Filhos órfãos: A tristeza e a mágoa de não poder celebrar o Dia das Mães

Quando nasce uma criança aqui na terra, essa criança precisa de carinho, cuidados e amor; porém, algumas delas são abandonadas por suas mães e outras perdem suas mães para a morte.

17,273 views   |   79 shares
  • O que é um órfão? Segundo o minidicionário Larousse, órfão é aquele que perdeu os pais ou um deles. Ainda podemos ir mais a fundo e dizer que também órfão é aquele ser desprovido, desamparado, privado de amor daqueles que deveriam dar toda instrução e ajuda necessária para que seu filho se tornasse um ser pleno e realizado na vida deles. Seguindo ainda esse raciocínio, um filho órfão é aquele que perdeu sua identidade e um ponto de referência na vida.

  • Neste artigo vamos tratar apenas de filhos órfãos de mãe e os desafios que essa falta acarreta na vida desses filhos, desprovidos do amor de mãe, amor esse essencial na infância e uma boa lembrança na vida da criança para toda sua vida aqui nessa esfera terrena.

  • Os filhos que são órfãos de mãe porque a perderam na hora do parto, ou em outro momento, são vítimas de uma triste tragédia. Essas crianças podem encontrar pessoas adultas que darão para elas amor, cuidado, que preencherão a falta de suas mães biológicas. Há, porém, as crianças que são órfãs de mães que entre tantos caminhos escolheram abandonar seus filhos, desprovendo-as de cuidados, amor e afeição. Esse ato é tão triste na vida desses pequenos, principalmente quando eles sabem que sua mãe estão vivas e não lhes dão atenção alguma. Entre tantos desafios que essas crianças passarão na vida, existe o desafio que se repete ano após ano, o desafio de comemorar o Dia das Mães sem ter essa mãe ao lado. Essa mãe que segundo Gordon B. Hinckley, um líder religioso, "seriam capazes de moldar seus filhos de maneira que eles teriam retidão, integridade." Mas como celebrar sem elas? Quais lembranças recordar? Qual sorriso? O que vem imediatamente ao encontro desses filhos órfãos são a dor, a tristeza e mágoa de não ter o que comemorar e essa tristeza dói e corrói a alma.

  • Tive esse tipo de sentimento em minha vida, quando nasci fui deixada por minha mãe. Fiquei aos cuidados de minha avó materna. Por muitos anos não recebi notícias e nem amor de minha mãe; o desalento se aproximou de mim e a dor de não ter pra quem entregar o presente do Dia das Mães em minha mente era atormentadora (às vezes o único presente para oferecer era apenas um abraço, mas eu queria dar). Em alguns momentos as perturbações em minha mente eram tristes, eu não entendia por que ela decidiu me deixar longe da vida dela. Mas, com o passar dos anos, decidi responder de modo diferente, em vez de mágoa e dor comecei a cultivar em meu coração a semente do amor e atenção para aqueles que estavam próximos de mim. Também vocês que são filhos órfãos de mães podem responder de modo diferente, com outros sentimentos. Cultivar a dor e a mágoa só nos faz mal, você pode escolher ser feliz eliminando de dentro todo sentimento de mágoa e dor. Como?

  • Advertisement
    • Uma das primeiras coisas que deves lembrar é: Você é um maravilhoso filho de Deus, acredite! As pessoas podem te abandonar, mas "não somos órfãos espirituais, não estamos sozinhos" (Stanley G. Ellis, Conferência SUD, abril de 2013).

    • Uma atititude positiva é também nunca menosprezar você próprio, tenha uma atitute positiva com você.

    • Perdoe sua mãe (sou órfã de pai, nunca o vi, mas o perdoei).

    • Decida que você não irá fazer o que sua mãe fez com você; decida ser uma mãe presente e irá assumir a responsabilidade por aqueles que você irá trazer ao mundo, dando a eles uma educação com valores que os ajudarão a se tornarem bons cidadãos no mundo.

    • Você poderá preencher sua vida de bondade, ajudar outras pessoas, cuidar de mães que também são órfãs de filhos. Pode esperar que você terá sua vida cheia de amor, paz, vindo de todos os lados.

  • "O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você."

  • Mario Quintana

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Se gostou, compartilhe o artigo...

Francione Sousa instrutora de curso, professora e escritora apaixonada pela vida. Graduada em letras pela Faculdade Frassinetti do Recife_FAFIRE. Seu tema : Viva cada dia a dadiva do presente, fao o seu melhor agora.

Website: http://www.facebook.com/#!/francione.sousa

Filhos órfãos: A tristeza e a mágoa de não poder celebrar o Dia das Mães

Quando nasce uma criança aqui na terra, essa criança precisa de carinho, cuidados e amor; porém, algumas delas são abandonadas por suas mães e outras perdem suas mães para a morte.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr