Quatro formas divertidas de estar próximo de netos que moram longe

Com amor, dedicação e criatividade, é possível estabelecer um relacionamento caloroso ainda que a distância.

1,533 views   |   5 shares
  • A maioria de nossos vinte netos vive muito distante de nós. Pensamos que deveria ser contra a lei filhos casados sairem para fora do estado. Eles não sabem que suas crianças precisam dos avós para sobreviver?

  • Estamos efetivamente encontrando maneiras divertidas de criar um relacionamento próximo com eles, ainda que não seja possível pegar o carro e estar lá em minutos. Um amigo nos disse certa vez: "Vocês estão mais próximos de seus netos que vivem longe que eu dos meus que vivem a apenas alguns quilômetros de distância. Como vocês conseguem?" Não estávamos certos da verdade disso, mas temos aprendido algumas coisas que funcionam para nós.

  • 1 - Mantenha o contato

  • Envie mensagens de texto e e-mails. Há uma boa recompensa em ser pelo menos um pouquinho tecnológico. Estamos ficando bons em enviar mensagens de texto para os nossos netos. Eles parecem gostar. A diferença é que as nossas mensagens escrevemos "catando milho" e a deles vêm na velocidade de um relâmpago. Como eles conseguem? Aí, lembramos que nossos dedos envelhecidos não são mais os mesmos, mas ainda assim eles trabalham bem o suficiente para passar a mensagem. Também é divertido segui-los no Facebook.

  • Fizemos um acordo com nossos netos. Respondam nossos e-mails e mensagens de texto ainda que com três ou quatro palavras. Do contrário, não saberemos se eles receberam ou não, e queremos saber se eles leram. Hoje, encaminhamos um e-mail para a nossa neta na faculdade sobre como evitar resfriados e gripe. Sua resposta foi simples: "Isso foi surpreendente! Obrigada, vovó!" Foi o suficiente para nós.

  • Chamadas telefônicas. A melhor coisa que fazemos quando telefonamos é perguntar coisas como: "O que aconteceu na escola essa semana?" ou "O que você tem feito de divertido ultimamente?" Então, apenas ouça com um ocasional "uau", ou "parece divertido mesmo" ou " Isso deve ter sido bem difícil." Percebemos que eles apreciam conversar com alguem que se importa realmente e que os ouça sem instruções ou reprimendas. Notamos que as garotas "tagarelam" mais facilmente que os garotos, mas eles também parecem gostar de nossos telefonemas; apenas falam menos. Esses telefonemas não são constantes, só o suficiente para saberem que estamos pensando neles.

  • Cartões e cartas. Eles gostam de receber postais quando estamos viajando. Ou um simples e engraçado cartão de cumprimento ocasional pode ser divertido. Se estão doentes, gostam de receber cartões tanto quanto um adulto, talvez até mais. Algumas vezes incluimos um pequeno artigo ou história que achamos que possa interessá-los. Algumas vezes uma mensagem espiritual ainda que curta para dar-lhes um incentivo.

  • Advertisement
  • 2. Planeje as visitas

  • Adoramos visitá-los e receber suas visitas. Isso não acontece frequentemente, mas nos asseguramos de fazê-lo com frequência suficiente para mantê-los seguros de nosso amor. Algumas vezes temos trazido de avião apenas uma criança aqui para uma celebração especial. (Milhas acumuladas ajudam muito). Todos sabem que um dia será a sua vez. Planejamos atividades interessantes para as crianças durante as visitas. O que torna as visitas ainda mais divertidas é incluir um dia ou atividade com os primos da mesma idade. É também uma maneira de manter a familia unida. Perguntamos à criança o que ela gostaria de fazer enquanto está aqui. Certa vez uma de minhas netas disse: "O que eu mais quero é sair com vocês e estar em sua casa. E fazer aqueles biscoitinhos de gengibre outra vez seria divertido".

  • 3. Faça álbuns de recordações simples

  • Quando a visita termina e eles voltam para casa, nos divertimos fazendo um álbum de recordações destacando o que fizemos junto com a criança e enviando a ela como uma surpresa. Em uma viagem fizemos umtour pela cidade e tiramos fotos da criança em frente aos seus pontos favoritos, assim tínhamos material para o álbum. Incluimos canhotos de ingressos, fotos em seu restaurante favorito (garçons são bons em tirar fotos). Onde quer que fôssemos, tirávamos fotos para o álbum de recordações. Nos asseguramos de aparecermos em várias fotos para não haver dúvidas de que estivemos lá. Queremos que se lembrem de nós.

  • 4. Envie presentes

  • Sempre lembramos seus aniversários com presentes. Quando eram pequenos, dávamos um brinquedo, mas quando passavam dos 10 anos, aprendemos que o que eles gostam mesmo é de ganhar dinheiro, assim podem comprar o que quiserem. Procuramos cartões bonitos que combinem com a criança em particular. Nossa mensagem no cartão mostra-lhes que temos orgulho dela e que simplesmente a adoramos. Sempre dizemos que divirtam-se com o dinheiro do aniversário e que nos deixe saber o que compraram.

  • Os esforços para manter-se próximos de seus netos vão valer a pena. Alguns de nossos netos já são adultos, casados e com filhos pequenos. No entanto, ainda se sentem suficientemente amados para chamar-nos quando precisam de uma palavra de encorajamento, um conselho ou para compartilhar um evento emocionante. É um doce momento em nossas vidas, resultado da construção de uma relação próxima com eles ao longo dos anos.

  • Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzgerdo original 4 fun ways to bond with long distance grandchildren de Gary e Joy Lundberg.

  • Advertisement

Quer histórias inspiradoras e edificantes na sua caixa de entrada?

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Gary Lundberg is a licensed marriage and family therapist, Joy is a writer and lyricist. Together they present seminars and author books on relationships. Their website is garyjoylundberg.com, email

Website: http://garyjoylundberg.com

Quatro formas divertidas de estar próximo de netos que moram longe

Com amor, dedicação e criatividade, é possível estabelecer um relacionamento caloroso ainda que a distância.
Advertisement
Compartilhe conosco sua opinião
 

Agradecemos você ter se inscrito em nossa lista de e-mails. Por favor, aproveite os últimos artigos.

tumblr