

  • Os ferimentos foram profundos. Parte de suas mãos haviam sido queimadas quando ele arrancou o colar. Ele disse aliviado ao The Washington Post, "Se eu não tivesse arrancado o colar... creio que Deus poupou minha vida, foi isso que aconteceu".

  • O americano foi internado na UTI do Hospital Universitário do Alabama para tratar as queimaduras de segundo e terceiro graus no pescoço, peito, mãos e ombro. Um médico de Huntsville, Benjamin Fail, disse que ele tem sorte de estar vivo. Ele presumiu que Wiley tenha levado um choque de 110 volts, e disse que 100 volts é suficiente para matar uma pessoa.

  • Ele faz um apelo

  • Segundo a Times, depois do acidente, Wiley sente-se na obrigação de alertar todas as pessoas sobre o perigo de se deixar aparelhos eletrônicos carregando na cama, como ele vinha fazendo durante tanto tempo. Ele disse, "Não vale a pena! Eu não gostaria que o que aconteceu comigo acontecesse ao meu pior inimigo".

  • Advertisement
  • No vídeo abaixo ele encena, em seu quarto, como tudo aconteceu

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.

Website: http://erikastrassburger.blogspot.com.br/

Americano quase morre eletrocutado após pegar no sono com o celular carregando

Você com certeza também já deixou o celular ao lado da cama. Veja o aviso que ele deixou.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr