Sobrevivendo ao Desemprego

Nem sempre perder o emprego significará um revés, uma porta fechada, mas poderá ser um outro caminho com muitas novas portas abertas.

485 views   |   shares
  • Sobrevivendo ao Desemprego

  • Nem sempre perder o emprego significará um revés, uma porta fechada, mas poderá ser um outro caminho com muitas novas portas abertas.

  • Normalmente, a perda do emprego trás um misto de preocupação e baixa autoestima. Quando somos despedidos parece que nos disseram: “Você não serve mais”. E isso soa como uma sentença capital. Não somos mais úteis. Não prestamos. Todavia, deveríamos aguçar melhor os ouvidos e escutar: “Você não está servindo por esse tempo, nesse local, não necessariamente que você não sirva mais”.

  • Trabalho numa empresa de recursos humanos que atende diariamente pessoas que buscam uma recolocação. Todas têm em comum, o desemprego. Porém, percebo que umas conseguirão recolocar-se em menos tempo do que outras. O que algumas têm e outras, não? A diferença entre essas pessoas está na forma como cada uma delas se porta frente à situação que, diga-se de passagem, é a mesma.

  • A partir das minhas observações nesses dois grupos de pessoas, percebi algumas características e posicionamentos que fazem toda a diferença para superar um período de desemprego.

  • Não tenha autopiedade

  • Um dos mais terríveis erros que podemos cometer nessa situação é termos piedade de nós mesmos. Quando fazemos isso, entramos numa série de introspecções cataclísmicas o suficiente para nos abalar e enterrar. O antídoto para isso é lembrar-se de suas qualidades – e todos nós a temos – e a partir delas construir suas saídas.

  • Seja persistente

  • A constância com que buscamos algo fortalece aquilo a que nos empenhamos. Veja o caso dos exercícios físicos. Quando iniciamos uma academia custa-nos ver o progresso do corpo. Parece que malhamos, malhamos e não vemos resultado algum. Parece. Com o passar do tempo, com nossa insistência, como num passe de mágica, o corpo mostra a lenta, mas consistente evolução e objetivo atingido. Acredite. Faça. Espere. Certa vez disse Confúcio: “Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha”.

  • Seja adaptável

  • Toda mudança exige uma reorganização, um reenquadramento, um realinhamento de foco, de processo. Esteja sabendo e preparado para isso. Nem sempre o que deu certo a vida toda, necessariamente continuará “ad infinitum”. Reveja seus métodos, seu comportamento e mesmo sua disposição.

  • Não perca o alvo

  • Quando perdemos o emprego temos uma tendência natural para – com o passar do tempo – desmotivar-nos. Isso pode fazer com que percamos nosso alvo de recolocação. Ficamos dando muito ouvido aos nossos pensamentos mais negativos de que mais um dia se passou e nada deu certo, parecendo que amanhã será do mesmo jeito.

  • Advertisement
  • Cada dia tem sua história e o de amanhã está em branco e você tem a caneta. Reescreva-o. Mantenha o alvo em vista. Mantenha a disciplina. Supere-se.

  • “Os obstáculos são aquelas coisas terríveis que você vê quando desvia os olhos do seu objetivo” (Henri Ford).

  • Lembre-se: o desemprego pode ser apenas um momento entre um emprego e outro. Você é que decide.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Irineu dirige uma empresa de recursos humanos que presta serviços na área educacional para escolas e faculdades, em Curitiba/PR. Pratica corrida de rua, diariamente.

Sobrevivendo ao Desemprego

Nem sempre perder o emprego significará um revés, uma porta fechada, mas poderá ser um outro caminho com muitas novas portas abertas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr