Preservando a relação: A discussão pode ter um alto preço

Aqui estão cinco dicas com foco em comunicação verbal que podem servir para beneficiar e curar relacionamentos.

711 views   |   shares
  • Terapeutas familiares e de casamento são rápidos em notar que a manutenção de qualquer relacionamento romântico requer tempo e esforço. Aqui estão cinco dicas com foco na comunicação verbal que podem servir para beneficiar e manter um relacionamento.

  • 1. Seja agradável

  • Parece quase simples demais para sequer mencionar, mas há uma razão para que a expressão "Você pega mais moscas com mel do que vinagre" soe verdadeira. Geralmente não é muito difícil ser educado com estranhos, mas o mesmo nem sempre acontece quando se trata daqueles a quem amamos. Falar de forma amável, usando de cortesia um com o outro com uma dose adicional de paciência pode ser o caminho para manter um relacionamento. Uma vez, durante uma discussão, minha mãe saiu de casa e desceu a rua. Depois de alguns minutos meu pai colocou as crianças no carro e saiu atrás dela. Ele parou ao seu lado, colocou a cabeça para fora da janela, e disse com uma piscadela e um sorriso, "Ei gatinha, quer dar uma volta?". Sua vontade de ser bom, apesar do ressentimento, ajudou minha mãe a perceber que seu relacionamento era mais importante do que a discussão.

  • 2. Falar

  • Fale! O seu parceiro não sabe ler sua mente. Compartilhe seus pensamentos e sentimentos. Deixe os seus desejos e necessidades serem conhecidos. Dê respostas honestas quando necessário. Você provavelmente vai perceber que muitos problemas podem ser evitados se você apenas disser o que quer. Julia costumava ficar frustrada com seu esposo quando ele não conseguia lembrar-se de sua sobremesa favorita. Na medida em que amadureceu ela aprendeu que "é mais eficaz e mais fácil eu dizer a ele o que quero para a sobremesa", explica ela. "Eu comerei o que gosto e não ficarei com raiva dele por não se lembrar."

  • 3. Ser solidário

  • Não há duas pessoas que pensem de maneira exatamente igual. Respondendo de forma construtiva, mesmo quando sua opinião é diferente da de seu esposo, ajuda a manter sentimentos positivos. Rebeca muitas vezes ri sobre algumas das criativas ideias de seu marido sobre como fazer dinheiro. Em vez de criticar, ela aprendeu bem cedo no casamento o valor da frase, "Isso soa interessante, veja se dá certo". Ao responder positivamente, ela é capaz de mostrar apoio e manter a paz em casa.

  • 4. Comunicar com empatia

  • Empatia é a capacidade de compreender ou antecipar o que outra pessoa está sentindo. Infelizmente, nem sempre temos empatia por aqueles que estão mais próximos. Quando não tentamos entender as emoções de nossos entes queridos, isso pode causar danos aos nossos relacionamentos. Alguns anos atrás, Juliana, que tinha câncer, estava se recuperando de uma cirurgia e aguardava sessões de radioterapia. Ela relembra: "Eu estava realmente lutando, física e emocionalmente. Enquanto o meu lado da família foi muito favorável e positivo era o oposto da parte dos meus sogros. Eles classificaram meu câncer e minha luta como "o tipo bom de câncer", faziam fofocas sobre mim, criticavam minhas habilidades de dona de casa, e pareciam ignorar minhas necessidades. Em vez de oferecer ajuda onde eles poderiam, preferiram a incompreensão e a ausência. "Embora o câncer de Juliana não dê sinais de atividade há vários anos, ela ainda sofre com a forma como foi tratada."

  • Advertisement
  • 5. Não se esqueça de “jogar conversa fora”

  • “Jogar conversa fora”, ou falar de coisas não sérias, serve a um propósito importante nos relacionamentos: ela ajuda a confirmar que está tudo bem. Por outro lado, quando um casal encontra-se incapaz de se comunicar, então, pode ser um sinal de raiva não resolvida ou ressentimento. Janaina, uma jovem mãe se sentia só e isolada. Estando todo o tempo só com o bebê, sentia a necessidade de comunicação intelectual com adultos. "Meu marido estava sempre cansado e exausto do trabalho ao chegar em casa, e sua necessidade era de paz e tranquilidade. Na mesa de jantar ele às vezes não dizia uma única palavra. Eu fiquei tão frustrada que ameacei ir jantar no quarto. Ele concordou. No dia seguinte, ao ouvir uma piada no rádio e recontá-la na mesa de jantar, seguida por pequenas novidades nas refeições seguintes, fiquei lisonjeada por seu esforço em atender a minha necessidade, porque eu senti que exigia um pouco de sacrifício da parte dele".

  • Traduzido e adaptado por Stael Metzger do original Relationship maintenance: Talk is not cheap, de Rebecca Irvine.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos e familiares..

Rebecca Irvine é graduada em Comunicação pela BYU, professora universitária, mãe de 3 filhos e autora dos livros Family Home Evening Adventures (Horizon/CFI 2009) e Adventures with the Word of God (Horizon/CFI 2008).

Website: http://rebeccairvine.blogspot.com/

Preservando a relação: A discussão pode ter um alto preço

Aqui estão cinco dicas com foco em comunicação verbal que podem servir para beneficiar e curar relacionamentos.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr