5 considerações básicas a levar em conta na hora de escolher uma profissão

Aprenda 5 coisas básicas a saber para escolher uma profissão.

1,827 views   |   4 shares
  • O momento da escolha de qual profissão seguir é sempre complicado, não raramente, é repleto de estresse, pressões e incertezas.

  • Os conflitos e ansiedade do jovem à época do vestibular não atingem apenas o jovem, mas também sua família. Os pais acabam pressionando para que o jovem se decida imediatamente, ou ainda, para que decida por determinada profissão. Nesse ambiente a tomada de decisão fica comprometida e fazer uma escolha errada se torna mais fácil.

  • Especialistas afirmam que muitas dúvidas dos jovens com relação à faculdade e sobre qual curso escolher seriam evitadas se cumprissem o papel de orientá-los; como resultado o jovem precisa buscar outros meios para aprender a construir uma certa autonomia, a evoluir e buscar alternativas.

  • Segue algumas dicas sobre como fazer a melhor escolha:

  • 1. Ter em mente que vocação não existe

  • exatamente isso, o jovem precisa saber que vocação não existe. Ninguém nasce para exercer determinada profissão. O que existe são habilidades e talentos que foram mais ou menos desenvolvidos durante a vida, mas tudo pode ser aprendido ou aprimorado. Segundo a psicóloga Dulce Helena Penna Soares, orientadora profissional, "o fato do mundo estar em constante mudança e das profissões estarem cada vez mais mescladas umas com as outras fez com que essa ideia antiga de vocação não seja mais válida". (Revista Psique, n. 59, p. 51)

  • 2. Melhorar o ambiente

  • para que a tomada de decisão possa acontecer de modo tranquilo e da forma mais objetiva e clara possível. O jovem deve conversar com seus pais e expor suas dificuldades quanto à escolha da profissão. Deve ser uma conversa franca e o mais honesta possível. Se os pais estiverem pressionando, o jovem deve falar isso. Muitas vezes os pais não percebem que estão prejudicando ao invés de ajudar.

  • 3. Fazer uma lista das áreas de interesses

  • com o ambiente tranquilo, chega a hora do jovem listar quais são suas áreas de interesse, o que ele se imagina fazendo. Muitos dos nossos hobbies podem se tornar profissões. Uma coisa é imprescindível, a profissão escolhida deve fazer parte dos interesses do jovem.

  • 4. Fazer uma lista das possíveis profissões

  • usando a técnica do "Brainstorming", a pessoa lista todas as ideias de profissões que lhe vierem à mente, e depois faz uma comparação com sua lista de interesses e exclui as que não lhe agradam. Dessa forma o jovem terá uma lista com as profissões que possivelmente se encaixam em seu perfil.

  • Advertisement
  • 5. Fazer uma pesquisa avançada

  • de posse dessa lista com as profissões que lhe interessam o jovem deve se empenhar em uma pesquisa avançada sobre cada uma dessas profissões; deve buscar informações sobre o mercado de trabalho, possíveis nichos de atuação, faculdades que oferecem o curso correspondente, média de salário e pessoas que são especialistas. Essa pesquisa pode ser feita através da internet, mas para aprofundar ainda mais o ideal seria entrevistar pessoas que atuam na área. Com todas as informações reunidas o jovem forma um portfólio de cada possível profissão.

  • Com essas dicas o jovem terá maiores condições de escolher qual profissão seguir de forma consciente. Tomar uma decisão nunca é uma tarefa fácil, toda decisão envolve abrir mão de outras opções, mas se o jovem tiver o apoio familiar e um ambiente favorável poderá escolher com melhores chances de sucesso.

  • É importante salientar que, ainda que a escolha seja feita de forma consciente e em um ambiente favorável, o jovem ainda pode mudar de ideia e escolher outro curso, mesmo após ter começado a faculdade. Nesse caso, os pais precisarão dar apoio e compreender que, assim como o mundo está em constante mudança, as pessoas também mudam.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Taís Bonilha da Silva, estudante de Psicologia, atua na área da Saúde Mental. Participa do Programa de Monitoria na Universidade na disciplina de Análise do Comportamento. Esposa e mãe de 2 filhos.

5 considerações básicas a levar em conta na hora de escolher uma profissão

Aprenda 5 coisas básicas a saber para escolher uma profissão.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr