Como poupar para a educação dos filhos

Quanto mais cedo começarmos o investimento na educação dos filhos, mais chances terão no mercado de trabalho. Por isso, especialistas alertam: a educação dos filhos deve ser programada ainda na infância.

785 views   |   shares
  • Todos os pais zelosos têm uma preocupação em comum: quanto precisarei investir na educação de meus filhos? Afinal, estudar com qualidade no Brasil custa caro, mesmo em escolas públicas, pois os pais não podem se contentar com a educação dada pelos professores. Eles precisam pensar em materiais, cursos extracurriculares ou livros. Por isso, é tão importante planejar os estudos, assim como qualquer outro investimento a longo prazo. Especialistas dão dicas como essas:

  • Antecipar a poupança

  • começar a aplicar dinheiro no banco logo depois que o filho nascer, com o propósito único de investir na educação dele. E se possível, no nome dele, já que se pode tirar o CPF até mesmo de um recém-nascido. Tal prática facilita o controle financeiro e faz com que os pais evitem tirar dinheiro da conta com outros objetivos.

  • Programar depósitos mensais

  • as pessoas que são organizadas nas finanças devem reservar uma quantia “x” para depositar na conta do filho, de acordo com as possibilidades, e fazer essa aplicação todos os meses sem falha. Mas se os pais não são muito religiosos com as finanças, o banco pode fazer depósitos programados. É só você se informar e deixar por conta do sistema do banco. Além de não haver possibilidade de esquecimento, será mais difícil de os pais ficarem tentados a sacar o dinheiro do filho para outros fins.

  • Aumentar a quantia de depósito anualmente

  • os pais não precisam começar depositando uma quantia muito alta, principalmente se começou a aplicar desde cedo, quando o filho ainda era criança. Pode começar com uma quantidade pequena e a cada ano acrescer uma porcentagem à aplicação. Dessa forma, o dinheiro vai render cada vez mais, e ficará sempre de acordo com o que os pais podem depositar.

  • Fazer uma conta para cada filho

  • : se cada filho tiver uma conta própria, ficará mais fácil organizar as contas da educação deles individualmente. E não há risco de haver mais investimento para um do que para outro.

  • Ensiná-los a serem consumidores inteligentes

  • : os filhos devem começar desde cedo a lidar com o dinheiro, afinal, um dia eles serão administradores de suas próprias finanças. E mesmo muito dinheiro pode se esgotar se não for bem administrado. Os filhos devem participar das finanças da casa, e aprender o que é necessidade e o que é supérfluo.

  • Advertisement
  • Os filhos podem trabalhar

  • : quando chegarem à idade de trabalhar, é importante que os filhos encontrem um emprego simples. Além de aprenderem desde cedo o valor do trabalho, os pais podem ensiná-los a administrar seu próprio dinheiro, e um dos fins do dinheiro poderá ser para investimento extra na sua própria educação.

  • Mesada com fins educacionais

  • : se os pais decidirem dar mesada para os filhos, é extremamente importante que incentivem os filhos a gastarem um pouco do dinheiro em livros e cursos, por exemplo, com o intuito de estimular o gosto pela educação. Assim, eles aprenderão que conhecimento nunca é demais.

  • .

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Nos ajude a divulgar a mensagem...

Márcia Denardi é jornalista, musicista e uma mãe e esposa loucamente apaixonada pelos filhos e pelo marido. Tem como objetivo profissional usar a informação para fortalecer as famílias. Curta a fan page www.facebook.com/blogmarciadenardi.

Website: http://marciadenardi.blogspot.com

Como poupar para a educação dos filhos

Quanto mais cedo começarmos o investimento na educação dos filhos, mais chances terão no mercado de trabalho. Por isso, especialistas alertam: a educação dos filhos deve ser programada ainda na infância.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr