6 passos para ajudar um membro da família que tem AIDS

Como compreender alguém com AIDS na família. Ajudando um membro da família com AIDS. 6 dicas para lidar com AIDS em alguém que se ama.

360 views   |   shares
  • Se buscarmos conhecer do que se trata a AIDS, poderemos conviver tranquilamente com quem a possui e ajudar no processo de manutenção da vida e saúde da pessoa que porta essa falta de imunidade, isso inclui:

  • Conscientização

  • o apoio familiar é muito importante, principalmente no dia da consulta. Um abraço, um carinho faz com que a pessoa com a doença sinta que aquele momento difícil se torne, ao menos, tranquilizador e que ela não está sozinha. Para o portador da doença é uma angústia do desconhecido, de não saber como será a vida e se suportará o que nem ao certo sabe. Refiro-me aos efeitos do coquetel de medicamentos, do simples fato de tomá-lo, das náuseas e dores estomacais que em alguns casos são frequentes. O emocional entra em situação de estresse contínuo.

  • Tratamento

  • verificar junto ao Posto de Saúde sobre aquisição dos remédios, bem como as datas de futuros exames e os horários dos medicamentos. No caso do quadro de saúde se agravar, o que deve ser feito, como exemplo a internação e atendimento emergencial.

  • Higiene

  • essa é uma questão importante, tirar todas as dúvidas com o médico sobre o contágio e alguns cuidados que devem ser tomados para que a saúde não piore, pois estamos nos referindo a alguém sem imunidade, que necessita ser protegido constantemente. Aqueles que possuem imunidade já passam por problemas de saúde se não há uma higiene adequada, imagine quem não tem essa imunidade, um simples resfriado torna-se um perigo. Por isso é importante proteger a saúde da pessoa infectada, cuidando para que ela não seja contaminada por outras pessoas.

  • Dieta com suplementos

  • é vital quando a imunidade não existe ou é baixa, para assim aumentar a qualidade do bem-estar e da vida do paciente. É importante a pessoa sentir-se bem consigo mesma e com os outros, mesmo nessa situação em que esteja mais frágil e necessita de mais cuidados e atenção.

  • Demonstrar sentimento

  • também é necessário lembrar que quem tem falta de imunidade é o paciente e não os demais, ele não deve ser maltratado como se fosse intocável, pode-se abraçar e beijar, é claro que para as intimidades deve-se falar com o médico para saber como agir nessas circunstâncias.

  • Discrição

  • e não descrição, referente ao quadro de saúde do membro da família para outras pessoas. É bom lembrar que isso é algo particular e que nem todos terão compreensão. Evite que a pessoa seja exposta a comentários maldosos e que agridam sua moral e sua autoestima.

  • Advertisement
  • Conhecer a respeito da doença e dos cuidados que devemos ter é útil para que o paciente possa ter uma qualidade de vida maior e para ser mais feliz. Assim também ajudamos para que ele possa sentir-se amado e valorizado e jamais desprezado ou julgado, afinal toda doença debilita o ser humano. Sabemos ainda que são necessários cuidados maiores e atenção redobrada para com o paciente. Sem dúvida o amor da família, a compreensão, o companheirismo, o demonstrar carinho e compaixão fará com que dias melhores sejam constantes na vida de alguém que perdeu esperança.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Izabel Torquato é graduada em Comércio Exterior e Processamento de Dados pela UFPR- CEFET e mora em Curitiba, Paraná.

6 passos para ajudar um membro da família que tem AIDS

Como compreender alguém com AIDS na família. Ajudando um membro da família com AIDS. 6 dicas para lidar com AIDS em alguém que se ama.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr