Como ser mais empático

Considerações sobre a empatia e como desenvolvê-la ampliando as possibilidades de relacionamentos saudáveis.

7,506 views   |   21 shares
  • A palavra empatia origina-se do termo grego empátheia, que significa entrar no sentimento. Carl Rogers define a compreensão empática como a “capacidade de se emergir no mundo subjetivo do outro e de participar na sua experiência, na extensão em que a comunicação verbal ou não verbal o permite. É a capacidade de se colocar verdadeiramente no lugar do outro, de ver o mundo como ele o vê” (ROGERS; KINGET,1977 apud GOBBI et al, 1998).

  • Compreende-se, pois, que a empatia seja a capacidade de se colocar no lugar do outro, podendo assim compreender seu próprio contexto de vida e suas dificuldades. Assim, desenvolvemos empatia quando aceitamos o outro como ele é; sem julgamentos e com apreço.

  • Façamos algumas considerações:

  • - É preciso começar consigo mesmo

  • O primeiro passo no caminho de desenvolver essa aptidão é olharmos para nós mesmos, buscando o autoconhecimento. É fundamental que identifiquemos nossos sentimentos, emoções e como os manifestamos. Temos que entrar em contato com nossas emoções, a fim de aprender a conduzi-las e enfrentá-las com coragem, sem temê-las, nem reprimi-las. Aprender a lidar com a raiva, a insegurança, o ciúme, a frustração, a ansiedade, a euforia, o medo, entre outras coisas é fundamental para que nos livremos de suas armadilhas.

  • Agindo assim nos libertamos dos nossos padrões rígidos e repetitivos, deixando de ser escravos dos nossos impulsos emocionais. E então com liberdade e compreensão, conduzimos a vida de uma maneira mais consciente.

    • Dirija seu interesse para o outro.
  • Mais lúcidos diante da vida tornamo-nos aptos a compreender o outro; esse é o momento de nos interessarmos pela sua existência e seu destino. Importante que seja um interesse genuíno que nada se confunda com curiosidade, vantagem pessoal ou poder.

  • Para desenvolver empatia por alguém é preciso desprender-se de qualquer tipo de pensamento em relação a ele, qualquer julgamento e preconceito e tentar senti-lo de um modo mais direto e intuitivo. Antes de formar conceitos é fundamental a disposição de buscar as qualidades interiores em detrimento às aparências.

    • Não se trata de uma fusão.
  • É extremamente importante que se esclareça que cada pessoa continua sendo quem é e pensando ao seu jeito, embora a aprendizagem que se estabelece pela troca de conhecimento possa ser transformadora.

  • Ainda segundo Carl Rogers “Ser empático é ver o mundo com os olhos do outro e não ver o nosso mundo refletido nos olhos dele”. A ideia não é enxergar o mundo pelos olhos do outro e sim retirar as vendas que nos impedem de ver nossos semelhantes de forma mais espontânea sem, contudo, nos confundirmos com ele. Empatia não quer dizer tornar-se similar ao outro e sim compreender o outro em sua particularidade. Isso nos aproxima das pessoas e nos ajuda a reconhecer os pontos que nos unem e os controversos, tornando-nos receptivos às diferenças.

  • Advertisement
  • A empatia liga as pessoas pelo pensamento; quando desenvolvemos empatia por alguém a mente dessa pessoa capta a mensagem que a respeitamos e compreendemos e a tendência é que ela queira fazer o mesmo conosco. Estabelece-se assim uma via de mão dupla, onde a compreensão é mútua e as possibilidades de um relacionamento bem-sucedido ampliam-se.

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Compartilhe com seus amigos!

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.

Website: https://www.youtube.com/user/SuelyBuriasco

Como ser mais empático

Considerações sobre a empatia e como desenvolvê-la ampliando as possibilidades de relacionamentos saudáveis.
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr