8 mudanças de hábito diário que irão lhe ajudar a economizar

Em tempos de crise, não é tarde para mudar seus hábitos e começar a economizar.

2,560 views   |   25 shares
  • 1. Cozinhe, evite comer fora

  • Muitas pessoas têm o hábito de ir frequentemente a restaurantes e não sentem o "peso" na carteira, mas se você é uma destas pessoas e quer economizar, entenda que sair para comer é um gasto supérfluo e você pode e deve desfazer-se deste capricho. Cozinhe mais, faz bem para a mente, para a sua saúde e para o seu bolso também.

  • 2. Não desperdice alimentos

  • Desperdício é o grande inimigo da economia. Não prepare refeições em quantidades absurdas, prepare aquilo que é necessário para você e sua família. Tenha o hábito de comer tudo aquilo que você servir em seu prato, evitando ter de jogar fora aquilo que restou. E reaproveite na próxima refeição a comida que restou.

  • Esteja atento aos prazos de validade dos alimentos que você possui em sua casa, e dê prioridade àqueles que se aproximam de seu vencimento, a fim de que não acabem indo para o lixo junto com o dinheiro que você gastou na compra deles.

  • 3. Opte pela qualidade e economia

  • Quando você está muito focado em economizar dinheiro, pode acabar ocorrendo em sua mente que você deve sempre optar pelo mais barato. Mas não é bem assim. Você deve encontrar um equilíbrio entre economia e qualidade. Se o produto mais barato é de boa qualidade, comemore! Mas se não é, repense antes de adquirir, pois você pode acabar tendo problemas com a má qualidade e tendo outros gastos surpresas posteriormente referentes ao estrago que o produto ocasionou.

  • 4. Tenha objetivos

  • Ter metas ajudará você no processo de economizar. Você quer viajar, comprar um eletrodoméstico, carro, casa? Seja qual for seu objetivo, estabeleça-o. O fato de você vislumbrar o alcance àquele objetivo lhe dará forças para resistir às tentações de gastar mais do que deveria.

  • Além disso, tendo seus planos identificados, você poderá estipular qual sua meta de economia, sendo mais fácil de você assumir este compromisso.

  • 5. Pergunte-se

  • Na hora da compra, pergunte-se: isso é realmente necessário? Eu consigo viver sem este item? Eu poderia encontrar este mesmo produto em outro lugar por um preço menor? Eu quero adquirir este produto por vaidade ou por necessidade? Esses questionamentos podem lhe ajudar a decidir o que levar ou não para casa.

  • 6. Estabeleça limites de gastos

  • Eu particularmente tenho uma técnica que funciona extremamente bem. Nunca vou às compras sem saber o que quero comprar. Se eu for comprar uma calça, sairei da loja levando somente uma calça, e não uma blusa e um cardigã a mais porque estavam em promoção e "eu não podia perder" sendo que nem preciso destes itens no meu guarda-roupa. Além do mais, levo somente o dinheiro que gastarei com aquela calça, estipulando um limite máximo de valor da compra, o que evita ceder às tentações de levar um produto com preço elevado.

  • Advertisement
  • 7. Pague à vista, não faça dívidas

  • Se há uma palavra que deve nos causar horror, esta palavra é: parcela. Em vez de levar um produto parcelando seu valor em três vezes, que tal guardar aquele dinheiro durante três meses e adquiri-lo com o preço à vista e ainda conseguir aquele desconto amigo? Ademais, aquele produto será realmente seu, porque enquanto você estiver pagando, ele ainda será um pouquinho da loja também.

  • Em tempos de que a estabilidade nunca é garantida, não é inteligente fazer várias dívidas sem saber se daqui a alguns meses você ainda terá seu salário sobrepujando suas dívidas ou não. Claro, há alguns casos que não há como fugir das parcelas, como na compra de um carro ou casa.

  • 8. Anote seus gastos

  • Seja em um aplicativo de celular, aquele caderninho velho ou uma planilha no Excel, registre seus gastos, até mesmo aqueles mínimos, e analise-os ao findar o mês. Desta forma, você conseguirá visualizar quais seus maiores gastos e erros. Muitas pessoas não fazem a mínima ideia do quanto gastam mensalmente com alimentos e gasolina, e isso complica com qualquer planejamento. Conheça suas finanças, a partir daí você poderá melhorar o que está ruim e manter o que está funcionando bem.

  • Para que estes hábitos diários lhe ajudem a economizar, você precisa conhecer a sua realidade e estar consciente disso. Não há como você fazer planos fora de seu alcance, seja realista e responsável com suas finanças. Assuma o compromisso de mudar de vida e fugir de hábitos consumistas. Não adote a ideia de que você precisa de um celular de modelo atual, ou de alguma roupa da moda para ser feliz, você não precisa disso. Sua mente, sua alma, seu bolso, sua saúde e o nosso planeta agradecem.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Fernanda de Borba é estudante de Administração de Empresas, recém-casada, apaixonada por observar, calcular e escrever.

8 mudanças de hábito diário que irão lhe ajudar a economizar

Em tempos de crise, não é tarde para mudar seus hábitos e começar a economizar.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr