Como parar de se fazer de vítima

É importante refletir sobre o quanto o papel de vítima pode prejudicar a vida das pessoas e o que pode ser feito para sair desse papel.

15,994 views   |   107 shares
  • Colocar-se no papel de vítima é sempre muito destrutivo, representando uma mentalidade distorcida formada por pensamentos sombrios e negativos. Quem se sente vítima acredita que a vida é injusta, que não tem sorte e nunca é bem sucedido por circunstâncias externas que não consegue definir bem e, pior, está sempre responsabilizando os outros e até Deus por seus infortúnios. Alguns ainda atribuem seu fracasso a si mesmo, mas não se dispõem ao acerto por se considerarem incapazes disso.

  • Afirmações negativas

  • Pessoas assim costumam afirmar em pensamentos e palavras algo do tipo: “Deus está sempre contra mim” ou "Pobre de mim" ou “Tudo dá errado para mim” ou “Só a mim me acontecem estas coisas” ou, ainda, “Ninguém gosta de mim”. Essas afirmações prejudicam a pessoa nas várias áreas da sua vida, assim, caso você identifique essa tendência em você melhor se livrar disso rapidamente.

  • Acredite em mudanças

  • É preciso que você olhe a sua volta com desprendimento e perceba que as mudanças acontecem a cada momento, mas é preciso que você as direcione para a sua vida. Lembrando a frase de Ayrton Senna "Quando você não está feliz é preciso ser forte para mudar, resistir a tentação do retorno. O fraco não vai a lugar nenhum". Invista na sua autoestima, procurando agir de acordo com o que considera admirável; busque desenvolver a autoconfiança e não demore a procurar ajuda profissional caso perceba dificuldades de agir assim sozinho. O importante é que você busque a sua fortaleza interior, que encontre caminhos que o levem a crer em suas potencialidades e em um poder superior que o sustente e auxilie.

  • Afirmações positivas

  • Toda mudança se inicia no pensamento e, portanto, suas afirmações precisam ser a primeira coisa a se transformar. Troque pensamentos negativos por positivos sempre que eles ocorram em sua mente. Suas afirmações devem ser do tipo: "Eu posso" ou "Sou uma pessoa abençoada" ou "Deus me ama" ou "Sou especial e grata à vida". A mente, dessa forma, harmoniza-se e entra em sintonia com vibrações capazes de atrair coisas boas. Quando você se permite perceber isso se sente mais autoconfiante e instigado a assumir o seu papel de gestor da própria vida.

  • Gratidão

  • Pessoas gratas jamais se sentem vítimas, pois reconhecem e valorizam o que é bom em suas vidas, optando pelo otimismo e boa disposição. A gratidão é um passo importante para a superação da mentalidade de vítima, pois, coloca a pessoa em situação ativa na própria vida. Quem é grato sempre atrai bons pensamentos e, consequentemente, boas ações. A gratidão muda as lentes de quem se vê vítima e proporciona um novo olhar para si mesmo e para a própria vida.

  • Advertisement
  • Assuma suas responsabilidades

  • Todos têm dificuldades e passam por momentos difíceis, você nem é o único e nem o que mais sofre, mas ao atribuir isso à má sorte ou aos outros só consegue piorar tudo. No entanto, assumindo as responsabilidades por dar a sua vida a direção que deseja, tornar-se-á muito mais forte e resoluto. Assim, tome o leme de sua vida e busque o que deseja com dedicação, empenho e fé.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Como parar de se fazer de vítima

É importante refletir sobre o quanto o papel de vítima pode prejudicar a vida das pessoas e o que pode ser feito para sair desse papel.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr