Como amar a família do cônjuge

Como conviver e amar a família do cônjuge, mesmo com suas diferentes formas de pensar e agir, desenvolvendo um relacionamento harmonioso e sem brigas.

3,522 views   |   13 shares
  • Lá está aquele belo dia em que enfim o parceiro tão esperado foi encontrado. Flores, jantares, risos, passeios e estar ao lado de quem se ama é tudo que alguém pode querer desfrutar. Logo o tempo passa e chegou a hora de conhecer os sogros, e aí bate aquele nervosismo, afinal, você está entrando na família de outra pessoa, que teve uma outra educação, um outro estilo de vida, uma outra cultura familiar e encaixar-se nessa nova família é o que mais deseja, pois construirá um alicerce com seu amor.

  • É verdade que muitos relacionamentos terminam por causa da interferência dos ou de um dos pais. Conflitos, indiretas surgem e atinge facilmente os sentimentos de todos. Às vezes é um assunto tão delicado que prevenindo coisas piores o companheiro prefere nem frequentar a casa dos sogros ou nem sequer chega a ir lá.

  • Todo relacionamento em algum ponto da vida, passará por testes. Chegam a ser testes tão duros, que alguns preferem a ausência, do que a presença.

  • Aqui vamos abordar algumas formas para que seja desenvolvido e demonstrado amor à família do cônjuge. De fato não é tão fácil como uma receita de bolo, mas se houver paciência e determinação, incentivo próprio e do parceiro, esta prática torna-se muito mais fácil.

  • 1- Permitir-se conhecer

  • Este é o primeiro e grande passo, você terá a oportunidade de conhecer os hábitos, gostos e estilo de vida de cada um, saber as preferências, a rotina, ficando mais fácil evitar desagrados futuros. Seja aberto, fale também sobre você quando mostrarem interesse, não fique encolhido num canto, você fará parte desta família, é bom que participe dos interesses dela.

  • 2- Não ultrapassar limites

  • Também não ache que pode fazer o que bem entender, estabeleça limites próprios para não invadir o espaço de ninguém. A não ser que já tenha sido dada essa liberdade a você, não vá abrindo a geladeira, vasculhando o que tem no armário. Existem muitas pessoas que não gostam quando outra sai procurando algo que lhe interesse dentro da casa dela. Cuidado com a intromissão, isso pode fazer com que seus sogros não lhe vejam com bons olhos.

  • 3- Tratar com respeito seu parceiro

  • Em geral os sogros prestarão atenção a tudo o que você falar e fizer, todas as suas ações serão analisadas: o modo como você trata o filho ou filha deles, o modo como você fala, seu tom de voz, seus pedidos, o modo como você faz carinho, beija e age. Evite cochichar, pois eles podem achar que você está falando mal de alguém.

  • Advertisement
  • 4- Ser atencioso com a familiar do cônjuge

  • Preste ajuda quando for necessário, se sua sogra está com aquele pesado jarro, ou está arrumando o jardim, por exemplo. Ajude-a lavar os pratos sujos que ficaram depois do almoço, ou arrumar a casa junto a ela. Seu sogro está quebrando a cabeça em montar alguma peça, aí estar um bom momento para prestar serviço. São atitudes positivas que tornam a convivência mais suave e harmônica, onde são exercidas atitudes de confiança entre as partes, não podendo-se enxergar essas tarefas como uma obrigação, mas fazê-la com prazer e desejo de servir.

  • Como diz as escrituras:

  • "Servir uns aos outros com amor".(Gálatas 5:3).

  • "E tudo quanto fizerdes fazei-o de todo coração".(Colossenses 3:23).

  • "Todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal;e qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo". (Mateus 20:26-27).

  • 5- Comunicar-se

  • Converse com seus sogros, interaja, fale de suas metas, de seu trabalho, fale do amor que sente pelo filho(a) deles. Se em algum momento houver conflito, o diálogo é a melhor solução. É importante quando errar, saber reconhecê-lo e demonstrar mudança de atitude.

  • 6- Perdoar

  • Sarar as feridas e mágoas nem sempre é fácil, isso demonstra força e caráter, porém, algumas pessoas levam anos para conseguir, mas alimentar rancores não é bom para ninguém, nem para você, nem para quem o ofendeu. É preciso perdoar, você não precisa que lhe peçam perdão, apenas perdoe de coração e deixe que o tempo possa cicatrizar com sorrisos o que um dia lhe trouxe lágrimas, simplesmente perdoe e esqueça.

  • 7- Tratar bem

  • Nem é preciso salientar que tratar bem os outros faz bem. Devemos sempre tratar as pessoas como gostaríamos que fôssemos tratados; e ainda que não o tratem bem, não é desculpa para tratar mal, você deve dar bons exemplos, mostrar através de ações que fazer o bem e ser justo e correto, só há a ganhar.

  • 8- Ser autossuficiente

  • Não depender dos pais do cônjuge para sobreviver é bom, ter seu próprio dinheiro para pagar as suas contas, aluguel, alimentação e demais faz o esforço de seu trabalho honesto tornar-se digno. Mostrar essa independência de poder suprir as necessidades de seu parceiro, traz conforto e tranquilidade aos sogros.

  • 9- Participar

  • Ao formar-se uma nova família, em alguns casos o rapaz ou a moça saem da casa dos pais para construir um novo relacionamento familiar. É importante que os genros e noras, quando possível, participem da convivência com cunhados e sogros, participe de confraternizações e eventos, façam visitas e apoiem-se e façam-se presentes, demonstrando que uniram-se para fortalecer o vínculo familiar e não para enfraquecê-lo.

  • Advertisement
  • O mais importante é que os membros desta família não criem um elo de rivalidade e competição, achando que alguém roubou alguém. Que demonstrem afeto uns pelos outros esquecendo as diferenças e tocando com amor e respeito o coração de cada um.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Clique abaixo para compartilhar

Graduada em RH, acredito que nossa vida têm verdadeiro propósito, sou SUD, sei que toda dor e aflição é uma fonte de virtude e força espiritual, que nos molda e purifica.

Website: http://fernandaferrazmeuspassospelocaminho.blogspot.com.br

Como amar a família do cônjuge

Como conviver e amar a família do cônjuge, mesmo com suas diferentes formas de pensar e agir, desenvolvendo um relacionamento harmonioso e sem brigas.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr