Como decidir se ou quando colocar seus pais em um asilo

A difícil decisão de se colocar os pais em asilo pode implicar em sentimento de culpa. A importância de se avaliar os vários aspectos da decisão.

13,342 views   |   124 shares
  • A decisão de colocar os pais em um asilo pode ser muito dolorosa em vários aspectos e trazer muita culpa aos filhos. No entanto, tal decisão pode ser benéfica para ambas as partes, dependendo do momento e da necessidade. Separar os pais do convívio familiar pode parecer algo terrível, em diversos aspectos. Afinal, foram os pais que cuidaram e amaram os filhos. Foram os pais que os ensinaram a trilhar sua jornada terrena. Então, por que afastá-los de suas vidas? Por que abandoná-los?

  • Colocar no asilo é abandono?

  • Certamente, existe diferença entre abandonar os pais em um asilo e colocá-los em tal local para sua própria segurança. É necessário observar suas necessidades e, também, a necessidade de todos os familiares.

  • Em meu caso, por exemplo, foi para a própria segurança de minha mãe e própria estabilidade familiar. Minha mãe sempre foi independente. No entanto, após muitos anos, ela começou a sentir solidão e foi morar conosco, em nossa casa. Foi diferente e, inicialmente, foi bom, especialmente, para meus filhos. Depois, embora a saúde dela fosse relativamente boa, ela começou a agir de forma difícil de lidar.

  • O que era para ser um momento bom para ela, ao lado dos netos que a amavam, se tornou algo difícil para ambas as partes. Ela já não podia ficar sozinha, de forma alguma. Ela própria se machucava para chamar a atenção. O relacionamento familiar era difícil porque, o que antes era prazeroso para minha filha ainda criança e meu filho adolescente, tornou-se motivo de brigas. Após consultar alguns médicos e psicólogos, entendemos que ela não podia estar sozinha, mas não podia estar em nossa casa. A opção foi o asilo.

  • Os sentimentos do idoso e da família

  • Minha mãe ficou com raiva, sentiu-se abandonada, mas, pouco a pouco, com a assistência das pessoas do local, com as nossas visitas (sempre vamos visitá-la), ela melhorou o seu estado de saúde física e a maneira de agir.

  • Abandonar nunca!

  • O que aprendemos com isso é que existem momentos em que se torna difícil o relacionamento familiar entre idosos e familiares. Abandonar, jamais. Porém, é importante que eles tenham a devida assistência emocional e física. É fundamental pensar nas necessidades dos pais idosos e na dos filhos e netos, também.

  • Cuidar dos pais idosos sempre!

  • Cuidar dos pais idosos deve ser um prazer e não motivo de discórdia familiar. Muitas coisas devem ser levadas em conta, pensadas e revistas. Família é para sempre. Os pais idosos não devem ser descartados. Devem ser amados e queridos.

  • Advertisement
  • É importante que os filhos conversem entre si com especialistas (médicos e psicólogos) antes de tomarem uma decisão e que avaliem cada aspecto da questão em si e, o mais importante, mostrar aos pais que eles não estão sendo abandonados e continuam a fazer parte da família.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Betânia Diniz é graduada em Economia Doméstica.

Como decidir se ou quando colocar seus pais em um asilo

A difícil decisão de se colocar os pais em asilo pode implicar em sentimento de culpa. A importância de se avaliar os vários aspectos da decisão.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr