Você tem "outros deuses" em seu casamento?

Um dos dez mandamentos que o Senhor deu a Moisés foi: "Não terás outros deuses diante de mim". Você já pensou no que significa este mandamento e como afeta seu casamento?

638 views   |   shares
  • Eu cresci em uma família cristã, então eu sabia os dez mandamentos desde pequeno. Mas em minha mente de criança eu não os entendia completamente. Quanto aos dez mandamentos, o de não ter outros deuses, nunca suspeitei que eu pudesse quebrá-lo, porque eu não podia sequer imaginar eu me curvando a qualquer outro deus, senão o meu, mas recentemente eu ouvi Dallin H. Oaks, que além de ser um erudito em leis, é um líder religioso e um grande defensor da família como instituição. Ele falou em um sentido mais amplo sobre este mandamento, indicando que colocar certas prioridades antes de Deus, é uma maneira de quebrar essa lei. Estes são exemplos que ele deu:

  • 1. Tradições culturais e familiares

  • 2. Aspirações profissionais

  • 3. Bens materiais

  • 4. Atividades recreativas

  • Além do tema interessante e análise interna que causou em mim, me fez pensar nas prioridades em minha vida e quais merecem mais tempo e esforço de nossa parte. Concluí que para ter uma vida feliz e plena, esta deve ser centrada no casamento e que ele deve ser de qualidade. Eu continuei pensando, e cheguei à conclusão de que os mesmos aspectos que Oaks nos indicou a tomarmos cuidado para não ofender a Deus, também podem ser aplicados para fortalecer o relacionamento conjugal. A seguir está minha análise:

  • 1. Tradições culturais e familiares

  • A família e a cultura influenciam nossas ações. Todos temos certos costumes que aprendemos tanto no lar quanto na sociedade. No entanto, nem tudo o que existe ao nosso redor é o melhor para nossa nova família. Tenha em mente que seu parceiro também traz consigo um código de conduta baseado no que ele viu e aprendeu em sua vida. Podem existir tradições que pareçam impróprias para seu cônjuge mesmo que sejam naturais e aceitáveis para você.

  • Aprendam a comunicar-se com sinceridade, a explicar motivos sem ofender e estabelecer quais serão os costumes que desejam adotar em sua nova família. Com certeza haverá coisas boas de ambos os lados que acabarão enriquecendo e melhorando o ambiente familiar para a nova geração.

  • 2. Aspirações profissionais

  • . Sempre é bom estabelecer nossas prioridades e o propósito do que estamos fazendo. Obter um grau acadêmico superior é algo desejável e poderá ajudá-los a obter um melhor emprego e assim melhorar o estilo de vida de sua família. Se for esse o seu propósito, não o perca de vista. Uma mudança de perspectiva, por menor que seja, pode fazer com que você acabe sacrificando sua família apenas para completar os estudos. Tenho um amigo que em seu esforço para obter um mestrado, negligenciou sua família, e esta se ressentiu de tal maneira que os levou ao divórcio. O mesmo acontece com o trabalho: não seja mais dedicado ao seu chefe do que à sua esposa. Ele não irá agradecer, pelo menos não da mesma maneira que uma esposa feliz pode.

  • Advertisement
  • 3. Bens materiais

  • Quanto mais coisas você tiver, mais tempo e esforço vai ser requerido de você para cuidá-las e mantê-las. Você vai ver que pode alcançar a felicidade plena vivendo com simplicidade e frugalidade. O mundo de hoje nos instiga a correr para comprar e comprar mais, e isto não tem fim. Sempre terá algo novo, mais rápido ou maior que vamos querer comprar. Os bens materiais não irão lhe satisfazer nunca e não podem substituir um momento de silêncio entre você e seu cônjuge lendo juntos um livro, ou conversando sobre coisas da vida, ou simplesmente se abraçando em silêncio.

  • 4. Atividades recreativas

  • Muitas atividades recreativas, especialmente se forem sem seu cônjuge, lhe roubarão um tempo precioso em seu lar. Certifique-se de que suas atividades recreativas sejam adequadas para toda a família e que você possa sempre convidar seu cônjuge para fazê-la com você. Podem planejar sair com outros casais para jantar, ou ir a um show, museu, ou se reunirem na casa de alguém para conversarem e jogarem. Um tempo de recreação fora das paredes de sua própria casa, e sem o estresse que isso pode causar, irá revitalizar seu relacionamento e manter fortes laços de amizade entre vocês. Também irá ajudá-los a conservar harmonia, boa comunicação e respeito quando vir seu cônjuge se vestir para sair e interagir com a sociedade. Se suas relações íntimas não então onde você queria, aproveite este tipo de atividade para voltar a deixar seu cônjuge apaixonado.

  • Seu cônjuge pode ser como um "deus ciumento" que requer sua atenção e devoção e acredito que ele a merece e que vale a pena. Se o relacionamento conjugal vai bem, você verá que todos os outros aspectos da vida ganham um tom mais alegre e nenhum desafio parece insuperável. É uma questão de prioridades. Dedique-se a amar o seu cônjuge com todo seu coração, alma, mente e força, ele vai fazer o mesmo por você.

  • Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original ¿Tienes "dioses ajenos" en tu matrimonio?, de Amiel Coco.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe em um segundo!

Amiel Cocco Verbauwen é Editor Chefe e Gerente Geral do site Familias.com. Possue licenciatura em Marketing e Comunicações pela Universidade Brigham Young, e também formou-se como Professor de Piano pelo Conservatorio Ibero-Americano Rossini. Mora atualmente em Buenos Aires, Argentina com sua esposa e duas filhas.

Você tem "outros deuses" em seu casamento?

Um dos dez mandamentos que o Senhor deu a Moisés foi: "Não terás outros deuses diante de mim". Você já pensou no que significa este mandamento e como afeta seu casamento?
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr