Crescimento Pessoal: A verdadeira compaixão

Importante refletir sobre o que seja a compaixão e como desenvolvê-la na própria vida, analisando igualmente os seus benefícios.

1,054 views   |   1 shares
  • Na doutrina budista, a compaixão é a pedra fundamental dos ensinamentos de Buda. Numa frase, Dalai Lama, líder espiritual do Budismo Tibetano, afirma que: "A compaixão tem pouco valor se permanece uma ideia; ela deve tornar-se nossa atitude em relação aos outros, refletida em todos os nossos pensamentos e ações". Independente de religião é sempre interessante refletir que palavras não ecoam no vazio de atitudes, assim como a compaixão não surte qualquer efeito sem que se manifeste genuinamente em nossas ações cotidianas.

  • Compaixão e pena

  • É importante que, logo de início façamos a diferenciação entre pena e compaixão. A pena é um sentimento que inferioriza as pessoas, por isso é comum que elas não desejem que ninguém se penalize por elas. Isso porque a percepção de quem sente pena é de cima para baixo, ou seja, pena pressupõe que o outro é incapaz de reagir, de conseguir erguer-se por si só. A compaixão pressupõe uma atitude totalmente diferente; para ter compaixão é imprescindível ser empático, o que significa olhar a pessoa de forma nivelada ou lado a lado. Dessa forma a compaixão aproxima e eleva as pessoas.

  • Compaixão e empatia

  • A empatia produz o senso de preocupação pelo outro; é a noção clara de que todos os seres têm exatamente o mesmo direito à felicidade. Mais do que isso, a empatia promove o desejo que todos sejam felizes e é essa compreensão que nos faz sentir compaixão. Entretanto, ao reconhecermos que todos nós podemos agir a favor de nossa própria felicidade não rebaixamos o alvo de nossos sentimentos, pois sentimos a sua dor sem, contudo, carregá-lo ou fazer por ele o que lhe compete. Pela empatia sentimos e compreendemos o sentimento alheio, incentivando seu fortalecimento e trabalho próprio para a superação.

  • Compaixão e apego

  • Segundo publicação: "...outro aspecto que costuma ser confundido com compaixão é a sensação de proximidade, de ligação que temos com amigos e parentes. Mas isso não é compaixão verdadeira, porque esse sentimento está ligado ao apego". A compaixão verdadeira não se restringe às pessoas de nosso convívio, parentesco ou qualquer outra coisa, ao contrário, a compaixão é um sentimento que se universaliza; quem sente compaixão tem naturalmente esse sentimento por qualquer pessoa. Equivale dizer que quem desenvolve a compaixão tem esse sentimento de forma plena e ampla, sem fronteiras ou qualquer distinção porque reconhece no outro um semelhante seu.

  • Advertisement
  • Benefícios da compaixão

  • Em matéria para o blog o autor Walter Sarmento escreveu: "Nos últimos anos, houve muitos estudos que corroboram a ideia de que o desenvolvimento da compaixão e do altruísmo tem um impacto positivo sobre nossa saúde física e emocional". Pessoas compassivas têm maior facilidade de lidar com seus próprios problemas porque não se fixam neles tornando-os maiores, pelo simples fato que percebem e reconhecem os problemas alheios. São pessoas mais calmas e agem com discernimento diante de situações adversas e isso tem, certamente, por consequência, maior equilíbrio emocional e físico. Desenvolver a compaixão promove a transformação dos sentimentos e das ações, fazendo da pessoa compassiva o principal beneficiado.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Crescimento Pessoal: A verdadeira compaixão

Importante refletir sobre o que seja a compaixão e como desenvolvê-la na própria vida, analisando igualmente os seus benefícios.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr