As 4 mudanças no corpo da mulher na menopausa

Entender e lidar com as mudanças trazidas pela idade pode ser a diferença entre equilíbrio e depressão, adoecimento e qualidade de vida.

1,487 views   |   6 shares
  • Chegar à menopausa não é o fim de nada. Apenas uma mudança na vida. Antes a mulher podia ter filhos, agora isso mudou, já que, afinal, ela está na idade de ser avó e não de ser mãe mais. É justo e mais uma etapa da vida que como todas as outras tem ganhos e perdas.

  • O estigma de "coisa ruim" associado à menopausa, certamente vem do climatério, período que antecede a essa. No climatério, os desconfortos comuns a esse período como calores, inchaço, sudorese, dificuldades para dormir e depressão costumar ser vistos como um fim em si mesmo e não uma fase transitória que incomoda e demanda cuidados médicos.

  • Segundo Vera Moris, doutora em psicologia da PUC-SP, a menopausa encerra um ciclo e começa outro. "Algumas perdas serão enfrentadas e a mulher precisa estar pronta para isso. Se ela focar que terá descobertas interessantes, o ônus fica menor e ela não sofre tanto com os sintomas", afirma.

  • A psicóloga americana Sylvia Gearing tem procurado, através de pesquisas, ajudar mulheres a terem uma melhor visão deste período inevitável da vida. Segundo ela, existem vantagens, como por exemplo, menos estrogênio circulante, o que dá mais clareza de pensamento - (não necessariamente uma melhor memória), autocontrole e determinação. Para aqueles que sofrem com seus períodos menstruais é um alívio e bem-estar. Tempo livre para concentrar-se na própria vida, crescimento pessoal e realização de projetos engavetados. Além disso, é possível investir ainda mais na relação conjugal, já que não existe mais preocupação em engravidar, trazendo mais tranquilidade à vida sexual.

  • As queixas femininas mais comuns se concentram no aspecto físico, afinal, o corpo muda. Aqui estão as mudanças que se pode esperar nesse período:

  • Ganho de peso

  • Sim, é fato, o índice de gordura corporal (principalmente abdominal) aumenta e a musculatura diminui, pior ainda se a mulher é sedentária. A solução, claro, é atividade física. Exercícios aeróbicos em uma academia, caminhada ao ar livre ou passeios de bicicleta, aliados a uma dieta saudável, com menos carboidratos, contornam esse problema.

  • Advertisement
  • Diminuição ou aumento da libido

  • Com a baixa hormonal é comum um declínio da libido, no entanto, muitos profissionais de saúde acreditam que seja mais uma questão psicológica que física, devido ao envelhecimento, ganho de peso estarem associados à autoestima. Além disso, as alterações no humor podem ter certo peso sobre a libido. Porém, não é incomum algumas mulheres terem aumento da libido nessa fase, segundo estudos da Universidade do Texas.

  • Mudanças na pele/cabelos

  • Os cabelos ficam mais frágeis, brancos, finos e caem. Segundo a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni, "nessa fase da vida escolher xampu, condicionador e cremes de forma aleatória geralmente não supre todas as necessidades desses fios, são necessários produtos e cuidados específicos". Veja aqui dicas para cabelos brancos e charmosos.

  • A pele torna-se mais ressecada, fina e flácida, mais propensa a rugas devido à perda dos hormônios estrogênio e progesterona. Veja dicas de como cuidar da pele nessa fase.

  • Mudanças na psique

  • Quem está, esteve ou convive com mulheres na menopausa sabe que a depressão e a vulnerabilidade emocional são sintomas comuns nessa fase. Algumas apresentam maiores queixas, outras menos em relação ao humor e desejo de chorar, outras não apresentam qualquer alteração. Segundo o Dr. Drauzio Varela, "muito do que se fala a respeito desse tema não passa de mitos criados pelo ideário popular. Desde que convenientemente assistida, a mulher menopausada pode gozar de excelente qualidade de vida".

  • A menopausa deve ser encarada de maneira natural, assim como a menarca, a gravidez e outros períodos da vida feminina, primeiro porque ela é inevitável e informar-se ainda é o melhor caminho para passar por essa fase sem grandes frustrações. É importante ressaltar que nem todas as mulheres têm os sintomas (ondas de calor, insônia, depressão, diminuição do desejo sexual, ressecamento vaginal, doenças cardiovasculares entre outras). Caso tenha ainda, é possível ter boa qualidade de vida através dos tratamentos hormonais, acompanhamentos psicológicos, atividade física e dieta adequada, assim sendo, os sintomas irão se modificando até que se encontre um novo equilíbrio.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

As 4 mudanças no corpo da mulher na menopausa

Entender e lidar com as mudanças trazidas pela idade pode ser a diferença entre equilíbrio e depressão, adoecimento e qualidade de vida.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr