Dormir muito no final de semana não compensa noites maldormidas

Em dias muito atarefados, não deixe seu sono como último item da sua lista de prioridades.

480 views   |   7 shares
  • Vivemos em uma época em que os dias passam muito rápidos, todos estamos atarefados e o tempo parece diminuir cada vez mais. Às vezes, parece que precisamos de bem mais do que 24 horas em um dia, para que façamos tudo o que precisamos fazer. Como lidar com isso? Bem, para começar, precisamos estabelecer prioridades em nossas vidas. Quais são as coisas que precisam ser feitas com urgência? O que eu poderia delegar para outra pessoa? O que eu posso excluir da minha lista de afazeres?

  • Essas perguntas nos ajudam muito na hora de organizar nosso tempo, mas é preciso muito cuidado, não podemos descartar de nossa lista de afazeres coisas que são essenciais à nossa saúde física, emocional e mental. Um exemplo disto é deixar de preparar o próprio alimento - pois é necessário dedicar algum tempo para isso - e passar a comprar somente comida pronta e frequentar fast foods quase que rotineiramente. Outro exemplo, que inclusive é o que abordarei neste artigo, é prejudicar nosso sono em razão dos nossos afazeres.

  • Quando você começa a pensar "Puxa! Eu durmo 8 horas por dia, veja quantas coisas eu poderia estar fazendo se eu não estivesse dormindo!", tome cuidado e não se deixe enganar. Seu corpo e sua mente precisam descansar, ainda mais se você tem um dia cheio de tarefas.

  • O ideal é que dediquemos de sete a oito horas por dia para dormir. Sim, é preciso dedicar um tempo para este hábito saudável e essencial que deve ser uma prioridade em nossas vidas. E não pense que dormir horas e horas no final de semana compensa as noites maldormidas durante a semana, não pense nisso! Muitos jovens acreditam ser esta uma saída para "recuperar" o sono, quando, na verdade, estão se prejudicando ainda mais.

  • Estudos comprovam que períodos de sono irregulares afetam a atenção e a criatividade, prejudicando também a função cognitiva, que compreende a memória, percepção e outras funções executivas. Além disso, este hábito deteriora a saúde mental, causando crises de ansiedade e depressão.

  • A professora de design da Universidade de Baylor, Elise King, fala sobre o mito de que ideias criativas são mais propensas de ocorrerem durante a noite, sendo este o motivo de muitos estudantes "virarem" a madrugada. E como toda ação tem uma reação, ela ainda comenta que as consequências deste tipo de comportamento são ansiedade, depressão e outros problemas que afetam a saúde mental, salientando sobre o perigo de dirigir com o sono comprometido.

  • Advertisement
  • A Universidade de Baylor, que fica no Texas (EUA), realizou uma análise de padrões de sono de 28 estudantes de design de interiores, onde uma série de testes foram realizados. Ao final do estudo, Michael Scullin, diretor de neurociência e cognição do sono, pôde afirmar: "Quanto maior a variabilidade de sono durante a semana, pior a função cognitiva do participante".

  • Não deixe seu sono como último item na sua lista de prioridades, seu corpo precisa e merece descansar depois de um dia cheio de tarefas.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Fernanda de Borba é estudante de Administração de Empresas, recém-casada, apaixonada por observar, calcular e escrever.

Dormir muito no final de semana não compensa noites maldormidas

Em dias muito atarefados, não deixe seu sono como último item da sua lista de prioridades.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr