4 verdades que ninguém lhe contou sobre casamento

Você acha que sexo bom, dinheiro no banco e fidelidade são as coisas mais importantes para um casamento? Então você está bem MAL-informado.

618,426 views   |   836 shares
  • A maioria das pessoas sabe que a vida não é um conto de fadas, e está ciente que para um casamento ser bem sucedido, tanto marido quanto esposa precisam fazer sua parte.

    Mas, aqueles de nós que estão casados ou já passaram por isso sabem que, embora o casamento não seja um bicho de sete cabeças, também não é absolutamente para os desavisados ou despreparados. Queremos acreditar que o amor pode superar tudo, e realmente pode, mas geralmente são as coisas menos românticas de um casamento que nos ensinam mais sobre nós mesmos, sobre o outro, e o que realmente é o amor.

    Então, aqui estão 4 verdades reais que não estão nos livros de contos de fadas que você deve estar ciente para que possa ser mais feliz. Desta forma saberá o que esperar e o que fazer para viver um casamento de verdade:

  • 1. Casamento é um convênio de fidelidade e comprometimento

    Quando jovens, achamos que se encontrarmos a pessoa certa, seremos felizes para sempre. Um dia despertamos do sonho e vemos que, por mais que amemos aquela pessoa e ela seja fantástica, ela não nos faz feliz em todos os momentos todos os dias. Aí você olha para aquela pessoa e pensa: “Então é isso? Só isso?”

    Realidade: Sim é. E é absolutamente isso que você aceitou no altar. Você já passou as fases da conquista, da preparação para a cerimônia, do deslumbre da recepção. Geralmente quando se ouve “na alegria e na tristeza, na saúde e na doença”, pensa-se logo em uma grande tragédia. Mas, na verdade, são os pequenos momentos não tão perfeitos do dia a dia que requerem um entendimento maior da fidelidade e comprometimento entre ambos. Se você não estiver preparado para isso e alimentar decepções, frustrações e momentos de solidão, você não aprenderá que o casamento não é o destino, mas uma viagem que pode trazer tristezas ou alegrias, saúde ou doenças, igualmente.

    O que fazer: O casamento é a base da família. Um casamento bem sucedido forma pais e mães engajados em ensinar seus filhos por exemplo, inclusive a como trabalhar os problemas da vida. Tire a palavra divórcio de seu dicionário. Tenha paciência, busque a ajuda divina e, juntos, vocês poderão experimentar e aprender que a realidade do casamento traz mais felicidade que qualquer conto de fadas. Pode ser difícil e frustrante às vezes, mas repleto de força, encantamento real e amor em progresso. Há muitas pessoas certas. Não existe somente uma alma gêmea. O que existe são casais que sabem trabalhar as diferenças e semelhanças a seu favor.

  • 2. Casamento de sucesso não precisa ter sexo todos os dias

    Há homens mais atraentes que o marido, assim como mulheres que admiram seu marido de cima abaixo e você sabe disso. Um período sem sexo deixa alguns cônjuges preocupados. Alguns homens não conseguem resistir às investidas de outras mulheres assim como muitas mulheres sentem-se na obrigação de ter uma relação sem qualquer ânimo para ‘segurar’ o marido, ou vice-versa.

    Realidade: As mulheres não precisam de relações íntimas todos os dias nem mesmo os homens. Períodos assim são comuns e normais. Alguns pensam que isso só acontece no período de gravidez e pós-parto ou mesmo em caso de doença, mas muitas vezes sem motivo nenhum também acontece, e isso não significa que a chama tenha se apagado e que nunca mais você terá sexo na vida, a ponto de correr procurar outra pessoa e colocar tudo a perder. Significa apenas que talvez, esta semana, dormir é mais necessário. Não acredite em todas as estatísticas que dizem que ‘casais felizes fazem sexo 3 vezes por semana’, pois a realidade é bem diferente.

    O que fazer: Tente focar em seu ritmo e no do cônjuge. Consulte um médico. Há problemas hormonais? Outros problemas de saúde? O desejo ou a libido estão em baixa? Há algum problema entre vocês mal resolvido? Depressão? Você precisam descobrir a raiz do problema. Se não existirem maiores problemas que proíbam o relacionamento sexual saudável entre o casal, o segredo é, se você não tiver relações sexuais completas com a mesma frequência de antes, tenha certeza que o carinho está presente de alguma forma, que estão sempre próximos, seja em forma de beijos, abraços, toques, massagens, conversas, passar o tempo juntos e criar momentos românticos. Dê atenção, olhe nos olhos, vá com calma. Divirtam-se juntos. A vida acontece e há muitas formas de manter a chama acesa, além de ambos terem consciência que o sexo também precisa evoluir na qualidade proporcional ao amor. Quantidade não significa nada e não garante felicidade no casamento.

  • 3. Casamento feliz inclui duas pessoas inteiras e dispostas

    Se você acha que em um casamento bom e verdadeiro não existem brigas e que as pessoas mudam depois que se casam, está enganado. Se você procura pela ‘tampa da sua panela’, pela ‘metade da laranja’, está procurando errado. Cada pessoa é única e traz 100% de bagagem, precisa amar-se para poder amar o outro.

    Realidade: Casamento precisa de muito trabalho e alguns limites, às vezes você vai dormir zangado e acordar ainda mais zangado. As coisas não acontecerão da forma que você quer, haverão conflitos e você descobrirá que a única pessoa que você pode mudar é você mesmo, não pelo outro, mas por sua própria sanidade. E isso é justamente a magia do amor dentro do casamento! Seres humanos não são criaturas simples. O trabalho exigido no casamento não é apenas ter paciência, mas conforme você exercita essa virtude, irá notar que ambos estão em evolução.

    O que fazer: Não seja tão exigente consigo mesmo ou com o outro. Acalme-se. Às vezes dormir ajuda a colocar as ideias em ordem. Não decida nem insista quando ambos estiverem nervosos. Discussões acontecem somente com pessoas que são íntimas umas das outras. Reconheça que vocês estão sendo exatamente quem são e isso é ótimo! Deixe as emoções se acalmarem. Ouça. Reconheça que nem sempre você está certo em tudo e cultivar o orgulho só trará outros problemas. Quanto mais você apreciar seu cônjuge por quem ele realmente é, mais você o respeitará, mais o ouvirá, e ele fará o mesmo por você. O essencial é trabalharem juntos nas diferenças e melhorarem a si mesmos para uma relação total e completa como duas pessoas inteiras.

  • 4. Casamento com amor necessita de progresso sem egoísmo

    Se temos problemas quanto a confiar nos outros, quando o cônjuge for muito pontual ou carinhoso, vamos desconfiar de algo. Se ele faz uma coisinha errada, pronto! No fundo, acreditamos que sabíamos que ele logo ‘tiraria a máscara’, ‘porque todos eles são iguais’, ‘porque deve estar me traindo’, etc. Se ele erra de novo, então, tudo está perdido. A rotina vira cobrança e acusação, dizemos que ele está nos provocando, jogamos tudo na cara dele por tanto que fazemos, pensamos até em divórcio!

    Realidade: Conforme a vida e principalmente o casamento acontece, descobrimos do que somos feitos. Nossos medos e inseguranças podem se transformar nas pedras de tropeço da relação. Se este tipo de comportamento está acontecendo a você, porque já sofreu uma decepção, já foi enganado ou traído, não teve exemplo bom em casa, etc., PARE! Agora!

    O que fazer: Olhe profundamente em sua alma. Ore. Jesus Cristo tem o poder de curar as falhas de nossa personalidade também! Consulte um bom amigo preparado para o que ele tem a lhe dizer. Procure um terapeuta se for o caso. Abra os ouvidos e o coração para reconhecer e aceitar seus problemas, busque soluções e, acima de tudo, trabalhe duro para se livrar deles. Aceite que você precisa buscar seu equilíbrio para ter uma relação equilibrada. Reconheça suas falhas. Recupere sua autoestima. Abra os olhos e enxergue que a visão que você tem de como uma relação deve ser, pode ir ao encontro ou contra as relações que você conheceu ou teve em sua vida. Confronte-se! Mude! Foque nas coisas positivas que seu cônjuge faz, trabalhe seus problemas internos, tenha compaixão por você.

    O casamento não é como o namoro. As pessoas evoluem e a vida acontece. Mas há uma beleza recompensadora no casamento que não encontramos em nenhum outro tipo de experiência. É uma relação repleta de altos e baixos que traz lições difíceis onde, basicamente, ninguém está completamente preparado. Mas, no final, estas são justamente as coisas que fazem a vida juntos rica de experiências e vitórias, tornam o amor real mais forte e profundo e, consequentemente, merecedor da felicidade duradoura.

Clique abaixo para compartilhar

C. A. Ayres é mãe, esposa, escritora e fotógrafa, pós-graduada em Jornalismo, Psicologia/Psicanálise. Visite seu website.

Website: http://caayres.com/

Advertisement
Junte-se a milhõese fortaleça sua família todos os dias.
-------------------------- ou --------------------------
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr