A melhor forma de criar um filho... sozinha

Há algumas coisas que você pode fazer para permitir que ele desenvolva o lado masculino muito bem mesmo sem o pai por perto. Veja essas 10 dicas para mães solteiras criarem garotos.

4,217 views   |   4 shares
  • Sempre recebo mensagens de mães que foram abandonadas grávidas e, ao terem um menino, sentem mais dificuldade e dúvidas em como criá-lo sem que ele fique traumatizado por não ter um pai por perto. Essas dicas também valem para mães sozinhas de meninas, embora alguns dos ítens sejam específicos.

  • "E agora, como criar meu filho sozinha?" Esta é a pergunta de muitas mães solteiras que precisam criar seus filhos homens sozinhas.

  • Juntamente com o fato de que você deve deixar seu filho eleger seus heróis e modelos masculinos a seguir, há algumas coisas que você pode fazer para permitir que ele desenvolva o lado masculino muito bem. Tenha ou não uma figura masculina por perto que possa servir de modelo e mostrá-lo certos passos a serem dados, um menino pode sim crescer emocionalmente saudável como homem da mesma forma como muitos outros filhos de mães solteiras já conseguiram.

  • Aqui estão 10 dicas que compilei através dos anos por experiência própria e de muitas amigas na mesma situação:

  • 1. Aceite as diferenças de seu filho

  • Trate-o como homem, não queira fazê-lo uma cópia do que você é. Tenha consciência de que ele é um ser independente de você e não tem culpa da situação. Você vai entender muito mais os homens da sua vida, como seus pais, irmãos e namorados, criando-o. Aproveite esses anos de instrução para desenvolver o respeito.

  • 2. Nunca faça-o ser o homem da casa

  • Você quer ensiná-lo como ser um homem, mas há uma linha tênue entre ser o "pequeno homem da casa" e ser responsável por coisas que adultos devem fazer. Seu filho não é seu confidente, ou príncipe no cavalo branco que lhe livrará de tudo e de todos os perigos. Especialmente para as recém-divorciadas ou viúvas, faça questão de corrigir pessoas que cheguem no seu filho e digam em tom inquisidor que ele agora é o "homem da casa" e que deveria "cuidar da mamãe". Ele é uma criança ou adolescente e precisa ter seu próprio tempo para se desenvolver.

  • 3. Quando você olhar para seu filho, ele terá a cara do pai, e não há problema em sofrer com isso

  • Mesmo que seu ex tenha falhado em tudo mais, uma prova bonita do amor que um dia existiu, que pelo menos você sentiu de verdade, está à sua frente. Diga ao seu filho o quão importante ele é para você. O fato de ele se parecer tanto com o pai - eu sei, há dias que isso dói! - ele é seu menino, tem também os seus genes, e o seu sangue.

  • 4. Cuide de seu lado emocional

  • Com terapia, se necessário, pois ter passado por um divórcio ou ter sido abandonada grávida é muito traumatizante. Com isso dito, tenha certeza de apontar qualidades positivas nos homens que você e seu filho conheçam, como avô, tio, amigo, primo, e mesmo desconhecidos que sejam educados e gentis. Tome cuidado com pessoas que podem querer tirar vantagem de sua vulnerabilidade e lhe machucar novamente. Não aceite que outras lhe apontem o dedo, independente de como seu filho veio até você. Você é filha de um Pai que conhece seu coração, e tem um filho e é responsável, pois você não o abandonou.

  • Advertisement
  • 5. Seja criativa e ajude seu garoto a aprender coisas que homens gostam e devem fazer

  • Eu, como mãe de menino, não tinha como ficar enfeitando muito, pelo contrário, tudo era muito prático, e virei esportista, aprendi a fazer do meu tempo de lazer, coisas que normalmente homens gostam. Joguei muito basquete, futebol, jogo de tabuleiro, xadrez, não importa! Eu me lembro a festa que foi quando eu o ensinei a fazer xixi em pé, com menos de 2 anos de idade, colocando um banquinho! Curta cada momento! Mas também ensinei-o a fazer coisas que homens deveriam fazer para ajudar as mulheres, como lavar a louça, ajudar na limpeza, cuidar das roupas antes e depois de lavar, ou seja, isso o ajudará a ser independente, mas também a ser um marido e pai participante.

  • 6. Assim que ele progredir em seu crescimento, procure por atividades onde possa conviver com outros meninos

  • Desenvolver seus talentos, como esportes, escoteiros. Não se intimide quando tiver atividades de pais e filhos, os líderes desses grupos sabem que contam com filhos sem o pai presente e estão preparados para isso. Seu filho não é menos que os outros por não ter um pai, e você nunca será menos que as outras mulheres por não ter um marido.

  • 7. Ensine-o valores, e deixe-o desenvolver seu próprio jeito de expressá-los

  • Ele é homem e provavelmente terá reações diferentes de você. Nunca deixe de ensinar o certo e o errado, e principalmente que suas escolhas terão consequências, e ele como homem, bem como uma mulher teria de fazer o mesmo, será responsável e terá que viver com as consequências após.

  • 8. Se seu filho é bem ativo, use a criatividade

  • Seja para proporcionar atividades em casa nos dia de chuva, frio, como exercícios, pingue-pongue, e muitas outras atividades que desenvolvam seu raciocínio como xadrez e outros jogos de tabuleiro. Não o largue na frente da TV, video-game ou computador. Ele precisa gastar energia. Isso é bom para você também aproveitar o tempo com ele, que passa bem rápido.

  • 9. Ter modelos masculinos que possam ajudá-lo e mesmo entender-se num todo é importante

  • Se você tiver um avô, irmão, tio, primo ou mesmo um amigo que o inclua e o trate como menino, ajudando-a com atividades como pescaria, mecânica, pequenos consertos, é sempre válido. Meninos precisam de homens que não sejam necessariamente pais, mas tutores, mentores que o inspirem. Acredite, há muitos filhos com o pai presente que não possuem esse benefício.

  • 10. Aproveite seu tempo com seu filho

  • Advertisement
  • Você provavelmente terá que se desdobrar para poder sustentar seu menino. A maioria não recebe pensão alimentícia do pai que abandonou nem qualquer outra ajuda. Faça o que puder, sem se preocupar o que está faltando a ele por não ter um pai presente. Não se culpe nem tente compensá-lo com muitos presentes, mesmo que baratinhos. Seu tempo com ele é o mais importante. Ele um dia reconhecerá seu esforço em trabalhar para sustentá-lo e fazer seu melhor por ele. Somente o fato de você estar aí e não abandoná-lo já faz de você uma vitoriosa.

  • Um dia seu filho crescerá e talvez perguntará pelo pai. Se houver a possibilidade de contato, ajude-o a tê-la. Se não, e mesmo se houver e não acontecer o que ele imagina, você continuará ao seu lado, e ele entenderá que, como mulher, você faz o que sabe e tem condições.

  • Ele crescerá e se tornará um adolescente, e as raízes precisam estar bem plantadas para que ele entenda sua vida sem se revoltar pelos modelos que a sociedade impõe. Esteja lá ao lado dele também. Ao se tornar um adulto, a separação devido aos estudos, trabalho ou mesmo casamento será difícil. Afinal, ele é o seu menino, principalmente se não teve outros filhos. Quando ele começar a namorar vai ser um teste e tanto, mas não desanime! As boas sementes que você plantou darão frutos muito bons.

  • Seu filho será seu companheiro e amigo, e lembrará da mãe dedicada que teve que o criou como um homem digno e valoroso. Afinal de contas, ele tem um Pai perfeito que olha por ele melhor do que todos os outros e nunca o abandonará.

  • Leia também: 8 qualidades a despertar em um filho homem para um mundo mais justo com as mulheres

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Leia o artigo, viva os ensinamentos e compartilhe!

C. A. Ayres é mãe, esposa, escritora e fotógrafa, pós-graduada em Jornalismo, Psicologia/Psicanálise. Visite seu website.

Website: http://caayres.com/

A melhor forma de criar um filho... sozinha

Há algumas coisas que você pode fazer para permitir que ele desenvolva o lado masculino muito bem mesmo sem o pai por perto. Veja essas 10 dicas para mães solteiras criarem garotos.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr