Não deixe que o ciúme destrua seu lar

Ciúme parece ser um inferno portátil que lhe consome dia a dia. Quer saber como vencê-lo Aqui a solução.

18,964 views   |   76 shares
  • Homens e mulheres convivem diariamente com o sentimento negativo e destrutivo do ciúme, mas, o que é ciúme? Ele é válido se for fundamentado? É normal sentir ciúme? Pois bem, o ciúme é gerado pela falta de confiança em si mesmo ou no cônjuge e se origina da necessidade de possessão do mesmo.

  • "É que você é minha" (ou vice-versa) é uma frase comum em casais de namorados, que no começo do relacionamento soa como uma doce melodia, mas que agregadas a comportamentos agressivos e de controle excessivo podem chegar a ser intolerantes e asfixiantes com o passar do tempo.

  • Ciúme é um sentimento destrutivo que em maior ou menor grau conseguem desestabilizar tanto a pessoa que sofre dele quanto seu cônjuge. Em casos extremos, há quem deixa de viver sua própria vida, para dedicar todo seu tempo e energia vigiando o outro; chega ao extremo de não comer, nem dormir tranquilamente, obcecado com isso. As pessoas que têm ciúmes se sentem ameaçadas por qualquer pessoa que se acerca de seu cônjuge. Espionam seu celular, sua carteira, ou seu computador, sempre procurando alguma evidência que confirme que eles estão sendo enganados; com fundamento ou não, a pessoa que sofre de ciúme mórbido, pode chegar inclusive a reagir violentamente com a pessoa que ama, podendo cair em reclamações permanentes, deixando aos poucos seu parceiro sem saída.

  • Se você se identifica com algum dos sintomas mencionados ou talvez tenha outros sintomas que não lhe permitam viver em paz, aceite que você tem um problema e que é possível que você precise de ajuda terapêutica, mas por enquanto, não deixe de ler este guia simples:

  • Entenda que o ciúme é um sentimento que é gerado em você

  • Produto de sua insegurança, por isso você deve, antes de mais nada, fortalecer a confiança e fé em si mesmo. Reconheça que você é tão valioso quanto os outros seres humanos, que você tem muito a oferecer como pessoa, que você não vale menos do que ninguém, você é excepcionalmente diferente, como todos somos, e que isso é o que nos torna únicos e especiais.

  • Seja racional

  • Sempre que você sentir-se atacado por esse sentimento de insegurança, tente ser o mais racional que puder, não se deixe levar pela emoção.

  • Converse sobre isso com seu cônjuge

  • Quando existe amor verdadeiro, o outro saberá lhe entender e acompanhar na difícil - porém não impossível - tarefa de encarar e superar este sentimento.

  • Aprenda a dominar-se

  • Quando você se pegar olhando os pertences de seu cônjuge, pare imediatamente. Ele tem direito à privacidade, e você deve confiar nele. Essa é uma lei básica dos relacionamentos. Sem confiança, simplesmente não pode haver um relacionamento. A menos que haja evidências sólidas de traição real, o que vocês terão que enfrentar de maneira diferente. Mas esse "espionar" o cônjuge é um dos comportamentos que mais chateia e desespera o outro, não tanto por ser surpreendido em algo, mas pela sua falta de confiança.

  • Advertisement
  • Entenda que seu cônjuge é um ser social

  • Tem direito a ter família, amigos, colegas de trabalho, não se sinta ameaçado por isso, é preciso que respeite seu espaço e que você desfrute do seu.

  • Preencha sua vida com emoção

  • Descubra sua paixão, faça o que você gosta, encontre o seu sentido na vida, estabeleça suas próprias metas. Você precisa viver sua própria vida!

  • Cultive sua autoestima

  • Ame-se, cuide-se, mude o que você não gosta em si mesmo e que pode ser mudado e aceite com amor e paciência o que não puder mudar.

  • Ame sem dependência

  • A dependência emocional é talvez um dos caminhos certos - e dolorosos - para o sofrimento e a solidão. Quem faz de seu cônjuge o centro de sua vida e acha que só ele pode lhe proporcionar felicidade, está condenado a um sofrimento inevitável.

  • Sempre olhe para seu cônjuge em sua dimensão de ser humano que ele é

  • Com defeitos e virtudes, aprenda a ser feliz consigo mesmo, viva sua vida, estabeleça seus próprios ideais, e não idealize seu cônjuge em excesso.

  • Enfim, ame sem medo: o medo é um sentimento que lhe incapacita. Não lhe deixa viver, e mantém você tenso e inseguro, por isso você deve encará-lo e vencê-lo. Como? Viva sua vida sem medo de abandono, apenas se concentre em suas atividades diárias, em ser feliz e em fazer seu cônjuge feliz.

  • Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original No permitas que los celos destruyan tu hogar. de Diana Patricia Cantor Martinez.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe agora...

Hay un momento de la vida en que descubrimos que necesitamos un cambio para poder avanzar y crecer reconoce el momento y no pierdas la oportunidad.

Website: http://elartedeamaryolvidar.blogspot.com/

Não deixe que o ciúme destrua seu lar

Ciúme parece ser um inferno portátil que lhe consome dia a dia. Quer saber como vencê-lo Aqui a solução.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr