A vida real não poderia ser igual ao último capítulo das novelas da televisão?

Em praticamente todas as novelas da televisão, no seu último capítulo, tudo se resolve de forma mágica e maravilhosa! Por que a vida real não pode ser assim?

580 views   |   1 shares
  • Pode prestar atenção: Em praticamente todos os finais das novelas da televisão, no seu último capítulo, tudo se resolve de forma mágica e maravilhosa!

    1. Os que estavam "de mal" fazem as pazes, de forma surpreendente.

    2. O mocinho da novela se casa com a heroína, depois de vencer todos os obstáculos possíveis e imagináveis.

    3. Os bandidos e criminosos são todos presos ou mortos pelos "mocinhos".

    4. Os mistérios são todos revelados e os espectadores, que ficaram em suspense durante todos os 300 capítulos da novela, finalmente ficam sabendo de tudo:

  • Ficam sabendo, finalmente, por exemplo

    1. Quem é filho de quem;

    2. A mãe (ou o pai) finalmente encontra o filho perdido, depois de procurar por quase um ano (que é o tempo de uma novela que faz sucesso);

    3. Irmãos se encontram de forma miraculosa e se reconhecem depois de décadas separados;

    4. As joias roubadas, que tinham sido escondidas, são encontradas;

    5. Mistérios de assassinatos são todos desvendados, assim como os mais complicados enredos se "desembrulham", de forma surpreendente!

  • ... e todos vivem felizes para sempre!

  • Então, por que a vida real não pode ser assim como o final das novelas da televisão?

  • Em primeiro lugar, o "...viveram felizes para sempre" está colocado no FIM da história e não no começo e nem durante a novela. Se fizéssemos um paralelo com a vida real, então, o "...viver feliz para sempre" viria no fim da nossa vida mortal, e não durante a vida.

  • Um inspirado escritor disse certa vez que, quando nascemos, nós choramos e todos os que estão próximos a nós sorriem. Ele diz, então, que devemos viver de tal forma que, quando nós morrermos, todos chorem, só nós sorrimos.

  • A Bíblia, de forma surpreendente, diz explicitamente, em Eclesiastes 7:1 "Melhor é... o dia da morte do que o dia do nascimento." E o Pregador de Eclesiastes continua, no verso 2: "Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete; porque (na casa onde há luto) se vê o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração".

  • Por que o Pregador fala uma coisa tão estranha ao nosso entendimento mortal? Ele responde logo a seguir: "Melhor é a mágoa do que o riso, porque a tristeza do rosto torna melhor o coração." Em palavras mais simples: o sofrimento, as provações, os desafios pelos quais todos nós passamos em nossas vidas, no fim, se tornarão em benefício, servindo-nos de experiência e nos tornando mais sábios e capazes de dar valor para as coisas certas, e desprezar as coisas frívolas e supérfluas. Todas as dificuldades nos tornarão - se tivermos a atitude correta frente a elas - em melhores pessoas, mais caridosos, capazes de ver a beleza das pequenas coisas e gratos por todos os momentos felizes que, convenhamos, não são tão raros em nossa vida.

  • Advertisement
  • A vida não é igual a uma novela de televisão

  • Embora muitas vezes possamos ficar revoltados, a vida real é o que é, e é bem diferente das novelas de televisão: nas novelas parece que ninguém precisa trabalhar, as casas estão sempre arrumadas e limpas, quase todos têm carros do último tipo, todos estão sempre lindos, e as mulheres já acordam maquiadas! E ninguém tem bafo ao acordar... A vida real, conforme nós vamos descobrindo conforme formos amadurecendo, é cheia de trabalho, de doenças, de contratempos, de embates e decepções - mas também de momentos muito felizes, de alegrias contagiantes e de enorme aprendizado.

  • E a morte?

  • A morte, conforme foi bem dito por alguém certa vez, é o dia de formatura para ver em que nos tornamos. Para os que, como eu, acreditam numa vida eterna, a morte é só uma passagem para um lugar muito melhor, e o que aprendermos de bom nesta vida mortal, surgirá conosco na ressurreição.

  • Portanto, vivamos o melhor que pudermos, e nunca esqueçamos que a vida real é bem diferente do que vemos nas novelas, que têm muito de ilusão e de mentira.

  • A fantasia dos filmes e novelas são importantes como uma breve fuga da realidade, um tempo para desligarmos da vida real e entrarmos num mundo de sonhos, mas depois, devemos colocar os pés no chão de novo e, com fé, vivermos nossas vidas reais o melhor possível.

  • Vale a pena.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Casado, pai de três filhos e avô de quatro netos, estudei oratória e didática. Gosto muito de escrever. Profissionalmente, sou músico e tenho um Sebo Virtual, onde vivo com minha esposa e cercado de livros!

Website: http://blog.higinocultural.com

A vida real não poderia ser igual ao último capítulo das novelas da televisão?

Em praticamente todas as novelas da televisão, no seu último capítulo, tudo se resolve de forma mágica e maravilhosa! Por que a vida real não pode ser assim?
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr