7 coisas que todo homem deveria saber sobre sua mulher gestante

Gestar é uma transformação que deve ser levada com paciência e bom senso. Unidos, vocês são mais fortes ainda.

114,248 views   |   697 shares
  • Mulheres grávidas que ainda não descobriram o que vou dizer saibam que os maridos engravidam junto conosco. Eles passam os nove meses gestando o bebê assim como a gente. Se você estiver grávida no momento em que lê este artigo, certamente vai refutar essas afirmações, dizendo que ele não sofre com as alterações hormonais, físicas e psíquicas que nós temos. Poderá até dizer que, para ele, nada muda. Mas isso não é verdade. Ele engravida. E vou lhe dar razões para acreditar nisso:

    • Muitas vezes, ele não sabe o que fazer. Fica perdido diante de um simples pedido, como um copo com água: são os hormônios – os nossos.

    • Há dias em que ele chega mais tarde do trabalho e suas desculpas parecem sem sentido: são novamente os hormônios – os nossos.

    • Aos finais de semana, em especial naqueles em que combinamos de sair para comprar coisas para o bebê, ele diz estar exausto e precisar dormir até beeeem mais tarde: não são os hormônios; é a conta bancária – a dele.

    • Nos meses finais da gestação, quando o bebê chuta e assustamos, ele corre para buscar a mala da maternidade e pergunta se já está na hora: a famosa dor nas costas que ninguém mais aguenta – nas dele, nervosismo de pai novo.

    • Durante os meses de gestação, não foi só o bebê quem ganhou peso. Você notou um aumento da circunferência abdominal de mais alguém na família? Certo cansaço extra? Mudança de humor? Pavio curto? Depois ele vai dizer que são os hormônios – os seus.

  • Futuros papais, agora que os defendi, creio que preciso dizer também que nós gestantes sofremos com algumas omissões de vocês. Então, seguem sete pequenas dicas que servem para qualquer casal que espera um bebê:

    1. A gestante não tem a mínima ideia de como estará seu humor dali a cinco, dez ou quinze minutos. Não adianta perguntar. Tenha paciência e compreenda que tudo em seu corpo está diferente. Ela precisa de seu apoio e não de uma bola de cristal.

    2. Não fuja. Fique ao lado dela o tempo todo, a menos que sua esposa peça para que você saia. Isso não significa que ela não te ama mais ou que ela quer o divórcio. São os hormônios! Quando você menos esperar, tudo muda. Infelizmente, parece que você está vivendo com várias mulheres em uma, mas é mais ou menos isso mesmo até o bebê nascer. Acalme-se.

    3. Sair com os amigos toda noite, nem pensar. Trabalhar até tarde sem necessidade, nem pensar. Encher a casa de gente só para não ter que conversar com sua esposa, nem pensar. Gestação não deve ser sinônimo de afastamento do casal. O Godzilla que vive em sua esposa haverá de pegar no sono depois do parto.

    4. Grávidas têm fome, muita fome. Nós temos fome de coisas estranhas, em horários esquisitos e pedimos aos que estão mais próximos para irem buscar: nossos maridos. Não vamos telefonar para nossos pais que vivem a 300 km de nós e pedir uma jaca às 3h da madrugada, pois sabemos que não irão chegar rapidamente. O marido conseguirá ser ágil e está disposto a fazer isso por que nos ama. Simples assim. Respire fundo e procure a jaca.

    5. Gestantes choram e riem ao mesmo tempo. Isso não é sinal de insanidade. Mais uma vez são os hormônios. Se você tem dificuldade para entender porque falamos tanto em hormônios e quem são esses algozes, converse com o obstetra, com amigos médicos e pesquise artigos científicos sobre gestação. As coisas ficam bem mais claras e nós deixamos de parecer loucas aos olhos de vocês.

    6. Há mulheres que perdem o interesse sexual e outras que o veem aumentar. Você não é o responsável nem pelo primeiro caso nem pelo segundo. A gravidez é. E isso varia de mulher para mulher e de gestação para gestação. Portanto, não se sinta menosprezado se o interesse diminuir, pois ele voltará ao normal depois da dieta pós-parto; mas também não ache que a atividade sexual continuará ótima para sempre se neste momento o desejo estiver aumentado.

    7. Mulheres grávidas não estão doentes. A gravidez é uma maravilhosa bênção que Deus nos proporcionou. Exceto por alguns problemas que determinadas mulheres podem vir a ter e que causam uma gravidez de risco, gestar é normal e podemos fazer tudo o que alguém que não está grávida faz. Portanto, não precisamos ser tratadas como se estivéssemos convalescendo de uma grave doença.

  • Advertisement
  • Muito provavelmente haja outras coisas que você gostaria de falar ao seu cônjuge durante esta gestação. Aproveite a deixa!

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Fernanda Trida é jornalista, médica veterinária, dona de casa, esposa, mãe de Marcela, com três anos, e de João, com um ano de idade.

7 coisas que todo homem deveria saber sobre sua mulher gestante

Gestar é uma transformação que deve ser levada com paciência e bom senso. Unidos, vocês são mais fortes ainda.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr