10 hábitos comuns que envenenam um relacionamento

Nem todo relacionamento pode sobreviver a estes dez hábitos destrutivos. Fique atento para que não aconteça no seu casamento.

12,172 views   |   33 shares
  • Um relacionamento não termina da noite para o dia se houver amor. O problema é que mesmo havendo amor, alguns terminam em médio ou longo prazo devido ao desgaste da relação por coisas pequenas e hábitos irritantes.

  • Fique atento a estes 10 hábitos que minam a relação e a envenenam, muitas vezes de maneira mortal, sem chances de reconciliação. Geralmente causam pequenas mágoas que vão se acumulando ao longo do tempo e acabam por romper os limites do aceitável. Para evitar que aconteça com seu relacionamento atual ou ainda futuro, aqui estão:

  • 10 hábitos comuns que mais envenenam um relacionamento (não necessariamente nessa ordem)

  • 1. Evitar as discussões

  • Logo ao primeiro sinal de que vai haver uma discussão, a pessoa levanta a voz, faz-se de brava e de vítima e sai, sem nem ao menos ouvir o parceiro. Ninguém aguenta isso muito tempo.

  • 2. Não ser assertivo/ não opinar

  • Quando a opinião é requisitada, o parceiro olha para cima, faz cara de indeciso, solta um "vixi" e diz não saber. Ou então diz: "o que você resolver, tá resolvido". Normalmente essa é uma atitude do tipo "não me comprometo", se der zebra, a escolha foi do outro.

  • 3. Silêncio

  • Nada pior para a relação que o tratamento do silêncio. Esta é uma tática agressiva que finge não ser. Geralmente quem a usa está exercendo controle ao invés de "tentando se acalmar" como sugere tal atitude. É o famoso "emburrar". Atitude infantil que em nada colabora para a solução dos problemas, mas certamente é um pé para fora da relação. É preciso criar novas estratégias para solucionar problemas.

  • 4. Fazer "barraco"

  • Esse é tão óbvio que talvez nem devesse estar na lista, mas é bom o barraqueiro saber que ninguém está interessado em seus problemas particulares, que tal atitude é feia, desagradável e deselegante. O velho ditado "roupa suja se lava em casa" é mais que válido quando se trata de relações amorosas.

  • 5. Contar tudo aos outros

  • Geralmente a parte ofendida tem a tendência de sair contando para os outros tudo o que acontece entre o casal até chegar no ponto das brigas e discussões. Se vocês já são adultos, não têm que "contar tudo para a sua mãe", sua amiga, seu pai ou seja quem for. Essa exposição, além de desnecessária, pode criar antipatias de seus familiares ou amigos para com seu cônjuge, o que poderá tornar a convivência ainda mais difícil. A menos que seja para buscar aconselhamento profissional ou religioso, ou um dos dois esteja sofrendo abuso, correndo riscos, não há necessidade de que os outros saibam o que acontece na relação.

  • Advertisement
  • 6. Contar mentirinhas

  • Uma mentirinha inocente gera uma desconfiança maléfica. Assim que seu parceiro souber que você conta mentirinhas inocentes, ele/ela começará a se perguntar em que mais você mente...

  • 7. Não pedir desculpas

  • Muitas pessoas se casam pensando ter encontrado a pessoa certa, mas depois percebem que seu primeiro nome é "sempre". Então acaba por conviver com alguém que nunca erra, que nunca ofende nem magoa ninguém e que, portanto, não precisa pedir desculpas. É o senhor ou senhora "sempre certo (a)". Ninguém consegue conviver por muito tempo com alguém assim.

  • 8. Manter tudo privado

  • Existem pessoas que prezam mais a sua privacidade que o companheiro. Não compartilham senhas, falam no telefone longe do parceiro, ou seja, são misteriosas. Alguma privacidade é até normal, mas não a ponto de abrir margem à desconfiança. O que o cônjuge sente é que existe uma parte do parceiro que é inacessível a si. Que ele/ela não está inteiro na relação. Uma relação pela metade é uma relação que se finda, geralmente em pouco tempo.

  • 9. Usar indevidamente o dinheiro

  • As questões financeiras são as maiores razões para o divórcio, segundo pesquisas. Seguidas atualmente por problemas de fidelidade em redes sociais. Um cônjuge que não sabe o valor do dinheiro pode destruir uma relação que de outra maneira poderia ser sólida e duradoura. Gastar demais, endividar-se ou ser mesquinho com o dinheiro, mostra imaturidade.

  • 10. Não se lembrar de datas importantes para o casal

  • Esse é um assunto controverso. Grande parte das pessoas não vê importância no fato do parceiro ou de si mesmo não lembrar datas, mas para muitos o fato de não lembrar de aniversários, datas importantes para o casal, tem relação com a importância que se tem na vida do outro. No entanto, segundo a psicóloga Tatiana Berta, esse é um hábito que pode ser desconstruído, desde que haja sensibilidade.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe o resultado com seus amigos...

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.

Website: http://tedandoumaideia.blogspot.com.br/

10 hábitos comuns que envenenam um relacionamento

Nem todo relacionamento pode sobreviver a estes dez hábitos destrutivos. Fique atento para que não aconteça no seu casamento.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr